Chame o bombeiro!

Aquele pinga-pinga na torneira é simples de resolver: basta chamar o bombeiro hidráulico!

Nada pior do que descobrir um vazamento dentro de casa, seja na torneira da pia, seja no sanitário ou chuveiro. Além do desperdício, é sinal de conta mais cara no fim do mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/08/2016 07:25 / atualizado em 26/08/2016 07:31 Augusto Pio /Estado de Minas
O gotejamento de uma torneira significa perda de 46 litros de água por dia e deve ser resolvido rapidamente - Beto Novaes/EM/D.A Press 27/3/01 O gotejamento de uma torneira significa perda de 46 litros de água por dia e deve ser resolvido rapidamente
Se há um problema que incomoda todos em casa é o bendito vazamento. Aquele pinga-pinga, seja na torneira, chuveiro seja em algum cano furado é uma tortura para qualquer um, além de fazer com que a conta de água aumente no fim do mês. Para se ter uma ideia de como o problema é complexo, basta observar que o gotejamento de uma torneira significa desperdício de 46 litros de água por dia, ou 1.380 litros por mês. Um filete de dois milímetros de água pode significar vazamento de 4.140 litros por mês. Já um de quatro milímetros pode desperdiçar mais do que o dobro disso, ou seja, 13.260 litros mensais. Por fim, um buraco de dois milímetros no encanamento pode causar um desperdício de 3,2 mil litros por dia.

Há 30 anos no ramo, João Ribeiro dos Santos alerta que é preciso ficar sempre atento aos vazamentos e entupimentos em pias, lavatórios, privadas e chuveiros, evitando prejuízo na conta de água e desperdícios. “Nesses casos, o conselho é chamar um bombeiro de confiança para os devidos reparos”. Ele esclarece que encanador ou bombeiro hidráulico são os profissionais que realizam projetos, instalações e manutenções em canos e tubulações de residências, apartamentos e espaços públicos diversos. “Esses profissionais contam com conhecimentos sobre ferramentas, materiais, procedimentos e normas de atuação do setor e, por isso, são os indicados para o serviço”, ressalta.

O bombeiro diz que já fez vários cursos referentes à profissão. Segundo ele, o bombeiro também é responsável por serviços mais simples, como trocar as torneiras ou mesmo as buchas que se encontram gastas e que provocam vazamentos ou mesmo algum cano furado que esteja causando infiltração, além da limpeza de caixas d'água e esgoto, entre outros. “Mas a pessoa especializada deve ser da sua confiança para resolver esses tipos de problemas, de preferência por indicação. A revisão em residências pode ser feita de seis em seis meses. Em prédios comerciais, que recebem muito movimento, de quatro em quatro meses”, aconselha.

SEGURANÇA João esclarece que o serviço de manutenção ou revisão é imprescindível para evitar aborrecimentos. “É feito um contrato, com o pagamento de uma taxa mensal. Assim, vou até o local e confiro todos os tubos que passam água, inclusive o hidrômetro. Caso seja necessário, faço as trocas de buchas, chuveiros, canos, torneiras, sifão... Em caso de troca de peças, posso comprá-las ou, se o cliente preferir, ele mesmo poderá efetuar a compra do material”, diz.
Outros trabalhos pertinentes ao bombeiro são relacionados à manutenção e instalação hidráulica, como fazer ligações, desligamentos e religações de água, ligações em redes mestras e extensão de redes, realizar a pré-montagem e instalar tubulações de água em novas redes usando tubos de PVC e outros, além de observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho.

Tags: chuveiro sanitário pia torneira desperdíco manutenção Estado de Minas Lugar Certo conta mais cara no fim do mês vazamento dentro de casa bombeiro hidráulico

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
16 de dezembro de 2016
21 de outubro de 2016
07 de outubro de 2016
28 de setembro de 2016
10 de setembro de 2016