O luxo que cabe no bolso

Mostra Morar Mais por Menos dá o pontapé inicial para a edição deste ano em BH, com a proposta de ocupar um imóvel histórico

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/05/2011 10:12 / atualizado em 27/05/2011 12:45 Joana Gontijo /Lugar Certo
Antigo prédio da maternidade Hilda Brandão vai abrigar a mostra Morar Mais por Menos e é uma atração a parte - Gustavo Xavier/Divulgação Antigo prédio da maternidade Hilda Brandão vai abrigar a mostra Morar Mais por Menos e é uma atração a parte

Sustentabilidade, inclusão social, brasilidade, tecnologia, inovação, customização e estratégias de venda, buscando no mercado soluções que apresentem melhor custo-benefício em relação a produtos e serviços, para mostrar aos visitantes que, com ajuda profissional, a decoração de interiores pode ser um luxo acessível. Calcada nesses princípios norteadores, a mostra Morar Mais por Menos deu o pontapé inicial para a edição 2011 em Belo Horizonte, que acontece entre 17 de agosto e 2 de outubro, apresentando no lançamento a proposta para ocupar um imóvel histórico.

O edifício da antiga Maternidade Hilda Brandão no bairro Santa Efigênia, região leste da capital - assinado pelo arquiteto Francisco Isidoro Monteiro e inaugurado pelo doutor Hugo Werneck em 24 de junho de 1916, por iniciativa de Hilda Brandão, então esposa do governador do estado Júlio Bueno Brandão - impressiona pelos contornos ousados e o requinte em acabamentos e detalhes. O casarão em estilo neogótico orgonhês tem a mesma arquitetura de um dos primeiros hospitais conhecidos (o Hotel de Dien, da Ordem dos Cavaleiros de Malta, datado de 1443 na França), composto por um corpo central dividido em três planos, cada um arrematado por empena encimada por pináculo. Com vãos emoldurados em nervuras de massa que salientam as sobrevergas de arco agudo, guardacorpo em relevos ornamentais no estilo, reboco com ranhuras de rusticação, alas laterais com pequena área ajardinada, fachada peculiar e elementos ornamentais, o prédio estava fechado desde 2006, foi reaberto para abrigar a edição do ano passado, e é uma atração a parte.

Veja fotos do lançamento deste ano
Veja fotos dos ambientes de 2010
Veja fotos do lançamento de 2010
Veja fotos dos ambientes de 2009

O espaço que agora parece abandonado e ainda conserva em grandiosidade e leveza os traços originais, será transformado para abrigar 64 ambientes, agregados em setores privilegiados por pé direito palacial, janelas que filtram a luz e sofisticam os espaços, portas de madeira de lei enormes, telhado coberto por placas de metal formando losangos, citando apenas algumas nuances da construção que vai dar asas à imaginação e desafiar a criatividade dos arquitetos e designers. "Todos os ambientes são muito generosos, com janelas enormes, iluminados, pé direito alto. Muita gente nem se dava conta de que esse imóvel existia, da sua história e beleza. Por isso mesmo acreditamos que essa edição vai ser surpreendente. Esperamos que todos gostem da proposta", convida a coordenadora geral do evento em Minas, Josette Condurú Davis.

"Entre as linhas da proposta da mostra, o conceito principal é que o arquiteto faça um ambiente sofisticado com preço acessível, buscando no mercado a melhor solução em custo-benefício, em prol do cliente. E sempre que a casa escolhida tem um cunho de inclusão social, o evento passa a ser bastante interessante, como é o caso da edição em BH. Arquitetonicamente, o prédio é belíssimo e favorece muito o trabalho dos profissionais. Então, vai ser um casamento perfeito", pontua o diretor de licenciamento da marca Morar Mais, Sandro Schuback.

Ambiente Quarto Mercado Chique, de Ana Karina Chaves e Klazina Norden, para a edição 2010 - Gustavo Xavier/Divulgação Ambiente Quarto Mercado Chique, de Ana Karina Chaves e Klazina Norden, para a edição 2010
Sandro considera que a Morar Mais, que já existe há sete anos e hoje é realizada em oito capitais brasileiras (BH, Brasília, Curitiba, Goiânia, Salvador, Recife, Natal e Rio de Janeiro), está em um momento muito acertado. “Há pouco mais de quatro anos começou a se falar em ascensão da classe média, e a gente já estava com um produto vanguardista que se encaixava exatamente no que as pessoas queriam. Por mais condição que a pessoa tenha, ninguém quer gastar sem necessidade. Então o trabalho do arquiteto cai como uma luva neste novo cenário. É um cenário onde as pessoas querem morar bem, com dignidade, com sofisticação, porém pensando em todo aquele patrimônio financeiro que adquiriram ao longo da vida. Nossos arquitetos conseguem equilibrar ambientes sofisticados com um preço acessível, e isso é o que todo o mundo busca. Este é o sucesso do evento e o que as pessoas procuram aqui: soluções criativas que só o arquiteto, pelo estudo, pela experiência, consegue aplicar nos ambientes”.

CONCEITO

Oportunidade para reunir arquitetos renomados e fornecedores, a mostra também abre espaço para os jovens talentos da área. Os arquitetos Guilherme Nunes de Vasconcelos e Gabriel de Souza Castro, sócios do Estúdio Assemblage, que trabalham os passos iniciais na profissão, participarão do evento pela primeira vez nesta edição com a loja, em parceria com Rodrigo Cezário, e estão satisfeitos com a possibilidade de apresentar seus projetos. “Estamos depositando muita expectativa nesta edição. Esperamos conseguir o trabalho do jeito que estamos planejando e contribuir para o sucesso do evento. O projeto vai ser bem diferente do que se espera para uma loja, priorizando alguns elementos de tecnologia de ponta ainda pouco conhecidos no Brasil, pensando no conceito da inovação, que é uma das frentes da mostra”, diz Guilherme. “Acho os conceitos da mostra super interessantes. Eles tem muito a acrescentar para o cenário da arquitetura e design, e são um diferencial. A sustentabilidade, o morar mais por menos, conceber espaços que sejam ecologicamente corretos, elegantes, bonitos e acessíveis”, completa Gabriel.

Quarto do Adolescente, ambiente de Laura e Liliane Cruz, no ano passado - Gustavo Xavier/Divulgação Quarto do Adolescente, ambiente de Laura e Liliane Cruz, no ano passado
A Dacapo Revestimentos Cimentícios Especiais vai participar este ano pela quinta vez do evento apresentando pisos ecologicamente corretos. “O produto tende a seguir a proposta da mostra: a questão do custo e benefício, além da sustentabilidade. Os pisos são 100% fabricados com rejeitos de rocha ornamental, tal como mármore, granito e outros materiais que servem para ornamentação”, pontua o gestor comercial da empresa, Leandro Guedes. O s revestimentos podem ser usados em áreas externas, usando o conceito de piso drenante, ou em outras áreas com a técnica de piso envelhecido, como madeira, que também são feitos com rejeitos ornamentais, como Leandro cita apenas alguns exemplos. “As propostas da Morar Mais são sempre interessantes porque trazem soluções luxuosas a custo acessível, e o arquiteto mostra como se pode trabalhar com tendências e produtos inovadores”.

VITRINE INTERNACIONAL

Pelo terceiro ano consecutivo, a Morar Mais por Menos marcou presença em Milão durante o Salão Internacional do Móvel, ao lado da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio e do Sebrae/RJ. No dia 13 de abril, a Morar Mais promoveu, no Palazzo Affari Giureconsulti, na Piazza Mercanti (ao lado do metrô Duomo), um evento de confraternização para apresentar e premiar os 30 ambientes mais fiéis ao conceito “chique que cabe no bolso, com foco na sustentabilidade”, como explica Sandro Schuback. Dentre os trabalhos, nove eram mineiros. Ao todo, foram avaliados 336 projetos apresentados em sete capitais brasileiras ao longo de 2010. Minas foi representado através dos ambientes : Sala de Estar da Famíla de Andréa Medeiros e Samira Ader; Sala de Leitura de Joana Hardy e Nitiama Goega; Sala de TV de Paola Corteletti e Natalia Botelho; Sala de Almoço de Willemberg Lobato; Copa Gourmet de Christiana Nicácio e Taísa Aun; Sala de Meditação de Júlio Piana; Brinquedoteca de Raquel Tobias Leite; Restaurante Viver a Vida de Cristina Menezes; Cachaçaria de Deusicléia Horta e Patrícia Satler.

Tags: mostra

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019