Para ter ar limpo é preciso manutenção

Manutenção a cada seis meses mantém ar-condicionado limpo e reduz o consumo de energia

Aparelhos de ar-condicionado podem propagar fungos e bactérias, além de sujeira. Para manter o ambiente e as pessoas saudáveis, é preciso cuidar da limpeza periódica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/07/2016 09:55 Augusto Pio /Estado de Minas
Armando Cesar, da Armando Clima Eirelli, indica a limpeza mensal, como recomenda a Vigilância Sanitária - Jair Amaral/EM/D.A Press Armando Cesar, da Armando Clima Eirelli, indica a limpeza mensal, como recomenda a Vigilância Sanitária
O ar-condicionado já faz parte de milhões de casas espalhadas pelo Brasil. Mas, o que muitas pessoas precisam saber é que não basta somente instalar o aparelho na parede ou janela e desfrutar de suas qualidades, pois a manutenção periódica é de suma importância. Entre alguns problemas mais frequentes estão o pinga-pinga, odor, filtros sujos, baixo resfriamento e aumento do consumo de energia. Na realidade esses problemas são sintomas de que o equipamento precisa urgentemente de manutenção.

O mais aconselhável é contratar alguém que faça a manutenção preventiva, realizada a cada seis meses. O filtro, que retém poeira, deve ser limpo a cada dois meses, dependendo do que vem indicado no manual de instruções do aparelho. Esse tipo de cuidado tem o objetivo de prevenir futuros problemas com o equipamento, como vazamentos, quebra de peças e panes em geral. É importante ressaltar que, mesmo sendo possível lavar o filtro do ar-condicionado a qualquer hora, é muito importante fazer uma limpeza profunda em todas as peças, o que inclui a lubrificação de todo o aparelho, tanto da unidade interna (evaporador) quanto da externa (condensador).

Para isso, é sempre recomendável buscar um especialista no mercado e que, de preferência, seja indicado por algum conhecido que já tenha realizado um serviço com o profissional. Armando Cesar Monducci, diretor comercial da Armando Clima Eirelli, explica que os problemas mais comuns nos aparelhos de ar-condicionado são a queima de componentes, como os compressores, cujo custo pode chegar a até 60% do equipamento. Ele explica que tanto a manutenção preventiva como a corretiva devem ser feitas sempre com consciência e baseadas nas normas da Secretaria da Vigilância Sanitária (SVS).

“Proporcionamos um ambiente com ar puro, sem fungos, livre de bactérias e ácaros, visando sempre à saúde dos usuários. Isso porque doenças respiratórias e alérgicas, além de fungos e bactérias, podem surgir e ser propagados no ambiente com ar-condicionado devido à falta de manutenção”, alerta Armando. Para uma boa manutenção e aumento da vida útil do equipamento, ele sugere a limpeza mensal, seguindo recomendação da SVS, principalmente no local onde o ar é muito usado. A Armando Clima Eirelli presta os dois tipos de serviço. Com a preventiva, por meio de contrato mensal, ocorre a visita de técnicos. Já a corretiva funciona com agendamentos.

“A pessoa pode pagar um valor fixo mensal pelos nossos serviços técnicos com equipe treinada e capacitada pelos fabricantes. Quando há troca de peças, elas têm garantia de um ano”, esclarece o diretor. A empresa trabalha com todas as marcas de aparelhos de ar-condicionado disponíveis no mercado. “Somos autorizados a vender e instalar 90% das marcas existentes hoje no Brasil. A garantia é de acordo com cada serviço executado e a do fabricante. Os aparelhos custam a partir de R$ 890, sendo este o mais simples. O mais econômico custa a partir de R$ 1.780. Nossos técnicos vão até o local, fazem as medições e estudos de carga térmica. Logo após, enviamos orçamento e, assim que aprovado, fazemos toda a instalação do equipamento, a parte elétrica e o dreno”, explica.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
16 de dezembro de 2016
21 de outubro de 2016
07 de outubro de 2016
28 de setembro de 2016
10 de setembro de 2016