Estado de Minas
  • RSS RSS
  • Você está em
  • (15) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Casal se recusa a mudar e prédio fica no meio de estrada na China Os idosos não aceitaram a compensação para ir para uma nova casa depois que a rodovia foi construída

Joana Gontijo - Lugar Certo

Publicação: 27/11/2012 13:41 Atualização: 27/11/2012 14:16

Prédio ficou no meio da via depois que os moradores se recusaram a sair (Aly Song)
Prédio ficou no meio da via depois que os moradores se recusaram a sair

Um cenário inusitado se formou em uma rodovia na China depois que um casal de idosos se recusou a deixar a casa onde vive. A estrada acaba de ser construída em Wenling, na província de Zhejiang, e os moradores de um prédio que existe no local não quiseram assinar acordo para a demolição do imóvel, fazendo com que a construção ficasse no meio da via. Eles afirmaram que a compensação oferecida pelo governo não seria suficiente para arcar com os custos de uma nova casa.


Luo Baogen, de 67 anos, e sua esposa, insistem em viver no prédio parcialmente demolido no centro da estrada. O edifício é o único que restou na região, e o bloco de cinco andares se tornou uma visão estranha com os carros ao redor, enquanto o casal ainda o habita. Para garantir sua segurança, quartos adjacentes ao edifício foram deixados intactos, mas todos os vizinhos se mudaram, segundo a imprensa local.

Luo Baogen olha para a estrada que ainda está para ser inaugurada (Aly Song)
Luo Baogen olha para a estrada que ainda está para ser inaugurada
A estrada asfaltada através da vila de Xiazhangyang leva para a estação ferroviária de Wenling e ainda está para ser inaugurada. De acordo com novas leis no país, é ilegal demolir qualquer tipo de propriedade pela força, sem um acordo ou o consentimento do dono. Como demonstra reportagem do site do jornal britânico Daily Mail, Mail Online, proprietários de imóveis na China que recusam a se mudar para abrir caminho para o desenvolvimento são conhecidos como 'proprietários prego', uma expressão popular que refere-se a um prego teimoso que não é fácil de remover de um pedaço antigo de madeira, e que não pode ser simplesmente puxado com um martelo.

Casos parecidos com este já aconteceram algumas vezes na China. Em um deles, uma família não quis deixar a casa que estava em um terreno onde iria ser construído um shopping de seis andares. Os empreendedores, então, cortaram o fornecimento de água e energia da residência e escavaram uma vala de 10 metros de profundidade ao redor do imóvel, que já era da família por três gerações, causando uma reação violenta.
Tags:

Esta matéria tem: (15) comentários

Autor: Ricardo Sabino
Lorivaldo, a retirada realmente não será forçada, mais ela vai acontecer Os direitos precisam ser respeitado! A imagem que hoje compartilhamos juntos, ela não será vista mais daqui alguns dias, a casa será retirada e tudo volta ao normal. O governo irá pagar aquilo que ele decidir, e o casal: sair. | Denuncie |

Autor: lorivaldo alves
O progresso chegou!. E os direitos individuais?.Em se tratando da republica da China,muito boa essa garantia da nao retirada forçada. | Denuncie |

Autor: Ricardo Sabino
A situação chega a ser cômica, o casal precisa entender que o progresso chegou, e precisam aceitar. Em Santa Luzia onde moro, o prefeito colocou as pedras para calçamento da rua, teve moradores que ligaram pedindo para não calçar a rua, é para deixar como estar! Vai entender! | Denuncie |

Autor: paulo lage
olha o tamanho do carro e o tamanho da estrada...no brasil farian uma baita curva,.. | Denuncie |

Autor: Sergio Oliveira
Se fosse aqui no Brasil, os própios caminhoneiros desgovernados iriam fatalmente demolir o prédio após algumas batidas. | Denuncie |

Autor: Benjamin Alves Rabello Filho
Na China ? Não saíram da casa para construir uma estrada ? Chame o Márcio Lacerda; ele tira. Lembremo-nos daquela idosa, com um cãozinho de estimação que atrasou a conexão da Av. Pedro II com a Tancredo Neves? Marção tirou. Hoje as avenidas estão em pleno funcionamento, perfeitas. Obrigado Marcão.. | Denuncie |

Autor: Luiz Guimarães Pereira
Isso ai tá bem parecido com Goiania. Aqui a cidade está expandindo construindo vias expressas, mas várias são as interruções e desvios de chacaras, garagens de onibus e até mesmo fabrica de movel onde os proprietários pegam advogados e trancam o avanço das vias, tumultuando o transito.VERGONHA. | Denuncie |

Autor: Luiz Guimarães Pereira
Uai, entãoi esse comunismo na China náo tem nada de ditatorial, como diz a imprensa brasileira. Se fosse aqui no Brasil ou nos EEUU, o Chinez tava ferrado. | Denuncie |

Autor: Aldenir Barros
Será que este casal chinês não enxergam que estão no meio da estrada? Abram os olhos chineses! | Denuncie |

Autor: Meirelles Sr.
No Brasil seria a mesma coisa, mas com um detalhe! Não teriam construido um metro sequer de estrada. A corrupção teria embolsado todo o dinheiro. | Denuncie |

Autor: Jefferson Oliveira
É Fernando Oliveira, eles não são intolerantes...vão apenas cortar a água, luz e fazer um buraco de 10 metros ao redor da casa. Realmente tem dois lados o de quem enxerga e o de quem não quer ver como o seu. | Denuncie |

Autor: Leandro Rocha
No Brasil não dá pra fazer isso. Aqui somos obrigados a sair se o governo manda, pq na verdade nenhum terreno é "seu", vc tem a "posse" temporária dele, mas o governo é que detém as terras do país. | Denuncie |

Autor: Fernando oliveira
E olha que a Imprensa Ocidental, sempre passa a imagem de que o Governo Ditador Chinês é muito Intolerante, mas pelo visto, tudo sempre tem dois lados. | Denuncie |

Autor: Gaguigu Maciel
É isso aí... a verdade nem sempre é a da maioria... | Denuncie |

Autor: Joao Camanducaia
Se a moda pega no Brasil, hein?! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »