Disposição de móveis e iluminação auxiliam na hora de organizar quarto de criança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/06/2011 18:22 Vanessa Aquino /CorreioWeb
Brinquedoteca planejada por Susana Salles. O aproveitamento de espaço ganha destaque com a versatilidade de móveis projetados especialmente para o ambiente (Salles&Bancaglion/Divulgação) 
Brinquedoteca planejada por Susana Salles. O aproveitamento de espaço ganha destaque com a versatilidade de móveis projetados especialmente para o ambiente
Brinquedos e objetos de estudo espalhados, peças de roupa jogadas ou penduradas em qualquer lugar. Essa é a realidade do quarto da maioria das crianças, que não conseguem manter o ambiente organizado. Além de dormitório, o lugar muitas vezes serve também para estudo e brincadeiras. É preciso, então, definir bem o espaço para cada atividade e adequar móveis de acordo com a faixa etária. Além de diminuir a bagunça, a escolha pode até motivar a criança em manter o quarto arrumado.

A arquiteta e designer de interiores Susana Salles orienta que, antes de optar pelos móveis, é preciso ter em mente o que cada fase da vida permite aos pequenos realizar, tanto motora quanto intelectualmente. “De acordo com a idade, temos que ser mais atentos às formas, devido à segurança e função. Mais adiante, devemos observar os padrões de tamanhos nacionais das diferentes faixas etárias para que o conforto ou função do móvel esteja ergonomicamente correto para cada idade”, explica a profissional.

Uma das maiores dificuldades é pensar em um espaço interativo, com tudo que a criança precisa, sem que o ambiente fique sobrecarregado de informações. No entanto, Susana Sales diz que basta setorizar as ações, o que ela chama de “circuito interativo”. “Dessa forma, uma ocupação não interferirá ou roubará a atenção da outra. Devemos sempre eleger uma atividade principal como tema e criar outras ligadas ao mesmo assunto, para que sejam realizadas completamente e sequencialmente”. Susana Salles também salienta a utilidade da técnica. “Por exemplo, com o tema ‘Artes’, podemos desenvolver um ambiente com mesinhas para desenho; outro com quadros grandes para pintura ou desenhos de corpo inteiro; atividades de solo que envolvam expressão corporal, como teatrinhos, e assim por diante”.

Inspire-se com alguns projetos de decoração para quartos de meninos e meninas. Veja as imagens!

Luz e móveis para cada função
O cantinho dedicado aos estudos se destaca pela versatilidade e bom aproveitamento do espaço.  (Salles&Bancaglion/Divulgação) 
O cantinho dedicado aos estudos se destaca pela versatilidade e bom aproveitamento do espaço.
A iluminação desempenha um papel fundamental para orientar a função de cada cantinho do ambiente. Para estudar, por exemplo, a luz deve ser confortável, homogênea e direcionada. Enquanto que para brincar, um nível mais abrangente, que não deixe sombras é mais interessante. Mas quando o objetivo é assistir TV, ouvir música ou receber amigos, Susana chama a atenção para a necessidade de uma iluminação mais intimista, indireta e suave. “Para atingir tais objetivos, a automação é ideal, pois podemos crias as três diferentes cenas e ligá-las ao nome de suas atividades; estudar, brincar, receber ou entreter. A criança acostuma desde cedo a se condicionar e disciplinar ao ambiente ideal para cada atividade”, completa.

Outra dica da profissional para criar mecanismos de orientação, no caso de um espaço destinado a várias atividades, é a disposição dos móveis e objetos. Uma solução é integrar o ambiente como muita organização e exposição de todos os objetos, proporcionando fácil acesso a cada um deles. De acordo com Susana, dessa maneira, a criança consegue, por meio de um exercício diário de organização, a ter disciplina e facilidade em fazer escolhas.

Outro solução é dispor os móveis para cada função. “Por meio de ‘estações’, setorizamos os objetos de cada atividade a alcance da criança. A bancada de estudo, que deve ser posicionada na parte mais clara e fresca do ambiente, precisa ter todo apoio organizacional, com gavetas e compartimentos à mão para material e livros escolares e computador, que hoje na maioria das vezes é um laptop”, exemplifica.

Susana Salles criou o  
Susana Salles criou o "cantinho da arte" com rolo de papel, gavetas para guardar objetos e nicho para organizar livros e brinquedos.
A área de brincadeira, por outro lado, deve ser livre e sem mobiliário para facilitar o manuseio dos diferentes brinquedos ou realizações de outras brincadeiras. “Nesse caso, é muito interessante termos locais móveis, ou volantes que armazenem rapidamente os brinquedos de diferentes modelos e tamanhos. Estantes, baús, caixas, prateleiras e outros dão a possibilidade da criança fazer sua própria escolha de brincadeira e brinquedo e, ao mesmo tempo, as motivam a guardá-los no final, pois são fáceis de serem reposicionados”, explica a designer.

Quanto ao mobiliário, o mercado dispõe de poucas opções interativas. A solução, segundo a designer, é planejar de acordo com a necessidade. “Quando pensamos em peças de mobiliário mais criativas, versáteis e inovadoras, somente as conseguimos quando projetamos. Daí a importância do desenhista industrial, que tem exatamente essa função de detectar essa demanda e criar opções de mobiliário mais acessíveis a todos”, destaca.

Cada coisa em seu lugar
A organização do quarto das crianças é um dos principais problemas e, muitas vezes, significa uma árdua busca por soluções práticas que envolvam participação dos pequenos. Para Susana Salles, a solução é simples: “Sempre que possível, é importante permitir que os objetos sejam guardados de forma linear, sem empilhamento. Isso não cria a preguiça de ‘tirar e colocar de volta’. Sempre que podemos ver o fundo do armário organizado significa que não temos excesso de objetos amontoados. Isso vale para quase tudo. Gavetas muito profundas, por exemplo, são muito difíceis de manusear sem desorganizar”, finaliza.

Tags: móveis

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019