O perigo mora em casa

Acidentes ligados a choques e curto-circuitos cresceram 3% em 2015; saiba como se prevenir!

Acidentes domésticos provocados por sobrecarga de energia ou instalação elétrica inadequada são comuns e alguns cuidados básicos devem ser tomados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/06/2016 11:55 / atualizado em 16/06/2016 12:11 Augusto Pio /Estado de Minas
Contratar um profissional capacitado é indicado para solucionar problemas - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press Contratar um profissional capacitado é indicado para solucionar problemas
É muito comum pessoas tentarem resolver pequenos problemas de ordem elétrica em suas casas. É aí que mora o perigo, pois alguns acidentes domésticos, como choques e curtos-circuitos, podem ocorrer causando sérios problemas e colocando a vida dos moradores em risco. Esses incidentes já são comuns e as estatísticas comprovam que os casos vêm aumentando ano a ano. Em 2015, o número de ocorrências registradas cresceu 3%, em relação ao ano anterior, passando de 1.222 para 1.257, segundo a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel). Entre os vários perigos listados, incêndios causados por sobrecarga de energia estão entre os mais comuns e, no último ano, cresceu 49%.

Para se ter uma ideia, episódios mais graves podem até levar a pessoa ao óbito. Somente no ano passado foram 601 mortes em decorrência desses problemas. Por isso, o cuidado deve ser redobrado evitando-se as gambiarras, alerta João Carlos Lima, o professor do Centro de Capacitação em Tecnologia da Loja Elétrica (CCT). “Tudo o que envolve eletricidade exige cautela. O sistema é complexo e, uma vez que não for manuseado de forma correta, pode trazer consequências muito sérias, como a perda do imóvel e óbitos. Por isso, quem não tem conhecimento sobre o assunto deve, imediatamente, contratar um profissional capacitado para solucionar quaisquer tipos de problemas.”

De acordo com João Carlos, para evitar choques, curtos-circuitos e incêndios, existem cuidados básicos que devem ser seguidos à risca. E o especialista aconselha a tomar os seguintes cuidados:

Arte EM/Lelis
Desligue a chave – Toda vez que for fazer manutenção em chuveiro, trocar lâmpadas ou mexer em qualquer objeto ligado à eletricidade, é preciso desligar a chave de energia para evitar choques.

Evite sobrecarga de energia – É preciso cautela no uso de “Ts” ou extensões. Quando ocorre sobrecarga de energia, os componentes se aquecem e o resultado pode ser um curto-circuito ou até incêndio. Por isso, fique atento e evite ligar vários aparelhos na mesma tomada.

Mantenha crianças protegidas – A curiosidade infantil pode trazer sérios problemas. Por isso, melhor apostar na prevenção para evitar que elas tomem choque. A melhor forma é cobrir as tomadas com os protetores de plásticos para protegê-los do contato com a corrente de energia.

10v ou 220v? – Opte por aparelhos que são bivolts. O padrão de energia varia com a localidade. Quando você coloca aparelhos 110v em tomadas de 220v, além de queimá-los, a tomada pode estourar e causar curto-circuito.

Água e eletricidade – A combinação dos dois elementos é bastante perigosa e manter um longe do outro é extremamente necessário para evitar acidentes que, nesse caso, podem ser fatais. Por isso, evite usar eletrodomésticos no banheiro e os mantenha afastados da pia da cozinha. Ao utilizar qualquer equipamento, esteja calçado e com as mãos enxutas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
16 de dezembro de 2016
21 de outubro de 2016
07 de outubro de 2016
28 de setembro de 2016
10 de setembro de 2016