Poder de transformação

Idosas comemoram o lar revitalizado pelo primeiro Décor Solidário

Em 30 dias de trabalho, projeto abraçado por designers, arquitetos, paisagistas e parceiros, entregou uma casa nova para as moradoras do Lar de Idosas Santa Teresa e Santa Teresinha, em BH

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/12/2014 08:00 / atualizado em 21/12/2014 16:04 Joana Gontijo /Lugar Certo
Terraço antes e depois da reforma, assinado por Rosângela Brandão e Eduardo Henrique Brandão - Osvaldo Castro/Divulgação Terraço antes e depois da reforma, assinado por Rosângela Brandão e Eduardo Henrique Brandão
“É um presentão de Natal ”, comemora Alice Maciel Castro, de 79 anos, que acaba de ganhar uma casa nova. As amigas, Lêda, Betinha e Juraci, também estão muito felizes. E está tudo mesmo diferente – quartos, banheiros, corredores, salas, cozinha, escadas e os outros ambientes se renovaram em beleza e funcionalidade, em uma intervenção que fez de três andares a afirmação afetiva do poder transformador da decoração para o próprio bem estar das pessoas.

As senhoras, que são moradoras do Lar de Idosas Santa Teresa e Santa Teresinha, no Bairro Santa Tereza, Região Leste de Belo Horizonte, estão realmente se sentindo melhor. O prédio da instituição acaba de ser completamente revitalizado pelo primeiro Décor Solidário, um projeto abraçado por muita gente disposta a doar tempo, trabalho, material, e o que fosse preciso para viabilizar a obra em 30 dias, entregue no início de dezembro.


Há poucos meses, a iniciativa, idealizada pela designer de interiores Fabiana Visacro em conjunto com a Mão Dupla Comunicação, reuniu um time de profissionais, entre designers, arquitetos e paisagistas, engajados voluntariamente no intuito de reformar mais de 20 cômodos da instituição filantrópica, e fazer a diferença no dia a dia de 18 mulheres. Eles tiveram a ajuda de parceiros de várias partes, que disponibilizaram revestimentos, móveis, adornos, flores, louças, ferragens, madeiras, tinta, equipamentos e até obras de arte para serem leiloadas, atendendo as diversas demandas que surgiram no decorrer do processo. “O resultado é muito além do esperado. Foi super especial para os 27 profissionais participantes, por poder ajudar através da decoração, e influenciar de verdade na qualidade de vida dessas senhoras. E foi muito bom ver que elas, antes de tudo, se sentiram cuidadas, acarinhadas, recebendo atenção ”, diz Fabiana.
A recepção ficou mais aconchegante com a intervenção de Fabiana Visacro - Osvaldo Castro/Divulgação A recepção ficou mais aconchegante com a intervenção de Fabiana Visacro
A designer conta sobre o envolvimento de todos que, ao contrário do que acontece em mostras de decoração normais, não estavam competindo para receber um prêmio com o ambiente, mas sim trocavam ideias, complementavam soluções e se auxiliavam mutuamente para conceber a harmonia maior e o efeito mais positivo no cenário total da edificação. “Com um clima de amor, companheirismo, e apoio de muitas pessoas, cada profissional se superou, e vimos o que conseguimos fazer, em três pavimentos, em período recorde ”, ressalta Fabiana Visacro, se mostrando surpreendida.

E a satisfação para ela, que foi responsável por reformular a recepção, crescia ao ver o sorriso aumentar no rosto de cada idosa e a mudança em seu próprio estado de espírito, que se estendeu para os 21 colaboradores que trabalham no lar. “Elas ficaram tão contentes que nem se incomodavam com os transtornos da obra. Esta casa é onde moram, e agora têm orgulho em viver aqui ”, salienta, revelando que, para 2015, a intenção é realizar o Décor Solidário em uma instituição voltada para jovens.
Área do terraço que era inutilizada ganhou um lavabo projetado pelo designer Luciano Costa - Osvaldo Castro/Divulgação Área do terraço que era inutilizada ganhou um lavabo projetado pelo designer Luciano Costa
Desde que visitou a entidade pela primeira vez, o designer de interiores Luciano Costa decidiu que iria construir um lavabo para as senhoras, no terraço da casa. O ambiente era pouco desfrutado, exatamente pela falta de um banheiro no local. “E, hoje, quem se sente grato sou eu. Só tenho a agradecer pela oportunidade de ter participado deste projeto e a todas as moradoras do lar por nos permitir compartilhar experiências e vivenciar momentos inesquecíveis”, avalia. Além do novo lavabo e a recepção, a reforma ainda contemplou os oito quartos da casa, cozinha, sala de jantar, terraço, corredores, banheiros, fachada, capela, secretaria e o bazar que vende roupas para arrecadação de fundos.
Refeitório antes e após a reforma: espaço foi renovado por Deusicléia Horta - Osvaldo Castro/Divulgação Refeitório antes e após a reforma: espaço foi renovado por Deusicléia Horta
À frente da renovação do refeitório, que foi recomposto em uma atmosfera lúdica, divertida e ao mesmo tempo com um luxo despojado, Deusicléia Horta, que já praticou outras ações solidárias, demonstra o enorme contentamento em ver a alegria das moradoras com os espaços mais bonitos e funcionais. “Na nossa rotina profissional, ao atender os diferentes pedidos de clientes, vemos como a decoração, ao renovar um espaço, muda a relação da pessoa com a morada e, assim, sua própria vida. Neste caso, foi fantástico e extremamente gratificante perceber esse poder com o viés da solidariedade. Elas não nos pediram nada, tudo que viesse era bem-vindo ”, diz a designer. Uma cor nova na parede, uma iluminação especial, um adorno, um adesivo, um espelho, uma foto emoldurada. Coisas simples, continua Deusicléia, fizeram a autoestima das idosas aflorar. “Elas agora até se movimentam mais pela casa, a aproveitam mais. Vou terminar o ano de alma lavada, com uma satisfação, além de profissional, pessoal muito grande, com o sentimento de que fui eu a ajudada ”, completa.
O ambiente do bazar renasceu pelas mãos de Priscila da Mata - Osvaldo Castro/Divulgação O ambiente do bazar renasceu pelas mãos de Priscila da Mata
A diretora da instituição, Maria da Glória Carvalho, está radiante com a revitalização. “É uma coisa maravilhosa, algo além dos sonhos, uma benção de Deus. Falo que todo mundo que abraçou a ideia é uma pétala da chuva de flores que Santa Teresinha enviou para nós ”, celebra, fazendo uma referência ao momento da reinauguração, quando rosas cobriram o lar e as senhoras, coroando o presente de Natal. Glorinha descreve como as idosas, e os funcionários, estão se sentindo bem, encantados com o projeto, que ainda rende doações, como a cerca elétrica recém recebida. E a dona Alice, que abre esse texto, contente que só ela com o terraço, o quarto e os anjos da nova capelinha, onde todo dia faz sua reza, é um exemplo que mostra como as pequenas coisas e as boas atitudes valem a pena. “Estou encantada, é outra coisa. A casa está linda, e eu fico ainda mais satisfeita de ver o carinho e a consideração conosco ”, finaliza.
A nova capela, por Patrícia Satler - Osvaldo Castro/Divulgação A nova capela, por Patrícia Satler

Tags: decoração

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Marília - 22 de Dezembro às 11:33
Maravilha!Ato de solidariedade e amor. Honrai ao vosso pai e a vossa mãe na figura dos idosos!

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura