Inspiração para a própria casa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/09/2009 20:06 Joana Gontijo /Lugar Certo
A engenheira Patrícia Abreu e o autônomo Carlos Mendes visitaram a edição 2008 e voltaram neste ano para tirar ideias para a nova casa - Joana Gontijo/Lugar Certo A engenheira Patrícia Abreu e o autônomo Carlos Mendes visitaram a edição 2008 e voltaram neste ano para tirar ideias para a nova casa
A engenheira Patrícia Abreu e o autônomo Carlos Mendes visitaram a mostra para se inspirar durante a construção da nova casa. "Aqui vemos coisas que dá para fazer, com preços melhores. Considero muito importante essa preocupação ecológica, e é muito boa a oportunidade de encontrar vários fornecedores reunidos", diz Patrícia. A engenheira conta que gosta também da mistura entre o moderno e o antigo. "Fica com aquela cara de casa de avó, lembra da infância, com aconchego. Esse efeito pode ser conseguido com madeira de demolição, por exemplo, que adoro e vou reaproveitar para nosso apartamento novo", conta.

No Estar íntimo da família, de Márcia Sepúlveda Sousa Lima e Daniele Goulart, a intenção é ser um espaço de reunião e interação entre a família, com um pouco de tudo. O sofá confortável para relaxar, a televisão, o aparador com três bancos para trabalhar ou para estudar, e a mesa para lanche e jantar chamam momentos para estar junto. Papel de parede 100% reciclado, cortinas motorizadas, e ecogranito, produto japonês feito basicamente a partir da mistura de areia e resinas (substituindo com vantagens ambientais e de custo as pedras), são outros componentes do estar.
Afrobar, de Eliana Braga e Lênia Barbosa: luxo e sustentabilidade - Gladyston Rodrigues/AO CUBO FILMES Afrobar, de Eliana Braga e Lênia Barbosa: luxo e sustentabilidade

Simplicidade, praticidade e fluidez são o objetivo do Quarto do Bebê, de Fernanda Ferreira. Um móvel multiuso abriga em único módulo berço, cama da babá, trocador e cômoda e se transforma quando o bebê cresce, virando bancada de estudo. No projeto de Danielly Porcina, Clarice Andrade, Lucrécia Martino Leite e Ana Maria de Assis, o Quarto da Menina, sisal, madeira e ferro de demolição, e lâmpadas fluorescentes são alguns dos materiais utilizados.

Mostrando como a decoração pode se adequar a apartamentos e casas cada vez menores, as arquitetas Elisa Cordeiro e Cintia Campos colocaram, no Espaço Estudo e TV, móveis que facilitam a circulação, como a mesa retrátil para trabalhar. O destaque fica por conta do painel em papelão e pano de chão com linhagem, contrapondo com o papel de parede e a cortina dourada em seda pura e pregas francesas, que misturam as épocas com ar aconchegante. Cadeiras originais da casa mostram como é possível aproveitar o que já se tem. No Terraço dos Quartos, de Christiana Gontijo, o painel de azulejaria portuguesa original mescla o provençal e o oriental em móveis com traços japoneses, como a mesa em madeira de demolição, o banco de bambu, e a poltrona de madeira de reflorestamento.

No projeto de Thaís Fontenelle, o L'aperó Orquidário Café, uma homenagem ao Ano da França no Brasil, a criatividade está em um banco feito como um revisteiro, o uso de fibra e plástico ecobloc imitando madeira, no papel de parede barato e na cortina feita a partir de malha fria de roupas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
11 de dezembro de 2018
10 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura