Morada do Aconchego

Projeto cria refúgio entre cerrado e a mata atlântica em Casa Branca

Arquiteto e decorador constroem casa de 200m2 com todo conforto e integrada com a natureza. Imóvel na Grande BH tem vista privilegiada para a Serra do Rola Moça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/03/2013 09:30 / atualizado em 12/03/2013 09:28 Laura Valente /Estado de Minas

Em terreno de 10 mil metros quadrados, a localização da casa privilegia a vista para a Serra do Rola-Moça.  - Marcos Michelin/EM/D.A Press Em terreno de 10 mil metros quadrados, a localização da casa privilegia a vista para a Serra do Rola-Moça.


Há 10 anos, a dupla formada pelo arquiteto José Alberto Figueiredo e o decorador Dante Lapertosa levou a amiga Astrid Debossan para conhecer um terreno de 10 mil metros quadrados à venda em um condomínio de Casa Branca, distrito de Brumadinho, vizinho ao Parque Estadual da Serra do Rola-Moça. O espaço, repleto de espécies nativas do cerrado e da mata atlântica como quaresmeiras, embaúbas, cedro, vinhático, ipê amarelo, aroeira, pau-d' óleo e outras, seduziu a empresária do setor de restauração, que fechou o negócio e logo encomendou dos amigos o projeto e a decoração da casa. Confiante na competência e bom gosto da dupla, profissionais tarimbados, Astrid só fez um pedido especial: queria que todo o projeto fosse totalmente integrado à natureza, sem prejuízo ou derrubada de árvores, e com aproveitamento máximo de recursos naturais como a canga, tipo de rocha comum na região.

Clique e veja mais fotos desta bela casa!


Além da casa, com área construída de 200 metros quadrados, José Alberto projetou uma igrejinha (réplica reduzida da extinta igreja de Casa Branca) e um spa suspenso com paredes de vidro, hidromassagem e sauna, que fica no mesmo nível da copa das árvores nativas localizadas ao redor da construção e em todo o fundo do terreno. Também as nascentes foram aproveitadas, dando origem a um laguinho e a pequenos poços (bacias “cavadas” na canga). O projeto paisagístico ficou a cargo de Ernane Wandebildes e traz muitas espécies da mata atlântica como bromélias (gigantes), strelitzias, orquídeas e outras.


O arquiteto aproveitou o declive natural da área para criar um O arquiteto aproveitou o declive natural da área para criar um "spa suspenso", com banheira e sauna


Em toda a construção, o arquiteto usou parte da estrutura em alvenaria e boas doses de madeira de demolição, vidro temperado e revestimento em pedras originárias de Diamantina, inclusive no subsolo, local em que foi criado um espaço gourmet com direito a fogão a lenha e à vista para a mata, já que a parede também é de vidro. Por trabalhar com restauração de imóveis, a proprietária aproveitou um vasto acervo de antiguidades tanto na estrutura da casa (pisos, aproveitamento da estrutura de janelas, alisares, mosaicos de ladrilho hidráulico, entre outros) quanto na decoração (móveis, adornos, arandelas, luminárias). O resultado é um ambiente rústico, porém carregado de uma sofisticação suave, bem aconchegante. Também as obras de arte chamam a atenção com peças assinadas por Fernando Velloso, Bax, Ivan Marchetti, Sara Ávila, Maria Helena Andrés e outros.


Na porta principal do imóvel, a rede já convida ao sossego - Marcos Michelin/EM/D.A Press Na porta principal do imóvel, a rede já convida ao sossego


Na sala integrada à copa e à varanda, o pé-direito tem 5 metros de altura e traz revestimento em madeira. Além do mobiliário de épocas e estilos distintos – inglês, império, mineiro, Luís XVI e por aí vai –, a decoração traz peças assinadas por Dante Lapertosa, como o balcão mineiro que separa a copa da cozinha, e, além dele, a escada de acesso aos dois quartos que recebem crianças, localizados no mezanino, sobre os dois quartos de hóspedes. Na suíte principal, duas janelas e, ao centro, um grande vazado de vidro, emoldurado, revela a área externa com uma vista fenomenal da Serra do Rola-Moça. Lá, a natureza capricha em pincelar a cena com cores diferentes ao longo dos dias e, à noite, a Lua nasce para banhar o quarto de luz.


O projeto também inclui uma réplica da antiga igreja de Casa Branca (cujo original não existe mais), morada de Nossa Senhora Aparecida - Marcos Michelin/EM/D.A Press O projeto também inclui uma réplica da antiga igreja de Casa Branca (cujo original não existe mais), morada de Nossa Senhora Aparecida


Da época em que adquiriu o terreno até hoje, Astrid não parou mais de mexer aqui e ali, ora criando praças de contemplação e circuitos de caminhada entre as árvores, ora jardins ou nichos para receber peças novas, angariadas nas andanças profissionais pelo interior e outras plagas. O resultado, conta, traz uma comunhão especial. “Aqui é o espaço em que vivo a natureza, o aconchego, onde encontro Deus”, resume.

OBRA DE ARTE - Ainda no estar, um arcaz antigo recebe  escultura em madeira de São Miguel Arcanjo e palmas de Sabará. O quadro é de Sara Ávila - Marcos Michelin/EM/D.A Press OBRA DE ARTE - Ainda no estar, um arcaz antigo recebe escultura em madeira de São Miguel Arcanjo e palmas de Sabará. O quadro é de Sara Ávila


SALA DE JANTAR - Com 5m de pé direito, a sala de jantar tem parede revestida de pedras. A mesa traz tampo e vidro contornado que já funcionou como poste - Marcos Michelin/EM/D.A Press SALA DE JANTAR - Com 5m de pé direito, a sala de jantar tem parede revestida de pedras. A mesa traz tampo e vidro contornado que já funcionou como poste


SUITE PRESIDENCIAL - No Centro, entre as janelas, a vista para a Serra recebe moldura de estilo revestida com folha de prata. A estrutura da cama é em ferro - Marcos Michelin/EM/D.A Press SUITE PRESIDENCIAL - No Centro, entre as janelas, a vista para a Serra recebe moldura de estilo revestida com folha de prata. A estrutura da cama é em ferro


Com sofisticação e rusticidade dosadas, José Alberto e Dante traduziram a expectativa da proprietária  - Marcos Michelin/EM/D.A Press Com sofisticação e rusticidade dosadas, José Alberto e Dante traduziram a expectativa da proprietária


MESA - No subsolo, a mesa de jantar do espaço gourmet, em madeira de demolição, está instalada sobre mosaico de ladrilho hidráulico antigo. A iluminação vem de arandelas antigas em cobre  - Marcos Michelin/EM/D.A Press MESA - No subsolo, a mesa de jantar do espaço gourmet, em madeira de demolição, está instalada sobre mosaico de ladrilho hidráulico antigo. A iluminação vem de arandelas antigas em cobre


Na sala conjugada (jantar e estar), objetos de decoração da proprietária. A base do abajur  antigo no estilo Império é policromada. No subsolo da casa e também  com algumas paredes de vidro, o espaço gourmet traz a rusticidade e o aconchego do fogão à lenha - Marcos Michelin/EM/D.A Press Na sala conjugada (jantar e estar), objetos de decoração da proprietária. A base do abajur antigo no estilo Império é policromada. No subsolo da casa e também com algumas paredes de vidro, o espaço gourmet traz a rusticidade e o aconchego do fogão à lenha


IGREJA - A pintura do nicho do altar imita o céu. Ao lado de Nossa Senhora Aparecida, ânforas de prata recebem palmas de Sabará. Cobrindo o piso em madeira de demolição, tapete persa - Marcos Michelin/EM/D.A Press IGREJA - A pintura do nicho do altar imita o céu. Ao lado de Nossa Senhora Aparecida, ânforas de prata recebem palmas de Sabará. Cobrindo o piso em madeira de demolição, tapete persa


Clique e veja mais fotos desta bela casa!

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Mario - 12de Março às 14:37
Gostei de tudo que vi, o projeto, a decoração, o bom gosto, tudo muito bom. Do jeito que gosto também, não tenho condições de fazer algo parecido, gostaria muito mesmo. Felicidades e muita alegria para a família que vai morar nesta linda casa integrada a natureza. Parabéns!!!

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura