O amarelo toma conta da decoração

Toques da cor funcionam para iluminar e alegrar ambientes. O exagero, no entanto, pode ofuscar o bom gosto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/10/2012 09:48 Juliana Contaifer /Correio Braziliense
Nesta sala, o amarelo está presente no lustre e na mesa de centro. A arquiteta Heloiza Alcoforado optou por um cômodo bem neutro - as paredes são escuras; o teto, cinza e o destaque fica para os objetos coloridos, que trazem energia ao ambiente - Haruo Mikami / Divulgação Nesta sala, o amarelo está presente no lustre e na mesa de centro. A arquiteta Heloiza Alcoforado optou por um cômodo bem neutro - as paredes são escuras; o teto, cinza e o destaque fica para os objetos coloridos, que trazem energia ao ambiente

O amarelo está tomando conta da decoração. Cada vez mais, os projetos sóbrios, cheios de bege, preto e branco vêm dando lugar à cor, como se um raio de sol entrasse. Para a arquiteta Cybele Barbosa, o tom forte e vibrante deixa o ambiente mais feliz. “O amarelo significa alegria e energia, e, por isso, quebra a monotonia e dá vida ao espaço”, explica. Quando usado em cozinhas e áreas de alimentação, a cor ainda ganha outra função: aguça o apetite.


Segundo a arquiteta Heloiza Alcoforado, a tendência do amarelo vem desde a Semana do Móvel de Milão de 2011. “Além de ser uma cor de destaque, acaba valorizando também os objetos mais escuros e neutros ao seu redor. É uma cor coringa”, afirma.

Por ser muito chamativo, o amarelo nos projetos não deve ocupar grandes áreas ou ser a cor predominante no ambiente, e sim estar em detalhes ou em peças de destaque. A cor pode ser usada em qualquer cômodo da casa, mas sempre com moderação. “Não dá para usar muito, o objetivo do amarelo é valorizar o ambiente e isso só acontece quando é relacionado com outros revestimentos”, explica Heloiza. Se houver exagero, o amarelo pode acabar tornando o cômodo desconfortável — por ser uma cor enérgica e agitada, pode cansar o olhar e até irritar quem entra.

A arquiteta Cybele Barbosa levou alegria e calor à cozinha, investindo nas panelas amarelas, jogo americano e lâmpadas da mesma cor, que acabam fazendo sombra na mesa, tornando a hora da refeição mais acolhedora - Clausem Bonifácio/Divulgação A arquiteta Cybele Barbosa levou alegria e calor à cozinha, investindo nas panelas amarelas, jogo americano e lâmpadas da mesma cor, que acabam fazendo sombra na mesa, tornando a hora da refeição mais acolhedora
Para quem gosta do amarelo, mas tem medo de radicalizar, pintando paredes ou móveis usando a cor, vale procurar por pequenas peças, quadros, adornos, tapetes, almofadas, cristais coloridos, molduras e outros detalhes para inseri-lo na decoração. Nas cozinhas, panelas e pastilhas amarelas podem dar a alegria e energia que o cômodo precisa.

A iluminação também pode levar a cor a um ambiente mais neutro. Lâmpadas amarelas em lustres focais dão o mesmo efeito de uma peça colorida.

Tags: decoração,

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura