Detalhes fazem a diferença

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/04/2011 10:11 Júnia Leticia /Estado de Minas
A designer de interiores Karina Marins diz que sustentabilidade e reciclagem são fatores relevantes - Eduardo Almeida/RA Studio A designer de interiores Karina Marins diz que sustentabilidade e reciclagem são fatores relevantes

Apesar de tantas influências, o despojamento e a valorização do cotidiano devem fazer parte do trabalho. “Colocar uma colher de pau numa base e envolvê-la numa caixa de vidro, transformando essa numa peça quase inatingível, como de museu, seria um bom exemplo”, sugere o arquiteto Leonardo Diniz.

Entretanto, ele diz que isso só faz sentido se houver entre a peça e seu usuário uma relação de qualquer natureza que justifique este emprego. “Caso contrário, cairíamos na banalização plageadora que recriminamos no ‘cleanismo italianizado’ barato”, comenta Leonardo.

Outro bom exemplo dado por ele é transformar uma pilha de livros velhos em mesa lateral. No entanto, antes de qualquer coisa, no caso de contar com ajuda profissional para desenvolver o projeto, é preciso levar em consideração o estilo de vida e o gosto do cliente, como ressalta a designer de interiores Karina Marins. “O projeto deve ter a cara e a personalidade de quem vai morar. Depois, a possibilidade de reaproveitamento de materiais e reforma de móveis existentes.”

Observados esses aspectos, a design acredita que não há um público específico que se identifique mais com o pauperismo. “Quando se conhece a ideia, a intenção, as pessoas se abrem e passam a aceitar o estilo e gostar dele”, opina.

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
02 de julho de 2018
19 de junho de 2018