Calcular bem os espaços é importante para manter a organização

Aliar beleza e funcionalidade exige, antes de tudo, organização. Com cada item no seu devido lugar, não há bagunça e sobra tempo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/02/2012 12:55 / atualizado em 07/02/2012 13:44 Maria Júlia Lledó /Correio Braziliense
Reprodução/Internet

Encontrar um equilíbrio entre forma e função é um desafio para os arquitetos. Quer dizer, não adianta projetar um belo ambiente se ele não for funcional. Para assegurar essa integração entre estética e organização, alguns cuidados são necessários. Com a assistência de um arquiteto, num primeiro momento, é possível saber se neste ou naquele ambiente é possível incluir um armário ou prateleiras. Mesmo aquele apartamento de poucos metros quadrados deve dar conta de abrigar os pertences do morador. “Devemos levar em consideração o fluxo de trabalho ou o fluxo de atividade que o espaço requer e, em um segundo momento, o que o cliente precisa e quer guardar. Além de medir os objetos, avaliar o que guardar e qual o melhor local”, aponta a arquiteta Heloiza Alcoforado.

Proprietária de uma empresa especializada em organização de espaços, a arquiteta Débora Sampaio defende uma organização democrática. Quer dizer, não dá para impor a sua maneira de ajeitar pratos, copos e roupas à maioria das pessoas. Na empresa, ela atende os clientes de forma personalizada. Os pedidos, na maioria, recaem sobre um local específico: o closet. “Por exemplo, quando fazemos o projeto de um closet questionamos o cliente sobre qual a preocupação maior dele: pendurar roupas ou guardá-las na gaveta? Precisa de nichos para guardar bijuterias, gravatas, lenços? Só depois disso, temos um closet ou armário adequado às necessidades do cliente.”

Aproveitar espaços inutilizados da casa, os “cantinhos” de desorganização, foi a saída que o arquiteto João Rafael de Paula encontrou para a reforma de um apartamento. No estreito corredor, o arquiteto calculou um espaço para o armário embutido onde a dona da casa pudesse acomodar a louça fina, que exige mais cuidados. No final do mesmo corredor, entre um quarto e outro, um pequeno cômodo ganhou portas, gavetas e prateleiras para acomodar a roupa de cama da família. “Em um projeto, precisamos saber qual a necessidade do cliente. Em ambos os casos, mesmo que os espaços sejam pequenos, eles já servem para manter a organização da casa”, arremata.

Arrumação, é pra já!

Projeto da Mr. Closet (E) e roupeiro em quarto pequeno, projeto de João Rafael de Paula (D) - Divulgação Projeto da Mr. Closet (E) e roupeiro em quarto pequeno, projeto de João Rafael de Paula (D)
Se a ideia é se livrar do que não tem mais uso para dar lugar ao novo — resolução comum no começo de ano — o que fica
em casa precisa de um lugar limpo e único. Convencida de que um ambiente organizado é aliado da decoração e melhor amigo do tempo — você pode perder horas procurando o controle remoto da televisão —, a personal assistant Sheila Collares dá dicas de como manter alguns ambientes em ordem. Confira:

Na cozinha

- Organize os produtos por categorias: enlatados, empacotados, doces, salgados;
- Verifique as datas de validade para que o primeiro produto à mão tenha a validade mais próxima do vencimento;
- Use caixas organizadoras. Elas são ideais para armazenar temperos de uso diário, por exemplo, porque você tira e coloca na dispensa sem deixar os ingredientes soltos;
- Vasilhas com etiquetas também são válidas numa despensa grande e também para auxiliar a secretária que for armazenar os produtos;
- O material de limpeza pode ficar no chão, bem como garrafas de vinho em gradeados onde você pode embutir as garrafas na horizontal. Caixas de refrigerante, suco, leite, sacos de arroz, feijão, por serem mais pesados, também podem ficar no chão ou no primeiro andar da prateleira de baixo para cima;
- Coloque para baixo o que você for usar menos e na sua linha de visão o que você usar mais;
- Potes para comida: o ideal é no formato retangular porque o redondo faz você perder espaço. O quadrado aproveita as quinas.

Quarto de criança, projeto de Heloisa Alcoforado (E). despensa, projeto da Mr. Closet (D) - Divulgação Quarto de criança, projeto de Heloisa Alcoforado (E). despensa, projeto da Mr. Closet (D)
No closet ou no armário

- Seja ele um espaço pequeno ou grande, opte por organizar as roupas por cores e tamanhos;
- Comece da esquerda para a direita: das camisas sem manga para aquelas com manga longa; das roupas mais claras para as mais escuras;
- Cabides do mesmo padrão proporcionam a sensação de ambiente organizado;
- Nas gavetas, opte por nichos para organizar roupa íntima, lenços e cintos. Eles otimizam o tempo para encontrar o que se procura;
- Dobre as camisetas e as agrupe por cores e função: roupa de usar em casa e roupa para sair;
- Conserve os sapatos nas próprias caixas: hoje em dia, as caixas já vêm com o desenho e especificação do sapato; outra coisa interessante são as caixas transparentes.

Estante do quarto de estudos

- Organize os livros por assuntos, cores, tamanho ou gênero;
- Mantenha a escrivaninha limpa, ou seja, nela deve haver apenas o necessário para que os objetos não perturbem a produtividade no estudo ou no trabalho.

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura