Móveis e decoração

Uso de mobiliários baixos pode deixar os espaços mais modernos e inovadores

Optar por móveis assim confere um toque de criatividade à decoração

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/11/2011 10:39 / atualizado em 04/11/2011 10:42 CorreioWeb /Lugar Certo
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

A utilização de móveis mais baixos na decoração é uma opção que pode dar um toque de contemporaneidade e criatividade. No entanto, o benefício maior que essa alternativa traz está na amplitude. O ambiente passa a ter o aspecto maior e mais extenso. Para os que têm pouco espaço em casa, isso significa a possibilidade de aproveitar melhor cada cantinho do lar, além da sensação de leveza e relaxamento.

A arquiteta Estela Netto é adepta desse estilo de decoração e explica: “Móveis mais baixos conferem fluidez aos espaços e permitem ainda maior amplitude, pois os volumes são menores. É uma tendência na decoração”. Segundo a profissional, designers e indústrias têm produzido e adotado o uso de peças mais baixas.

Divulgação
Todos os espaços podem receber móveis com uma altura menor do que a convencional. Algumas peças, inclusive, chegam a ter quase o mesmo nível do chão. “Deve-se ficar atento à adequação ergonômica. Pessoas muito altas vão se sentir desconfortáveis com esse tipo de mobiliário”, alerta Estela.

A cor dos móveis também tem influência diretamente no efeito que o espaço irá transmitir. “Tonalidade, volume e forma devem ser analisados para que o objetivo traçado no projeto de decoração seja alcançado. As nuances mais escuras, por exemplo, ficam lindas e combinam bastante com essa proposta dos móveis mais baixos. Porém, tudo vai depender do conceito do projeto e do repertório estético do cliente”, observa.

Para os que gostaram da novidade, o mercado já oferece grande variedade de mobiliário baixo, o que amplia as possibilidades e evita que seja necessário encomendar peças sob medida. “Quase todas as grandes marcas italianas, por exemplo, apresentam peças com sofás, poltronas e mesas de centro mais baixas”, reforça Estela.

Tags: espaços,

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
22 de setembro de 2018
18 de setembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura