O chique que cabe no bolso

Morar Mais por Menos traz ideias que mesclam o barato com o sofisticado para servir de inspiração

Mostra está sendo realizada até outubro no Bairro Mangabeiras, em BH. 11ª edição do evento na capital tem 54 ambientes e reúne mais de 100 profissionais, entre arquitetos, designers e paisagistas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/09/2017 12:17 / atualizado em 12/09/2017 12:35 Joana Gontijo /Lugar Certo
Ambiente loja Oca Criativa, das arquitetas Míriam Gatti e Gabriela Brasil, é um dos destaques da Morar Mais por Menos  - Gustavo Xavier/Divulgação Ambiente loja Oca Criativa, das arquitetas Míriam Gatti e Gabriela Brasil, é um dos destaques da Morar Mais por Menos

Ter qualidade de vida invariavelmente está relacionado com a experiência das pessoas com o lar. Cada vez mais antenado, esclarecido e exigente, o morador encara a casa com uma percepção que vai muito além dos aspectos práticos e funcionais, e procura no dia a dia mais alegria e prazer. Com a volta da valorização do espaço onde se vive, a arquitetura e a decoração têm papel essencial para transformar o olhar sobre os ambientes e torná-los o reflexo de quem usufrui deles.

Nesse cenário, conceitos como sustentabilidade, personalização, criatividade, tecnologia e inovação, inclusão, identidade e customização são alçados a novos patamares, tidos como premissa básica.


Esse é o mote da mostra Morar Mais por Menos, que aportou em Belo Horizonte no fim de agosto e vai até 1º de outubro na antiga escola Balão Vermelho, no Mangabeiras, apresentando ao público o chique que cabe no bolso, a beleza sem exibicionismo, e uma chuva de ideias que mesclam o barato com o sofisticado para inspirar o público que aprecia novidade.

O resultado são composições despojadas e contemporâneas, em uma reafirmação de que o simples é sempre mais. Este ano, na 11ª edição na capital mineira, são 54 ambientes e mais de 100 profissionais desafiados a traduzir em seus projetos os pilares do evento, com recursos de reutilização de materiais, visando mínimos impactos ambientais, além de sacadas engenhosas, de baixo custo, com o retorno do artesanal e do faça você mesmo. É uma maneira de mostrar aos visitantes que a decoração é algo acessível e está ao alcance de todos.

Com os princípios orientadores, singulares, a mostra vai muito além do comum entre realizações do tipo, para permitir uma sensação diferenciada e disponibilizar ao visitante os itens de que mais gostou para levar para casa. Com a proposta completamente equiparada com os temas do evento, as arquitetas Míriam Gatti e Gabriela Brasil, na quarta participação consecutiva, assinam a loja Oca Criativa, um dos destaques da Morar Mais por Menos.

Materiais reciclados foram utilizados neste ambiente da loja Oca Criativa - Joana Gontijo/EM/D.A Press Materiais reciclados foram utilizados neste ambiente da loja Oca Criativa

Atentas sobre a concepção de fazer design de interiores com pouco, no ambiente de quase 10 metros quadrados o elemento protagonista pode até parecer banal, mas o efeito é surpreendente. “Sempre procuramos o máximo de reaproveitamento em nossos projetos. Neste ano, escolhemos o papelão como material principal. Utilizamos em todos os móveis: estante, mesa de centro, balcão, banco e poltrona”, descrevem. A dupla lançou mão de formas gráficas como referência para o design do mobiliário, e o papelão cru destaca os produtos expostos. “Harmonizamos todo o conceito com pinceladas de grafismo nas paredes e desenhamos o teto com o próprio fio da iluminação.”

Firmando a criatividade como palavra de ordem, Míriam e Gabriela exploraram curvas, retas e espirais nas formas dos móveis, conferindo uma atmosfera de modernidade. Na iluminação, pendentes feitos com discos de vinil são outro ponto alto. “Sem perder o foco do fun design, que é uma marca da Oca Criativa, levamos uma pequena mostra da nossa loja para que o público visitante possa adquirir algo novo e interessante.”

CARÁTER SUSTENTÁVEL

As peças foram concebidas para atender à loja, mostrando ser possível criar um espaço temporário com gastos ínfimos e matérias-primas alternativas. “Descobrimos que o papelão tem um sentido de ondulação que, se colocado duplo e em direção contrária, cria uma resistência comparada ao MDF. Para manter o caráter sustentável dos móveis, optamos por usar a goma arábica como cola, por ser mais natural.

O maior desafio foi dar significado para o papelão, um material desvalorizado, e transformá-lo em móveis com design. Uma mostra de decoração é uma oportunidade de introduzir novas ideias e quebrar paradigmas”, ressaltam. Para montar o ambiente, o custo total foi de R$ 1.300, continuam. “Um espaço do mesmo tamanho, com um padrão médio de acabamento, teria o valor aproximado de 10 vezes maior.”

LAVABO

Com o Banheiro do Turista, a arquiteta e paisagista Adriana Melo e a sócia Adria Lessa estreiam na Morar Mais por Menos com um projeto moderno e cheio de estilo  - Gustavo Xavier/Divulgação Com o Banheiro do Turista, a arquiteta e paisagista Adriana Melo e a sócia Adria Lessa estreiam na Morar Mais por Menos com um projeto moderno e cheio de estilo

De uma viagem a Tiradentes, entre uma parada e outra surgiu a intenção para o projeto do lavabo masculino. Um espaço de nove metros quadrados abriga o hall de entrada onde o viajante poderá descansar. Com o Banheiro do Turista, a arquiteta e paisagista Adriana Melo e a sócia Adria Lessa estreiam na Morar Mais por Menos com um projeto moderno, arrojado, heterogêneo e cheio de estilo. A inspiração é um banheiro de beira de estrada, que seja um lugar confortável para o intervalo da viagem. “Quando a pessoa dá uma pausa para descansar, fazer um lanche, a ideia é ter um banheiro agradável. Para tanto, utilizamos elementos que remetam a passeios de férias”, descreve Adriana.


Na composição do espaço, quadros temáticos, fotografias com referências a futebol de areia ou cena com surfistas lembram o clima de folga. Na papeleira, a aplicação de uma placa decorativa de carro é uma ótima sacada. Cobrindo a porta de entrada, um painel com formas quadriculadas feitas em lona de caminhão segue na direção da sustentabilidade.

No porta-toalhas, o uso tradicional dá lugar a revistas com tema de viagem. A iluminação decorativa fabricada com cabos revestidos em tecido vermelho trançado, onde não se vê início ou final, remete a curvas da estrada. Em frente, um painel plotado com placas de sinalização apontando para diferentes direções, mas sem especificar os destinos, chama o turista para se jogar no mapa e ir para onde a vida o levar, sem endereços prévios.

Elementos que remetem a viagem dão inspiração ao Banheiro do Turista  - Joana Gontijo/EM/D.A Press Elementos que remetem a viagem dão inspiração ao Banheiro do Turista

No ambiente, todo em cimento queimado, o tom é bem masculino, mas encontra contraste com os belos espelhos em moldura clássica, que conferem refinamento.

Um charme a mais fica por conta dos bancos queijo, concebidos por alunos do Senai. “As cubas tradicionais foram substituídas por tambores de óleo reciclados, lembrando uma bica d'água, em diálogo com revestimentos com desenhos geométricos. Com a iluminação pontuada e aconchegante, o projeto faz uma leitura primorosa de um banheiro de borracharia”, afirma Adriana.

SERVIÇO
Morar Mais por Menos BH 2017
Até 1º de outubro
Quarta a sexta, das 16h às 22h
Sábado, das 13h às 22h
Domingo e feriado, das 13h às 19h
Na Avenida Bandeirantes, 800 - Mangabeiras
Informações: (31) 3261-6584 ou pelo e-mail bhapoio@morarmais.com.br
www.morarmais.com.br
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
20 de novembro de 2017
14 de novembro de 2017

No Lugar Certo você encontra o que procura