Comentários
600

Implantação do prédio no terreno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Garantir uma boa ventilação, uma bela vista permanente, mobilidade eficiente na entrada e na saída, tanto para automóveis quanto para pedestres, está cada vez mais difícil, embora sejam pontos diferenciais que uma empreendedora oferece ao comprador ao efetuar a venda do imóvel. A usabilidade de um produto imobiliário é um dos fatores que garantem o sucesso do lançamento ou prédio pronto, além de dimensionar o quanto a edificação é eficiente.

O estudo de implantação é fundamental em um projeto. Deve valorizar o imóvel e resolver problemas, uma vez que a preocupação na implantação bem-executada proporciona salubridade e segurança ao empreendimento, além de atender as exigências da legislação e as necessidades dos usuários, ou seja, a adequada distribuição no terreno atende as demandas dos adquirentes.

Recuos, coeficiente de aproveitamento e projeções mínimas exigidas são as dificuldades que os profissionais de projeto enfrentam no planejamento da implantação, como também físicas e topográficas da locação. A junção de pequenas áreas é a solução quando não há grandes lotes à disposição. Porém, essa “amarração” pode apresentar lotes desiguais, com solos não favoráveis.

Há pontos críticos que devem ser observados, como fachadas pouco iluminadas, o que pode ser solucionado com o aumento dos vãos; a incidência de ruídos pode ser sanada com vidros laminados e/ou vidros duplos; para fachadas com sol da tarde a solução seria a colocação de brises móveis; unidades devassadas por outras unidades, por exemplo, uma varanda, pode ser resolvido com uma jardineira ou um brise móvel; em áreas de lazer que devassam unidades, pode-se edificar uma pérgula, ampliando a distância visual; para espaços de lazer sem demanda deve-se mudar o uso de acordo com o estudo de demanda; quando houver impossibilidade de se projetar uma rampa de acesso, pode-se instalar uma plataforma específica; nos cruzamentos de pedestres com veículos, deve-se adequar o projeto paisagístico e o de programação visual para minimizar o problema, usando cercas vivas, árvores, paginação no piso e programação visual.

Nos empreendimentos de padrão elevado existe maior cuidado com a implantação. Realizada no início do projeto pelo arquiteto, que analisa a locação observando as restrições e as viabilidades físicas, ocasião em que adota estratégias para mitigar esses efeitos, como edifícios que têm vistas em cidades grandes, que se transformam em um diferencial e ótima estratégia de venda, fazendo com que a cada dia os arquitetos precisem inovar mais.

Outro fator importante a ser observado é a legislação ambiental, que tem feito os profissionais se atentarem à previsão de árvores e espécies protegidas, mudando os projetos para a preservação do meio ambiente.

Em casos de empreendimentos de baixo padrão, a satisfação na implantação depende do custo, haja vista que será absorvido pelos compradores. As prioridades voltam-se para aspectos mais baratos e benéficos, além do que, muitos projetos são utilizados em diversos terrenos, dificultando assim a conciliação desses aspectos para cada construção.

Independentemente do investimento que se faça, ou do segmento a que esteja voltado, é obrigatório atentar para aspectos básicos, que garantam a salubridade do imóvel e são obrigados por lei, como também a acessibilidade, pois todas as edificações devem garantir acesso a qualquer pessoa com limitação de mobilidade.

O importante é considerar várias alternativas para encontrar a implantação mais eficiente para cada empreendimento, devendo, na fase de projeto, serem tomadas as decisões mais eficientes e de maior impacto financeiro. Também deverá ser definida a prioridade na contratação de profissionais competentes e preparados para encontrar a melhor solução.

Tags:

Outros Artigos

ver todas
13 de março de 2017
21 de novembro de 2016
24 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
01 de setembro de 2016