Reforma em casa: Especialistas dão dicas na ponta do lápis para renovar seu lar

Arquitetos e decoradores ensinam como mudar o visual de vários ambientes dentro de casa com projetos que custam de R$ 5 mil a R$ 20 mil. Planejamento evita gasto extra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/08/2011 11:13 / atualizado em 15/09/2011 11:30 Júnia Leticia /Estado de Minas
Eduardo Almeida/RA Studio

Seja para dar uma renovada no visual ou mesmo por necessidade, mudar os ambientes da casa é o sonho de muitos. Uma prova disso são os realities shows voltados para o tema veiculados em canais de TV aberta e fechada. Mas como participar desses programas é privilégio de poucos, o jeito é pesquisar o que pode ser feito e botar a mão na massa. Com criatividade e conhecendo o que há disponível no mercado, com pouco dinheiro é possível ter uma casa nova.

Para mostrar como isso pode ser feito, profissionais ensinam a mudar salas, quartos, cozinhas e banheiros investindo entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. Arquiteto, mestre em construção civil e professor da universidade Fumec, Jacques Lazzarotto ressalta que apesar de ter considerado esses valores, aspectos como metragem, dimensão e área a ser trabalhada podem fazer uma diferença significativa no valor final da obra. “Além disso, em algumas situações a soma de todos os itens pode ultrapassar a estimativa”, considera.

Para a arquiteta Betânia Castanheira, cores e textura revitalizam as paredes - Eduardo Almeida/RA Studio Para a arquiteta Betânia Castanheira, cores e textura revitalizam as paredes


A primeira proposta apresentada pelo arquiteto é a mudança com o orçamento de R$ 5 mil. Na sala, uma das opções é trocar o estofamento e o revestimento do sofá. “Além de dar uma nova percepção ao ambiente, tentando ir para uma padronagem oposta (liso para estampado ou vice-versa), é possível também variar a textura: chenille, swede, nobuck, camurça, sarja, courino, entre outras. Já o estofamento revitaliza aquele sofá disforme”, indica Lazzarotto.

A arquiteta Betânia Castanheira diz que com essa verba pode-se trocar as cores das paredes e valorizá-las com uma textura especial. “Também é possível aplicar um belo papel de parede (ou tecido), que trará personalidade e um clima novo ao ambiente. Adornos também renovam, desde que não sejam pequenos, pois precisam se destacar no projeto”, sugere.

Veja dicas para transformar sua casa de acordo com o valor disponível! (clique para ampliar) - Arte/EM sobre fotos de Eduardo Almeida/RA Studio Veja dicas para transformar sua casa de acordo com o valor disponível! (clique para ampliar)


Outro caminho apontado pela arquiteta é pesquisar em galerias obras de artistas iniciantes. A alternativa pode ser um ótimo investimento, desde que feito com orientação adequada. “Um bom quadro na parede muda a alma do ambiente e cria um novo foco”, explica Betânia.

O uso de um tecido especial ou bordado nas almofadas e investir em flores naturais também renovam os ambientes, além de trazer frescor e alegria. “E, finalmente, mudar os móveis de lugar é um recurso gratuito que surpreende sempre. De qualquer forma, uma consulta com um bom profissional pode trazer novos ares ao ambiente sem custos elevados”, indica a arquiteta.

O arquiteto Jacques Lazzarotto diz que trocar estofamentos de sofás é uma boa dica - Eduardo Almeida/RA Studio O arquiteto Jacques Lazzarotto diz que trocar estofamentos de sofás é uma boa dica


Passando para a cozinha, com os mesmos R$ 5 mil, as sugestões de Jacques Lazarotto vão da aquisição de novos eletrodomésticos até a revitalização do rejunte. “Pode-se investir, ainda, em um forro de gesso com nova iluminação, acessórios de bancada e um novo jogo de louça e talheres”, aponta o professor. Já o banheiro ganha novos ares com acessórios de bancadas, jogos de toalhas com monogramas bordados e a substituição da tampa do vaso sanitário.

REFLEXO

De acordo com Betânia Castanheira, com o orçamento de R$ 5 mil é possível trocar o espelho sobre a bancada do banheiro, que vai variar de acordo com o estilo desejado. “Existem modelos maravilhosos em casas especializadas, que valorizam muito o ambiente. Pode-se também trocar os metais e acessórios”, sugere a arquiteta. Chegando ao quarto, escolhas simples, como a colocação de um novo tapete e de dois quadros, podem fazer uma grande diferença.

O arquiteto e urbanista Rafael Lima diz que os projetos ideais devem buscar um melhor estilo de vida para os moradores - Eduardo Almeida/RA Studio O arquiteto e urbanista Rafael Lima diz que os projetos ideais devem buscar um melhor estilo de vida para os moradores


COM UM POUCO MAIS DE VERBA

Se é possível fazer tantas mudanças com um orçamento de R$ 5 mil, imagine se o valor disponível for R$ 10 mil. Apesar de não parecer muito dinheiro para renovar, com essa quantia o morador consegue investir em peças-chave que fazem uma grande diferença. Para a sala, por exemplo, Jacques Lazzarotto sugere um novo sofá de canto ou mesmo os de dois e três lugares. Mas se a sala for usada como ambiente para TV, a opção mais indicada é um sofá reclinável, que segundo o arquiteto cabe perfeitamente nesse orçamento. “Atenção para o sofá com relação ao reclinamento. É importante o apoio das pernas até o tornozelo, para que elas não fiquem em arco, o que causará grande desconforto”, alerta Lazzarotto.

Por isso, ao escolher o sofá, o arquiteto aconselha ao cliente testá-lo para verificar se ele atende bem as duas funções: sofá de visita e reclinável para TV. “Se estiver difícil escolher o modelo, priorize o uso mais intenso. O revestimento agora pode ser mais elaborado, podendo-se pensar em couro”, pontua Lazzarotto. Com relação aos demais itens, o arquiteto fala para se tentar dar um contraponto à decoração existente, investindo em estante, tapete e cortina. “É possível, também, conciliar estofamento e revestimento do sofá com uma estante tipo painel e uma TV slim para diminuir o peso visual. Um forro de gesso com uma nova iluminação mesclando possibilidade de iluminação difusa e concentrada ou com luz dirigida também e uma boa opção.”

Betânia Castanheira diz que com esse orçamento é possível incrementar ainda mais o ambiente. Nesse caso, pode-se investir em um projeto de iluminação que, segundo ela, valorizará as novas peças e criará novos pontos de interesse. “Uma poltrona de bom desenho colocada num lugar de destaque, com um tecido que sintetize o estilo da decoração, também é uma ótima opção.” Na cozinha e no banheiro, com R$ 10 mil, já se pode pensar em substituir revestimentos do piso e da parede. “Na cozinha, é possível ainda mudar a iluminação, investir em um novo jogo de louça e talheres. No banheiro, em louças, metais e seis jogos de banho”, sugere Lazzarotto.

Eduardo Almeida/RA Studio

BANHO

A sugestão de Betânia para o banheiro é investir em uma bancada com armários bem planejados, funcionais e de boa qualidade. “Eles virão complementar as mudanças. Aqui também um bom projeto de iluminação fará grande diferença”, acrescenta a arquiteta. Por fim, o quarto dos sonhos a R$ 10 mil pode ser renovado com uma cama queen, quatro novos jogos de cama, tapete e quadro, “além de criados novos, dois abajures e pintura das paredes”, conforme Jacques Lazzarotto. No caso do quarto de solteiro, o arquiteto diz que poderá ser colocado, ainda, um novo armário, escrivaninha ou bancada e revestimento vinílico no piso.

MARGEM PARA QUEM VAI OUSAR

Quem pagar mais, obviamente, poderá investir mais. Quem tiver um orçamento de R$ 20 mil, além das opções já detalhadas, poderá, por exemplo, optar por fazer uma pintura com revestimento diferenciado em uma das paredes da sala, como sugere Jacques Lazzarotto, além de optar por uma TV slim, que ocupa menos espaço. “Preferencialmente, conjugada com uma estante do tipo painel”, completa.

Detalhes em gesso ou até mesmo um forro, com iluminação direta e difusa, são outras opções apresentadas por Lazarotto para a sala. O mesmo vale para o quarto, conforme explica Betânia Castanheira. “Nesse caso, a iluminação pode lançar mão de um rebaixamento de teto para criar, com luzes indiretas, um clima mais aconchegante e sofisticado”, detalha a arquiteta.

Cristina Horta/Estado de Minas - 21/08/2006


Nas cozinhas, pode-se investir em novos armários ou na revitalização dos antigos, além da troca de revestimentos de piso e parede e em uma nova iluminação, podendo optar por um forro de gesso, segundo Lazzarotto. “Já o banheiro pode ser completamente reformado”, observa.

Arquiteto e urbanista da Innovare Arquitetura, Rafael Lima diz que nos projetos de arquitetura de interiores ou reforma é preciso avaliar cada caso de acordo com o orçamento, “pois o projeto ideal é aquele que traduz o estilo de vida do morador”, observa.

No caso de recursos financeiros escassos, o arquiteto diz que o ideal é aproveitar ao máximo os móveis que a pessoa possui. “Quando o orçamento se torna um pouco mais flexível, podemos investir na troca de materiais de revestimento que valorizem e se identifiquem com a nova configuração espacial”, diz Rafael.

Eduardo Almeida/RA Studio

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura