A diversão chegou à cozinha

Cozinha ganha propostas descoladas e renasce cheia de originalidade

Espaço que cumpria aspecto puramente funcional hoje ressurge com muita personalidade graçãs à invasão do fun design

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/05/2017 13:01 / atualizado em 02/05/2017 13:17 Joana Gontijo /Lugar Certo
Neste projeto da Casatelier, cores variadas e alegres tomam conta do ambiente - Osvaldo Castro/Divulgação Neste projeto da Casatelier, cores variadas e alegres tomam conta do ambiente

Sem graça, fria, monótona, pecando pela mesmice. Durante muito tempo foi assim, mas agora esses são conceitos que não se encaixam mais quando o assunto é cozinha. Foram os dias em que esse ambiente cumpria apenas o aspecto funcional. Pelo contrário, hoje o espaço ressurge cheio de personalidade com a invasão do fun design. Traduzida em objetos diferentes, revestimentos que saem do lugar comum e utilitários para lá de divertidos, além de escolhas cromáticas variadas e inusitadas, a tendência transforma os projetos contemporâneos com alegria e, ao mesmo tempo, não esquece a praticidade. Fugir de padrões é a regra. Procurar retratar a identidade do morador é premissa para compor esse cômodo que nunca deixou de ser o coração da casa.

Por ser um ambiente de uso prático, a cozinha geralmente tem uma proposta mais padrão dentro da casa. E é justamente isso o que está mudando. O novo ponto de encontro entre familiares e amigos abandona a frieza para ser um lugar de aconchego e troca de experiências. O design divertido chegou à cozinha com força total, transformando utensílios e materiais com irreverência, desenhos arrojados, ousadia e muito colorido.

Tinta lousa é um dos recursos utilizados para deixar a cozinha com ar descontraído. A proposta deste ambiente é da Casatelier - Osvaldo Castro/Divulgação Tinta lousa é um dos recursos utilizados para deixar a cozinha com ar descontraído. A proposta deste ambiente é da Casatelier

Uma ótima oportunidade para explorar estilos e se divertir, é simples inovar na decoração da cozinha, dizem as proprietárias do escritório Casatelier, Cátia Maiello e Cláudia Aragão. Elas dão dicas para repaginar o espaço sem dificuldade. “Uma boa ideia é usar cores nos utensílios e acessórios como talheres, bowls, xícaras, porcelanas, bandejas, entre outros, e até em eletrodomésticos com leiaute diferenciado, como batedeiras, pipoqueiras, liquidificadores. Fica superdivertido. Também substituir alguns objetos convencionais por modelos mais despojados, como fruteira, escorredor de louças, potes de mantimentos, garrafa de café. O importante é observar a qualidade do produto e se ele realmente exerce a função a que se propõe”, indicam.

Colocando esses objetos à mostra, fora de compartimentos fechados, acrescentam, os próprios utilitários acabam se tornando parte integrante da decoração, e fazem o ambiente mais dinâmico e descontraído. De acordo com as designers, é necesssário estar atento na hora de aplicar o fun design na cozinha - não dá para sair colocando os elementos de culinária, objetos, tonalidades e acabamentos de qualquer jeito, a esmo. “Cuidado com as cores entre si e com os outros itens de destaques já existentes, como pastilha, porcelanato colorido, cor dos armários, bancadas e eletrodomésticos. Tudo precisa estar em harmonia."

Cátia e Cláudia são adeptas do colorido, escolhido sem regras limitadoras. Fãs dos tons vibrantes, como amarelo, rosa, laranja e vermelho, contam que a opção pela paleta de cor que servirá à cozinha segue o desejo do cliente, sendo que, antes de iniciar cada projeto, é feito um estudo cromático minucioso.

"Por outro lado, quando a maior parte do cômodo é de tonalidades frias, como verde ou azul, gostamos de salpicar cores quentes nos detalhes. Para a cozinha, outra tendência atual é a madeira, assim como o ladrilho huidráulico, que aparece mais moderno em composições e figuras diversas, lembrando casas antigas".

Otimização de espaço

Pendente feito com vinil reaproveitado, da Oca Criativa, é tendência na decoração - Alexandre Nunes/Divulgação Pendente feito com vinil reaproveitado, da Oca Criativa, é tendência na decoração

Com a configuração moderna dos imóveis, cada vez menores e mais compactos, a cozinha é hoje um ambiente em contato direto com as salas de estar e jantar, uma questão até de otimização de espaço, afirmam a designer de interiores e arquiteta Gabriela Brasil e a designer de produtos Míriam Gatti, sócias da Oca Criativa, escritório e loja. "Agora bem mais integrada aos ambientes contíguos, a cozinha começou a adotar o fun design como uma maneira de virar uma nova sala, ao mesmo tempo em que a sala adentra a cozinha". Desta forma, assume uma pegada industrial corajosa, vestindo-se de estilos diversos, dentre os quais a tendência retrô é outro destaque.

O azulejo, continuam Gabriela e Míriam, perdeu o lugar na cozinha, agora aplicado apenas na áreas molhadas, onde a limpeza é pesasa. Nas demais superfícies, entra a pintura (destaque para a tinta lousa, super em alta), papel de parede, pôsteres, quadros e obras de arte, fotografias. "Outros elementos divertidos e baratos que dão um ar descontraído à composição são os ímãs de geladeira. Tem para todos os gostos", pontuam.

Produtos da Oca Criativa: armário divertido para ovos endossa o conceito de fun design na cozinha moderna. Ao lado, porta-guardanapo de vinil é uma aposta descolada para o espaço - Alexabdre Nunes/Divulgação Produtos da Oca Criativa: armário divertido para ovos endossa o conceito de fun design na cozinha moderna. Ao lado, porta-guardanapo de vinil é uma aposta descolada para o espaço

Segundo as sócias do escritório Oca Criativa, que mantém a loja no Funcionários, em BH, desde 2014, a busca por itens divertidos para compor a cozinha, que variam de valores entre cerca de R$20 e R$100 (entre outros um pouco mais caros), é grande, principalmente por clientes que buscam um diferencial, mesmo sendo produtos usuais. Para se ter uma noção em termo de valores, um pendente em vinil é vendido por R$ 68, porta-guardanapo por R$ 37, mini cavalete com tela para mensagens por R$ 18, galheteiro imitando pinguins por R$ 100 e outro, em formato de abacaxi, custa R$ 50, por exemplo.

A loja Oca Criativa tem opções divertidas para todos os gostos. Nesta foto, minicavalete com tela para mensagens e galheteiro que imita pinguins - Alexabdre Nunes/Divulgação A loja Oca Criativa tem opções divertidas para todos os gostos. Nesta foto, minicavalete com tela para mensagens e galheteiro que imita pinguins

“Podemos selecionar muitos itens divertidos que são os mais vendidos na loja. Dentre eles, as luminárias de vinil que ficam um charme na bancada de lanche de uma cozinha, as plaquinhas com mensagens, porta pano de prato de liquidificador retrô e os porta-guardanapos em forma de LP, biscoitos maria e negresco, nuvem, motocicleta”, contam. Ideias que fazem a cozinha mais bonita e diferente, além de funcional.

"Por si só, são objetos que servem como enfeite." Além dos produtos coloridos, elas lembram ainda que há grande procura por outros itens em tons mais neutros, pois remetem ao estilo de cozinhas de antigamente, trazendo um clima nostálgico. “Os produtos nos tons de branco e pastel, com uma pegada descontraída, também são muito aceitos, pois se adequam a qualquer estilo de decoração. Quanto aos materiais, eles são os mais variados possíveis. Temos peças de acrílico, vinil reaproveitado e louça. Essas têm uma excelente aceitação entre os clientes.”

MEMÓRIA: Lugar de histórias

As designers Cátia Maiello e Cláudia Aragão explicam que a onda do fun design nas cozinhas surgiu ao mesmo tempo em que as moradias começaram a ser planejadas para ter a personalidade dos donos, como um retrato de sua identidade, um lugar que contasse histórias. Segundo as profissionais, de uns três anos para cá, foi permitida a mistura de cores, a inserção de objetos inusitados, divertidos, em um movimento que acabou sendo acompanhado também pela indústria. "Os fabricantes passaram a apostar em um design de mais qualidade, o chamado design emocional. Produtos que não fossem apenas bonitos, mas que também trabalhassem o aspecto sensorial, tomaram conta do mercado." Para as sócias da Casatelier, a cozinha nunca deixou de ser o coração da casa. Elas lembram das antigas casas de vó, principalmente no interior, onde as pessoas se reuniam ao lado do fogão. Depois, este panorama se alterou um pouco quando a mulher começou a sair para trabalhar, e as refeições tinham que ser as mais práticas possíveis, levando ao aumento do consumo de congelados. "Era uma obrigação cozinhar, e o ambiente, apenas funcional, tinha posição secundária dentro de casa". Agora, continuam, com a vontade cada vez maior das pessoas de estar e aproveitar o lar, ao invés de procurar o lazer fora, isso mudou novamente. Um bom motivo para reunir amigos e familiares, o ato de cozinhar se transformou em uma forma de prazer, um hobbie, não mais uma imposição. "Com início na moda das cozinhas americanas, integradas diretamente com a sala, chegando a projetos cada vez mais sofisticados, a cozinha volta a adquirir status de importância em casa, saindo do clima gelado para ser um espaço de encontro."
Projeto da Casatelier pontua as cores nos acessórios - Osvaldo Castro/Divulgação Projeto da Casatelier pontua as cores nos acessórios

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
20 de novembro de 2017
14 de novembro de 2017

No Lugar Certo você encontra o que procura