Boas energias

Profissionais revelam propostas de decoração para relaxar e meditar em casa

A intenção é destacar os investimentos necessários para se obter um 'lar, doce lar'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/12/2017 14:55 / atualizado em 27/12/2017 15:22 Lilian Monteiro /Estado de Minas
No projeto do escritório Oficina 1111, os tons claros com os terrosos asseguram o relaxamento - Mariana Orsi/Divulgação No projeto do escritório Oficina 1111, os tons claros com os terrosos asseguram o relaxamento

O estresse faz parte da rotina de praticamente todos no mundo atual. Pressão, cansaço, cobrança e vida agitada. A hora de pisar no freio, relaxar e buscar um pouco de paz, quase sempre, é quando se chega em casa. E olhe lá! Isso para quem não tem de encarar uma terceira jornada pesada. Mas mesmo que o tempo seja curto, é importante ter em casa um espaço de aconchego para respirar, pensar na vida, meditar, esquecer os problemas ou simplesmente descansar, ouvindo música de qualidade ou lendo um bom livro... Enfim, um lugar para recarregar a bateria.

O arquiteto Marcus Paffi, sócio do escritório Cipriano Paffi Arquitetura, de São Paulo, enfatiza que a intensa rotina do cotidiano, com trânsito, compromissos profissionais e as demandas pessoais, é fator que contribui para o cansaço físico e mental. E como diminuir a ansiedade e a irritação? “Seja na varanda, jardim, seja na sala de estar, é possível criar espaço propício para relaxar e desconectar-se dos problemas.”

Marcus Paffi garante que é possível projetar a decoração da casa toda com um conceito mais aconchegante. “Mas, ao determinar um ambiente de meditaçãoou relaxamento, não necessariamente precisa ter a característica de uma sala oriental minimalista. Podemos criar um espaço de meditação com um tapete confortável e aconchegante, uma boa poltrona e uma luminária que gere uma iluminação indireta e confortável, para local, por exemplo.”

A arquiteta e designer Cris Paola destaca objetos que contrastam com a claridade do branco (esq.). Projeto do escritório Cipriano Paffi Arquitetura chama a atenção para o biombo de madeira e a presença do verde (dir.) - Hamilton Penna/Divulgação - Cipriano Paffi Arquitetura/Divulgação A arquiteta e designer Cris Paola destaca objetos que contrastam com a claridade do branco (esq.). Projeto do escritório Cipriano Paffi Arquitetura chama a atenção para o biombo de madeira e a presença do verde (dir.)

Segundo o arquiteto, o conforto é fundamental para meditar e relaxar. “Para esses ambientes, podemos sugerir uma poltrona confortável ou mesmo um futon, onde a pessoa consiga ficar muito à vontade e se desconectar. Com isso, um espaço leve, com poucas peças, é essencial.”

O maior impacto desse projeto do escritório Très Arquitetura é o jardim vertical, que assegura o clima de paz em um espaço convidativo - Luís Gomes/Divulgação O maior impacto desse projeto do escritório Très Arquitetura é o jardim vertical, que assegura o clima de paz em um espaço convidativo
CORES, CHEIROS E SONS

Marcus Paffi avisa que, para deixar o espaço sereno, as cores têm papel fundamental. “Para proporcionar aconchego e tranquilidade, a paleta mais indicada é a de tons pastel e neutros. O verde, por exemplo, traz a sensação de equilíbrio e harmonia, e o azul proporciona serenidade. Ambas as cores fazem ótima composição com o bege. As tonalidades menos indicadas são as vibrantes.”

Já que falamos de relaxamento e bem-estar, nada como pensar em cheiros e sons para esse estilo de decoração. “Plantas ao redor são imprescindíveis, já que ajudam a purificar o ar e renovam as energias do ambiente. Sem falar que podem ter um aroma agradável. Além das plantas, se for possível colocar uma fonte, o clima ficará ainda mais favorável à meditação, já que o som da água corrente colabora para o relaxamento da mente e a sensação de paz”, indica o arquiteto.

Além do design de interiores e da decoração, a arquitetura também pode ajudar com projeto que privilegia ambientes relaxantes. “Antes de tudo, é necessário eleger o ambiente. Sempre recomendo que o morador caminhe por sua casa e procure visualizar o espaço. É sempre importante que seja distante de barulhos, arejado e, se possível, com iluminação natural”, destaca Marcus Paffi.

Já o escritório RAP Arquitetura criou um ambiente que privilegia a presença da madeira para buscar todo o conforto - Evelyn Mauller/Divulgação Já o escritório RAP Arquitetura criou um ambiente que privilegia a presença da madeira para buscar todo o conforto

DETALHES IMPORTANTES PARA UM AMBIENTE ESTILO GOOD VIBES:

» Escolha o lugar ideal

Antes de tudo, é necessário eleger o ambiente. “Sempre recomendo que o morador caminhe por sua casa e procure visualizar o espaço. É sempre importante que seja distante de barulhos, arejado e, se possível, com iluminação natural”, aconselha o arquiteto Marcus Paffi.

» Iluminação

Seguindo a questão da luz natural, a arquiteta Cris Paola sugere que o ambiente eleito esteja próximo a uma janela ou varanda. Mas caso não seja possível, ela indica a instalação de um dimmer. “O recurso permite que a intensidade da luz seja controlada. Mas uma luminária de chão ou um abajur também podem ajudar a solucionar facilmente a questão”, explica a profissional.

» Tons neutros

Para deixar o espaço sereno, as cores têm papel fundamental. Para proporcionar aconchego e tranquilidade, a paleta mais indicada é a de tons pastel e neutros. “O verde, por exemplo, traz a sensação de equilíbrio e harmonia, e o azul proporciona serenidade. Ambas as cores fazem uma ótima composição com o bege”, revela Cris Paola.

» Móveis e objetos

Uma das únicas regras para um espaço zen é não enchê-lo de móveis e objetos. A premissa do menos é mais vale muito na hora de decorar. “O ideal é que esse canto seja o mais confortável possível. Assim, sugerimos a escolha de alguns futons, um tapete ou até mesmo uma poltrona”, recomenda Renata Cipriano.

» Verde que acalma!

Plantas ao redor são imprescindíveis, já que purificam o ar e renovam as energias do ambiente. “Se, além das plantas, for possível colocar uma fonte, o clima ficará ainda mais favorável à meditação, pois o som da água corrente colabora para o relaxamento da mente e a sensação de paz”, finaliza Cris Paola.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
02 de julho de 2018
19 de junho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura