Sustentabilidade é tendência na hora de mobiliar a casa

Decoradora dá dicas de como aplicar esse conceito na hora de escolher os móveis de decoração. Peças podem ser encontradas na 13ª Feira Mineira de Móveis, até domingo, em BH

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/09/2011 11:37 / atualizado em 09/09/2011 13:11 Joana Gontijo /Lugar Certo
Divulgação

Amplamente adotada no setor da construção civil, a sustentabilidade ganhou formas e cores na hora de mobiliar a casa. Entretanto, muitos ainda não sabem como aplicar esse conceito. Com soluções práticas, é possível montar uma casa sustentável, aliando responsabilidade e conforto. Essa atitude começa pelo material do qual são fabricados os móveis. As madeiras nativas estão sendo poupadas e dando lugar às de reflorestamento, como eucalipto e pínus, ou mesmo as de fibra de média densidade, mais conhecidas como MDF.

Os móveis feitos com madeira proveniente de demolição, por exemplo, tem tido uma grande procura. Durante a fabricação, todo o material recolhido do desmanche passa por uma triagem e processo de imunização, onde a madeira é tratada para dar forma aos mais diferentes móveis, como aparadores, conjunto de mesa e cadeiras, cômodas, cristaleiras, entre outros. Além disso, os móveis podem ser fabricados sob medida, de acordo com a necessidade do cliente. Assim, é possível ter um ambiente sofisticado, exclusivo e, acima de tudo, sustentável. A designer de ambiente Isabella de Aguiar Gonçalves ressalta que móveis de madeira de demolição devem ser usados com cautela, já que “a madeira, em geral, é escura e pode pesar o ambiente. O ideal seria ter, no máximo, duas peças em cada ambiente”. Compor o cômodo com peças de vidro e cromadas competem mais leveza aos móveis.

Eucalipto tratado também é uma alternativa na fabricação de móveis. Resistentes, as peças produzidas com esse tipo de madeira são ideais para ambientes externos, necessitando apenas de uma camada óleo de peroba a cada três semanas. Outra vantagem do eucalipto tratado é o baixo custo, uma vez que a árvore demora de 5 a 6 anos para estar pronta para o corte; para efeito de comparação, uma árvore nativa se desenvolve em, no mínimo, 30 anos.

O móvel produzido com pínus é outra excelente opção, pode ser utilizado em diversos ambientes, principalmente por apresentar cor clara. “O pínus combina com praticamente tudo e é uma madeira com boa durabilidade, além de ser a mais barata de todas”, explica a designer.

De acordo com o proprietário da loja Oficium Móveis e Artesanatos, José Luiz Baccarini, que está presente na 13ª Feira Mineira de Móveis, a procura por móveis sustentáveis vem aumentando consideravelmente. “As revistas especializadas em decoração sempre apresentam peças de madeira reaproveitada. Esse trabalho é muito positivo, pois o público percebe que o móvel tem qualidade, apesar de ser fabricado com uma madeira mais antiga”, conta Baccarini. “O interesse aumenta quando percebem que cada móvel é único, já que a matéria-prima não é padronizada”, completa.

A escolha da cor ideal para o móvel também pode ser uma grande aliada à sustentabilidade. Uma mesa de cor clara, por exemplo, é capaz de deixar o ambiente mais iluminado, fazendo com que o gasto de luz elétrica seja menor. Matérias recicláveis como garrafa PET podem se transformar em um castiçal; com cerca de 70 garrafas é possível criar uma poltrona. O pneu pode servir de base para uma mesa de centro, enquanto o vidro oferece uma gama de possibilidades, que vão desde um vaso de flores até uma luminária, dependendo do tamanho e formato do recipiente.

Para quem deseja conhecer mais sobre os móveis sustentáveis, eles estão expostos e disponíveis para compra, na 13ª Feira Mineira de Móveis – Minas Móveis, um dos maiores eventos do setor moveleiro do Estado, que acontece até domingo no Minascentro, em Belo Horizonte.

Serviço: 13ª Feira Mineira de Móveis. Até 11 de setembro, no Minascentro, das 14h às 22h (terça, quinta e sexta) e das 10h às 22h (sábado, domingo e feriado). Valor do ingresso: R$ 5,00 (Crianças menores de 12 anos e idosos maiores de 60 não pagam). Os ingressos também podem ser adquiridos gratuitamente no site www.feiramineirademoveis.com.br.

Tags: sustentabilidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura