Iluminação decorativa com uso de Led

Saiba como usar efeitos de luz dentro de casa para criar ambientes agradáveis para moradores e visitas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/01/2011 12:06 Júnia Leticia /Estado de Minas
A arquiteta Ana Flávia Mendonça diz que tecnologia atual permite criação de efeitos visuais diferentes e charmosos - Eduardo Almeida/RA Studio A arquiteta Ana Flávia Mendonça diz que tecnologia atual permite criação de efeitos visuais diferentes e charmosos
Acompanhe também o Lugar Certo pelo Twitter

30/01/2011 - As possibilidades de transformação de um ambiente por meio da iluminação são tantas que o mercado não para de inovar. O recurso pode conferir mais sofisticação, aconchego e bem-estar, além de valorizar a decoração. E o melhor é associar todas essas vantagens à economia. Isso já é possível graças ao uso do LED, antes restrito principalmente aos pisca-piscas comuns no Natal.

Outra vantagem do LED é que ele pode ser usado em todos os ambientes, devido à diversidade de opções disponíveis no mercado, como explica a arquiteta Natacha Nascif. Hoje, já existem lâmpadas de LED que substituem as lâmpadas quentes e de efeito, como par 20, AR e dicroica, exemplifica. Entretanto, ela diz que é preciso ter cautela para usá-las, pois, dependendo da função, pode não surtir o efeito esperado. Isso porque algumas lâmpadas de LED ainda não têm boa reprodução de cor.

Veja ambientes iluminados com Led

A designer de interiores Saulma Freitas também acredita que o LED pode ser usado em praticamente todos os espaços de uma casa. Mas, para isso, é preciso haver preocupação com os afastamentos exigidos por esse tipo de iluminação, para que haja dissipação de calor. Assim, garante-se maior durabilidade do recurso.

Feito isso, o LED pode ser usado em sancas, iluminação direta ou indireta e direcionada sob tecidos e painéis. Outro emprego é em ambientes infantis, que tem como critério de uso a idade da criança, onde ela dorme e desenvolve atividades escolares. A iluminação deve ser mais aconchegante para acalmá-la e proporcionar um bom descanso, ressalta Saulma Freitas.

Leia também:

Estilo conforme o morador
Led é o futuro mais promissor

O aspecto lúdico também pode ser explorado ao utilizar o LED na decoração infantil. Entretanto, é preciso moderação, como alerta a designer de interiores. É interessante propor iluminação de efeitos para incentivar a criatividade da criança, desde que não seja uma poluição visual, acrescenta.

Saulma Freitas diz que o uso do LED tem de estar em harmonia com outros tipos de iluminação existentes em um mesmo espaço. Pode-se usar o branco e não o RGB para manter um ambiente mais clean e até mesmo com iluminação indireta ou só para efeitos decorativos.

Para a arquiteta Natacha Nascif, pensar na função que pretende agregar ao cômodo é passo importante antes de fazer o projeto - Eduardo Almeida/RA Studio Para a arquiteta Natacha Nascif, pensar na função que pretende agregar ao cômodo é passo importante antes de fazer o projeto
Para evitar o exagero e o desconforto, Natacha Nascif aconselha que se pense em qual função o ambiente deve ter e o que se quer valorizar nele. Num quarto, pode-se usar como iluminação geral a sanca (iluminação indireta) e instalar luzes auxiliares (como embutidos de LED) próximas ao armário, que requer uma iluminação mais direcionada, exemplifica.

A iluminação de home theaters, closets, estantes e armários são alguns dos empregos destacados pela arquiteta Ana Flávia Mendonça para o uso do LED. As opções são tantas, que é possível criar efeitos visuais totalmente diferenciados. Há no mercado controle remoto que permite brincar com as cores, de acordo com a preferência do usuário, conta.

ESPAÇO

Além de decorativo, o recurso contribui para elaborar um projeto que possibilita melhor aproveitamento do espaço. Com os quartos pequenos de hoje, podemos ganhar espaço na mesinha da cama, instalando arandelas próximas à cabeceira, como alternativa de luz de leitura, sugere Natacha Nascif. A arquiteta Ana Flávia Mendonça aponta a vantagem da economia em relação a outras opções disponíveis para iluminação. O LED pode ser usado com a função de substituir lâmpadas dicroicas com ¼ do consumo e 25 vezes mais vida útil, além de não aquecer os ambientes.

Como atualmente a sustentabilidade é uma preocupação recorrente no design de interiores, o desafio é aliar conforto e estética à proteção do meio ambiente, alternativa possível com o uso do LED. Além de o consumo de energia ser menor do que outras soluções, sua durabilidade é maior.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
27 de março de 2017
21 de março de 2017
20 de março de 2017