Comentários
600

Designers usam peças de vidro reaproveitadas para criar belas luminárias coloridas

A dupla reutiliza materiais de segunda mão para conceber objetos únicos e personalizados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/05/2014 11:27 / atualizado em 08/05/2014 11:37 Redação Lugar Certo PR /Folha de Londrina
Sander Wassink e Ma'ayan Pesach/Divulgação
Os designers holandeses Sander Wassink e Ma'ayan Pesach criaram uma coleção de luminárias feitas com recipientes de vidro reaproveitados. A dupla reutiliza materiais de segunda mão para conceber peças únicas e personalizadas.

A ideia surgiu quando os dois trabalhavam em uma pesquisa para um trabalho na universidade. Após coletarem diversos tipos de vidro, eles começaram a testar quais seriam os resultados ao utilizarem lâmpadas. Logo após essa experiência, um hotel fez a primeira encomenda.


Sander Wassink e Ma'ayan Pesach/Divulgação
Qualquer objeto de vidro claro pode ser reaproveitado para contornar os itens da coleção. O processo é único, pois não é utilizada uma linha de produção - o resultado varia de acordo com os tipos de recipientes de vidro que são encontrados.

Com o material em mãos, os designers empilham os objetos de diferentes formas e tamanhos. São usados pratos, tigelas, copos, vasos, entre outras coisas. Não existe um padrão. Tudo é fixado com uma resina colorida, que dá um efeito mais que especial às peças, ao refletir a luz.

"Muitas vezes as pessoas tendem a substituir e renovar as peças ao seu redor e, portanto, há uma quantidade inacreditável de objetos com qualidade deixados para trás", explicou Ma'ayan em declaração ao site Dezeen. Ela ainda disse que eles gostam de trabalhar com materiais já existentes e fazer uma combinação entre o velho e o novo.

Com os vidros organizados e colados, os designers utilizam um esqueleto feito em fio de cobre para poder fixar a estrutura ao sistema de iluminação. A lâmpada utilizada é de LED, o que garante maior durabilidade e eficiência, ao mesmo tempo em que não aquece demais a estrutura para não prejudicar a resina.
Sander Wassink e Ma'ayan Pesach/Divulgação


Fonte: Ciclo Vivo

Tags: ma

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
13 de dezembro de 2016
23 de fevereiro de 2016
25 de junho de 2015
17 de junho de 2015
09 de maio de 2015