Para agilizar a venda

Anúncio na internet é o cartão de visitas para a venda do imóvel, que deve ser caprichada

Cuidados com o imóvel anunciado, ocupado ou não, podem fazer a diferença na hora de atrair os interessados. Limpeza e organização são algumas ações que valorizam a unidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/09/2016 10:00 Gustavo Perucci /Estado de Minas
Divulgação/Condomínio Lua Nova
Em tempos de crise, vender um imóvel não é tarefa fácil. Se é um apartamento ou casa usados, então, mais difícil ainda. Muitos brasileiros passam por isso nos últimos anos: após fazer planos e anunciar a propriedade, passam-se meses, poucas propostas surgem e nenhuma negociação é efetivada. Oferta abundante, concorrência com unidades novas mais modernas e medo de investir são algumas das principais razões para a venda não se realizar. Mas detalhes podem fazer a diferença, ganhando a disputa pela atenção do cliente.

“Podemos comparar a venda de um imóvel à venda de um carro. Quando você anuncia seu veículo, manda lavar, encerar e limpar os estofados só para deixá-lo mais interessante ao comprador. No imóvel é a mesma coisa. Quando você vai apresentar sua casa para um interessado, seja de forma virtual ou presencial, você deve caprichar na apresentação, deixando-o limpo e organizado, preparado para receber essa grande visita”, explica Cássia Ximenes, presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG).

A dirigente afirma que o cartão de visitas do imóvel é o anúncio na internet. Hoje, o primeiro contato de quem quer comprar um apartamento ou casa para morar são os sites especializados. O interessado já filtra quais quer visitar ou não. Por isso, é essencial que as fotos que serão utilizadas para divulgar a unidade tenham qualidade, inclusive na arrumação dos ambientes. “É na internet que o cliente decide se quer ou não conhecer pessoalmente o imóvel. É preciso caprichar nas fotos. Algumas imobiliárias já contam com fotógrafos profissionais”, acrescenta.

Jair Amaral/EM/D.A Press
Assim, antes de fazer as fotos para anúncio virtual ou começar a receber interessados, deve-se limpar e organizar os ambientes. “Uma flor na jarra já faz toda a diferença”, comenta Ximenes. Combinar as visitas em horários com menos movimento é outra dica importante. A ideia aqui é deixar a casa convidativa, atraente para o cliente, seguindo a lógica do ditado 'a primeira impressão é a que fica'.

“Durante a visita presencial, é importante que você inclua o sentido do olfato, deixando a casa cheirosa. A pessoa precisa entrar e sentir vontade de permanecer naquele ambiente. Realmente, organizar o imóvel de forma a que o cliente se sinta tão confortável que queira morar ali para sempre”, orienta.

Outra atitude que pode acelerar o negócio diz respeito à estratégia de venda, comum entre as construtoras. Ao decidir se desfazer da propriedade, contrate um profissional capacitado, que, além de orientar sobre a produção do material de divulgação (textos e fotos), vai avaliar qual público-alvo aquele imóvel vai atrair mais interesse e sugerir alterações que deixem a casa ou o apartamento mais competitivos. Não se assuste se, para dar mais visibilidade ao imóvel, o profissional sugerir a mudança de algum acabamento fora de moda ou investimentos em estruturas, como cabeamento de rede.

Arte/EM
“Algumas pessoas já entenderam que esse é um fator que faz diferença na velocidade de venda. E temos de lembrar que um imóvel usado concorre com os novos, com projetos atuais que atendem às novas demandas do mercado. Um imóvel tem moda, tem grife, apelos do momento e do contexto. Quando uma construtora vai começar um empreendimento, ela se abastece de pesquisas de antropomarketing. Com esses dados em mãos, constrói o projeto e planeja todo o empreendimento voltado para esse público específico. Antigamente, a sala de estar era o centro da casa. Esse conceito mudou. Hoje é a cozinha. Como concorrer? É ter um diferencial, que pode ser o preço; ou fazer um retrofit, um 'lifiting' no imóvel, como mudar um acabamento. Essas atitudes colocam o antigo em igualdade de condições com um novo projeto”, aponta Ximenes.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas notícias

ver todas
21 de setembro de 2017
19 de setembro de 2017
18 de setembro de 2017