Casa Cor é vitrine de talentos

Conheça alguns dos ambientes da mostra que está aberta no Alphaville

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/08/2011 13:31 / atualizado em 22/08/2011 15:33 Redação /Estado de Minas


Ao completar a 17ª edição de muito sucesso da Casa Cor, Ernesto Lolato e João Grillo solidificarão também um projeto subliminar: a valorização de decoradores e arquitetos. Podem-se contar nos dedos os nomes tradicionais que participarão, maioria dos profissionais responsáveis pelos ambientes são novos. Veja mais fotos da Casa Cor Minas 2011 Talentos que enfrentarão um público exigente e conhecedor do que é bom na arte de viver bem, modernamente. Quem conseguir se destacar estará certamente com o futuro garantido, porque a Casa Cor referenda nomes, estilos, modismos. Lança móveis e nomes. Vitrine melhor para novos talentos será difícil encontrar. * Anna Marina Siqueira - editora Leia mais: Ambientes da Casa Cor unem estilo e sofisticação Casa Cor lança tendências Casa Cor volta ao Alphaville em grande estilo e já está aberta ao público Casa Cor Minas Gerais será aberta ao público neste sábado Casa Cor - O que está por vir Suíte para o governador Antonio Anastasia - Celeno Ivanovo e Luiz Henrique Ribeiro

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
A suíte homenageia o governador de Minas Gerais, Antonio Augusto Anastasia, e foi pensada para apresentar às pessoas a personalidade estudiosa, simples e acessível do governador, sempre comprometido com o desenvolvimento do estado. O ambiente tem cores sóbrias, como bege queimado, verde e grafite, e o dourado e ferrugem como contrapontos para remeter à memória mineradora e geradora de riquezas de Minas. O amplo banheiro tem paredes e partes do piso revestidos com a mais mineira das pedras, a sabão. O quarto é composto por peças de mobiliário de design nacional, como uma ampla estante com laca metalizada e fundo dourado, que proporciona espaços para muitos livros e uma generosa escrivaninha de trabalho. São apresentadas soluções inusitadas de divisão de ambientes, como um brise metálico fabricado no Chile, mas produzido a partir de matéria-prima extraída em Minas Gerais, e um vidro de altíssima tecnologia agregada, que ao receber uma descarga elétrica passa de transparente para opaco. Sala de TV - Bernadette Corrêa
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Uma caixa de madeira foi o ponto de partida para a criação do espaço. O lyptus foi a madeira escolhida, não só pela aparência e textura, mas por ser ecologicamente correta. Para dar contraste ao uso da madeira, o mobiliário é todo em preto e branco. Mais que uma sala de televisão, a ideia é ser também um ambiente para leitura, jogos, trabalho, estudo e relaxamento. Cortina com tecido em linho branco emoldura a persiana em madeira e finaliza o projeto. Sala de banho - Christianne Taranto
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
O projeto faz as pessoas permanecerem por mais tempo no espaço, já que tem atrativos como uma grande bancada de maquiagem, área de massagem, estar e TV com lareira. Os tons de madeira lavada e de off white na parede de ladrilho hidráulico e tecidos garantem elegância. É um ambiente atemporal, em função dos revestimentos: papel de parede e piso vinílico, ladrilho hidráulico com desenho de rosas em relevo e prataria nos adornos, resgatando o uso desse material nobre. Quanto à sustentabilidade, o piso é vinílico, a lareira é ecológica, iluminação LED nos armários e o ladrilho hidráulico e a válvula de descarga têm vazão diferenciada para resíduos sólidos e líquidos. Loft 43 - Luís Fábio Rezende
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Idealizado para qualquer projeto residencial. Logo na entrada, escultura Mulher observando em bronze do artista Leopoldo Martins. Em seguida, o living com toda a tecnologia do home theater. Todo automatizado, há duas TVs embutidas na parede e um ipad controla áudio, vídeo e iluminação. O mobiliário se mistura entre o clássico e peças de design contemporâneo: sofá em camurça clara compõe com poltronas revestidas em couro fendi, além das poltronas Versalhes com acabamento em folha de ouro velho e estofadas em seda. Tela de Mônica Sartore junto das mesas de apoio em laca preta brilhante. Há uma mesa antiga com tampo em marcheterie. O destaque é a parede biombo que divide os ambientes, feita em dry-wall e revestida em laca preta brilhante, espelho e vidro preto, além do papel de parede acamurçado. Atrás do living, copa/bar sobre deck em madeira, sendo a mesa para refeições um aparador do designer Jader Almeida. Le séjour du chef - Fernando Hermanny e Germana Giannetti
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Espaço de 120 metros quadrados projetado para ser o refúgio de um chef. O ambiente integra som, imagem, gastronomia, enoteca e biblioteca. Aparelhagem de som de última geração, com destaque para o toca-discos de vinil. A preocupação com a sustentabilidade está na escolha de materiais: a ilha e a bancada da cozinha gourmet foram executadas em eco, um produto que utiliza 75% de materiais reciclados em sua composição, sendo apenas os 25% restantes de pedras naturais. A iluminação é de LED, tecnologia que permite grande economia de energia e alta durabilidade. Estar - Estela Netto
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Pensando no bem-estar familiar, o ambiente traduz conforto e inovação. Contemporâneo, mas com leves toques de rusticidade, tem mobiliário exclusivo, desenhado pela arquiteta. Para delimitar e trazer mais requinte, há um painel de ônix. A novação é outro ponto forte. O que aparentemente é um simples espelho se transforma em TV. Para enriquecer ainda mais o espaço, obras inéditas do artista Jorge dos Anjos arrematam em grande estilo. Estar íntimo e escritório - Iara Santos
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Espaço para um casal que gosta de ler e curtir um bom vinho em frente à lareira sobre uma chaise confortável. Os materiais de revestimentos como tecidos, papel de parede e tapetes trazem aconchego e aquecem o ambiente em cores neutras, quentes e fortes. Elegante, sóbrio e sofisticado pelos materiais e cores escolhidos. Iluminação com economia de energia. Home office - Sandra Diniz
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Pensando no cotidiano de um jovem empresário, foi criado um home office multiuso com foco na descrição, praticidade e bom gosto. Trabalho, relaxamento e cuidado com o corpo são a proposta do ambiente. A chaise e o painel para TV de vidro convidam a uma pausa. Já a preocupação com o corpo é simbolizada por elementos verticais, como organizador de pesos e a barra para exercício. O revestimento ecodreno de uso externo, usado aqui no interior, a manta acústica impactsoft, a releitura de cimento natado no piso e a praticidade das estantes em drywall, além da mesa e gaveteiros, dão o tom sofisticado e prático. Em um só espaço o empresário trabalha, relaxa e cuida do corpo. Quarto de casal "Sonhos de felicidade" - Maluh Amorim
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Lugar de conforto e intimidade. Preocupação desde o toque suave das roupas de algodão até a harmonia da mescla de formas, cores e texturas. Uso de madeiras reflorestáveis, fibras naturais como o bambu e a bananeira e objetos com gasto racional da água. Chama a atenção a cama em tamanho especial desenhada pela arquiteta. Há um painel que divide a suíte-closet da área de trabalho e estar íntimo. Estante em couro é valorizada pelas escrivaninhas em laca goiaba e pelas cadeiras ebanizadas Cláudia, do designer Aristeu Pires, da Tetum. Uma grande prancha em madeira destaca a lareira em textura camurça, bem como as cadeiras Charles Eames em couro preto e imbuía. Mix de cores: verde-mel, camurça, granata e preto agregam personalidade. Telas de Fukushima, Elisa Pena e Rogério Fernandes. Saleta de hóspedes - Juliana Goulart
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Inspirada na demanda do mercado, espaço de 16 metros quadrados onde o proprietário pode receber hóspedes, trabalhar e relaxar. Trata-se de um local multiuso. O sofá, disposto de frente para o futton, permite um pequeno estar. Ao mesmo tempo, este tem a função de acomodar um hóspede, pois tem dimensões de uma cama de solteiro. O futton oferece um local apropriado de leitura com arandela que gera iluminação indireta. A bancada acomoda o notebook e um móvel central funciona como apoio do pequeno home office, bem como de cabeceira para o sofá. A cadeira escolhida prioriza o conforto e pode ser utilizada para assistir à televisão. Foi desenhado painel executado em MDF, com iluminação indireta revestido em papel de parede. Banho do jovem casal - Letícia Dias e Flávia do Prado
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
O projeto tem como referência um jovem casal que valoriza novidades e lançamentos ao mesmo tempo que não abre mão da história e de peças vintages. As cores claras e neutras ajudam a aliviar o estresse do dia a dia e deixam o ambiente elegante e sofisticado. A iluminação é econômica, por meio de sancas. Destaque para a banheira, que promete deixar o visitante encantado. Quarto do bebê - Michele Luz
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Quarto luxuoso, criado para uma princesinha. O ambiente usa materiais nobres como prata antiga e ouro, lustre de cristal e espelho. A inspiração veio da linha luxury baby room e petit Tresor, em evidência na Europa e no Reino Unido. A sustentabilidade aparece nos móveis com cara de “herdados” de outras gerações e brinquedos antigos do Museu dos Brinquedos. O objeto mais caro e importante é o berço revestido com folha de prata, semelhante ao que a princesa Diana usou para seus filhos. Outro elemento de destaque é o piso em couro, quentinho e macio, para o bebê engatinhar. Os quadros com passarinhos, sapatilhas e a poesia de Cecília Meireles remetem ao universo feminino e delicado das princesas.

Sala de jantar dos amigos - Carolina Lage

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
A inspiração veio dos jovens casais que recebem os amigos em casa. As cadeiras deram lugar aos sofás, recheados de almofadas. O local possibilita um jantar informal, sessão de TV ou escutar uma boa música. A iluminação é automatizada, assim como o telão, e pode ser controlada pelo iPad. O ambiente tem um painel, que começa em uma parede e continua no teto, com um papel de parede fabricado de forma ecologicamente correta. Home theater da família - Isabella Magalhães
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Inspirado num espaço de uma família que deseja ter um “cinema em casa 4D”. A tecnologia utilizada é o que há de mais moderno e sofisticado. Totalmente automatizado, é controlado por simples gestos e também por um iPad. Tela de 133 polegadas se destaca com projeção em 3D de alta definição. Um mídia-center, central de entretenimento, possibilita ao usuário armazenar suas fotos, vídeos, música, navegar na internet e assistir aos programas na grande tela. Tons neutros nas paredes, no carpete e nas paredes. Os móveis são pretos. O espelho é bronze.

Assista à reportagem da TV Alterosa:
Casa Cor Minas Período: 20 de agosto a 4 de outubro Special sale: 3 e 4 de outubro Local: Avenida Princesa Diana, 665 Alphaville – Nova Lima Horário: de quarta a sexta das 16h às 22h; sábado das 13 às 22h; domingo das 13h às 19h Ingresso: R$ 40 (idosos e estudantes pagam meia) Informações: www.casacorminas.com.br ou (31) 3286-4587

Tags: cor

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
ADALTON - 22 de Agosto às 16:10
Quanta bobagem para nada. Quando morremos, tudo isso fica para trás. Se ficamos doentes, vamos para um hospital onde a dor se faz presente. Casa cor é ilusão. Cuide da casa de seu espírito: seu corpo. Tenha uma alma sadia mesmo que em um barração. O vento leva tudo!

Últimas Notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018