Tempo de preparar a casa

Religiosidade e boas lembranças marcam o ato de decorar o lar para as festas de fim de ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/11/2006 15:35
Fotos: Dimang Kon Beu/Shadow
A tradição de enfeitar a casa para a chegada do Natal e receber os amigos e parentes para as festas de fim de ano parece resistir ao tempo. Uma prática que está atrelada à religiosidade das famílias, capaz de preservar hábitos, adaptar e renovar costumes e tendências, mantendo vivas as lembranças do passado. Os enfeites e ornamentos mais clássicos, como árvores, guirlandas, botas, sinos, bengalas, papais e mamães noéis, entre tantos outros, conservam as características originais e também ganham ares estilizados, contemporâneos, modernos e globalizados. O presépio, o mais importante símbolo natalino, traz sua contribuição essencial ao clima de fé e magia que embala o cotidiano dos moradores e, em alguns endereços urbanos e interioranos, atrai a visita da folclórica Folia de Reis. Cada artigo que compõe a decoração especial passa a carregar um significado particular, juntamente com a montagem dos arranjos e cenários que despertam emoções, além do caráter meramente estético e gracioso da simples aparência dos adornos. Para a dona-de-casa Ophelia Sativa Monteiro de Lima, ornamentar a casa para comemorar o Natal com a família é uma tradição sagrada que evoca lembranças da infância ao lado do pai, já falecido, de quem herdou e faz questão de manter o hábito. Há pelo menos três décadas, ela segue fiel o ritual, que extrapolou a data e, pelo simples prazer de ver a casa mais bonita, vem apostando também na decoração da residência para a Páscoa e o importado Dia das Bruxas. Nesta época do ano, a casa poderia ser o endereço de uma sucursal de papai noel. O bom velhinho, acompanhado de mamães-noéis, está espalhado por vários cantinhos em diversos estilos e tamanhos, envolvido com as mais diferentes atividades, muitas impensáveis para o corpulento e simpático personagem. O visitante pode até surpreendê-lo tentando invadir o imóvel pela janela do lado de fora, vê-lo em performances num balão e rebolando ao som de músicas típicas. A decoração do imóvel começa no jardim, onde também se instalou um iluminado boneco de neve, algo inusitado num país tropical, e uma hena que estacionou ali. Dos primeiros papais-noéis, delicados em biscuit ou movido à corda, aos demais símbolos do Natal, incluindo um pequeno presépio, todos os demais artigos e peças com inspiração natalina – copos, xícaras, pratos, toalhas – estão distribuídos pelas salas de estar e jantar, cozinha, lavabo e escada. Cada detalhe remete a uma lembrança natalina, seja em suportes de papel higiênico, seja em panos de prato e quadros na parede. Tudo foi especialmente preparado para comemorar a data na casa, que tem um estilo europeu e americano com forro em madeira e já está pronta para a Ceia, com distribuição de presentes às netas e rezas como manda a tradição familiar.

Lembranças

Deixar tudo arrumado dá trabalho, mas a dona-de-casa garante que o resultado compensa, sobretudo, quando surpreende curiosos que passam pela rua e apreciam a decoração no jardim. Para montar apenas a árvore, recheada de luzes e balangandãs natalinos, é preciso se dedicar um dia inteiro à atividade. Todo o trabalho, calcula Ophelia, leva três dias para ser concluído e não dispensa a contratação de um auxiliar para tarefas mais estruturais, como fixar objetos na parede. Enquanto dura a montagem, ela revela que as lembranças do pai se tornam mais fortes e ela se vê tomada pela emoção. “Para meu pai, enfeitar a casa era coisa séria. Tinha um significado especial. Por isso, tudo que desejo é continuar mantendo essa tradição”, recorda. Entre oito irmãos, ela diz que foi a única a investir na continuidade do rito paterno. Durante todo o ano, Ophelia, os irmãos e o pai costumavam aguardar com ansiedade o dia de começar a decorar a casa e comprar os presentes. Primeiro chamavam um jardineiro, que preparava o pinheiro replantando sempre que necessário, para receber bolas de vidro coloridas, bombons e e papel celofane de várias cores picado. Próximo ao dia de Natal, as crianças eram afastadas para que a árvore recebesse os presentes antes da Ceia. Atualmente, com as devidas adaptações, já que os filhos estão crescidos, a família mantém o mesmo costume, com direito a receber uma ilustre visita do papai-noel para agraciar as netas de 10 e 6 anos de idade.

FENG SHUI TRAZ HARMONIA

A decoração de Natal pode ganhar um toque ainda mais especial com a ajuda do Feng Shui, uma técnica milenar chinesa para valorizar os sentimentos e energias empreendidos, cores e recursos usados. “Antes de tudo, o mais importante na hora de arrumar a casa para as festas de fim de ano é decorar com vontade e sentimento verdadeiro”, observa a decoradora Cláudia Mancini Araújo, da Ornare. Segundo ela, de acordo com o baguá – um instrumento utilizado no Feng Shui para mapear o fluxo de energia nos ambientes –, um bom local para montar a árvore de Natal é a área quecorresponde à prosperidade, que seria o canto superior esquerdo em relação à porta de entrada e também ao centro da sala, um pólo energético. Cláudia ensina, com base na técnica chinesa, que a recomendação é colocar na parte inferior da árvore muitas caixinhas de presentes. “É importante mentalizar um pedido a cada caixinha colocada”, destaca. O segredo, completa, é enfatizar os pedidos usando a vibração das cores. Outra dica da decoradora que sugere abundância é fazer arranjos com frutas tropicais – um toque bem brasileiro e alegre que, de quebra, dá água na boca. O fundamental de tudo é, imbuídos do espírito natalino que contagia a todos e envolve o ambiente, exercitar a compaixão, a solidariedade e o respeito ao próximo, buscando estender esses sentimentos tão nobres e raros aos 365 dias do novo ano.

SAIBA MAIS

Confira outras dicas para garantir a harmonia do natal com base no feng shui

* Na arrumação da mesa, use toalhas alegres e evite que coisas altas fiquem no centro, como garrafas e enfeites. Próximo à mesa principal, procure colocar tigelas com um terço de água e pétalas ou flores na superfície. Um toque também esteticamente agradável.
* Preencha os espaços sem excessos, trazendo uma sensação de suavidade e alegria.
* Procure preencher com luzes e/ou plantas os cantos mais distantes da sala.
* Para quem gosta e acredita, incensos de limão e eucalipto podem limpar o ambiente para a noite de Natal e perfumar o ambiente.
* Sinos de vento na porta de entrada acolhem os visitantes.
* Vibração das cores: vermelho (amor, paixão e sucesso), amarelo (dinheiro, riqueza e sorte), dourado (sucesso, riqueza e fama), verde (saúde, bem-estar e abundância), branco (paz, amor e equilíbrio) e rosa (romance, amor e serenidade).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
09 de novembro de 2018
24 de outubro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura