Design contemporâneo

Festival em Belo Horizonte enaltece as diversas vertentes do design

Evento que está sendo realizado em vários espaços da capital promove o encontro e o diálogo entre profissionais, público e marcas envolvidas no segmento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/06/2019 07:00 / atualizado em 31/05/2019 18:11 Joana Gontijo /Lugar Certo
"O ponto de partida foi a semana DMAIS Design, que agora se transforma em uma plataforma de promoção de eventos voltados para o segmento do design" - Renato Tomasi, coordenador do BHDF

Descobrir a cidade pela ótica do design. Desde a última quarta-feira, a capital mineira respira inovação e criatividade. Até o dia 8 deste mês, o BH Design Festival (BHDF) ecoa pelas ruas com uma série de eventos e ações em variados espaços, em uma iniciativa que amplifica o espectro do DMAIS Design, que acontece por aqui desde 2014. A ideia é trazer à tona a reflexão e o diálogo sobre o design na rotina contemporânea, além de possibilitar encontros entre profissionais, admiradores e marcas envolvidas no segmento - diferente do festival inicial, que também propôs um circuito para conhecer a produção original de atores da cadeia ligada ao ramo, mas antes com um foco forte sobre a decoração. Agora, na primeira edição do novo formato, são propósitos e atrações renovados, com fôlego total.

O BHDF tem concepção e coordenação a cargo de Renato Tomasi, que assina ainda a curadoria de locais, marcas, expositores, palestrantes e nomes reunidos na agenda de acontecimentos, em uma evolução da semana de design da capital. "O ponto de partida foi a semana de design DMAIS Design, que agora se transforma em uma plataforma de promoção de eventos voltados para o segmento do design. A ideia é desenvolver, durante um ano, diversas atividades relacionadas ao design, como concursos, exposições, publicações de livros. O DMAIS agora é a marca que promove o BHDF", explica Renato Tomasi.

Com a mudança de nome, o propósito é firmar e fortalecer a identidade belo-horizontina enquanto capital criativa. "É um formato maior, mais abrangente. O tratamento não é enquanto um produto por si só. Queremos transformar o festival na maior iniciativa de promoção do design em Minas Gerais, mostrar que o design está em tudo. Promover o festival também como opção cultural, de conhecimento, negócios e até entretenimento. Tanto que contemplamos na programação inclusive festas abertas ao público", acrescenta Renato. "Com a nova logomarca lembrando uma bandeira, viemos marcar território, fazer com que a cidade perceba que está acontecendo o festival. Dizer para o mineiro e para quem é de fora que aqui se faz design", completa.

ATIVIDADES

Com o começo ontem e continuando até hoje, um dos destaques da programação é o Design Summit, conferência que já nasce com o intuito de ser uma das mais representativas atividades reflexivas e de conteúdo desse nicho no Brasil. Acontecem 30 atividades, entre palestras, entrevistas, workshops e painéis especiais, agrupando temáticas pertinentes ao cenário do design moderno no país. Estão organizados três eixos centrais: "reinvenção do design clássico", "design e negócios" e "design e tecnologia". Para conversar sobre esses assuntos, o festival reuniu profissionais renomados.

Para fomentar o mercado autoral em BH, hoje e amanhã o BHDF também realiza, no Pátio Savassi, um feira que agrupa diversas marcas e designers regionais. Com 20 expositores, o Mercado de Design ressalta trabalhos comprometidos com as melhores escolhas entre materiais, mão de obra e matéria-prima local, com o viés da sustentabilidade e estética responsável, fortalecendo a comunidade onde acontecem. A intenção é exibir e comercializar acessórios de moda, utilitários, soluções de design para projetos, decoração, e outros objetos conceituais. Integram o time do Mercado de Design: Bottane Cosméticos Naturais, Carlos Penna, Eduardo Vilas Boas, Estúdio Veste, Fernanda Torquett, Frente Verso, Julia Fontes, Line + Julia Bianchi, LuLu Laboratório de Arte, Marisa Portela, Moon Eyewear, Nícia Braga Cerâmica, Papel e Tudo, Pera Limonera, Roberto Lott e Luis Seara Cerâmicas, Suka Braga, Tatiana Queiroz, Thais Mor Atelier, Ventura Design, e Zuur Gin.

Com ações acontecendo ao mesmo tempo em alguns dos mais prestigiados ambientes da cidade no segmento, o circuito urbano prevê movimentos voltados para o espectro do design, unindo exposições de arte, feiras, workshops, oficinas, seminários, bate-papos, tours guiados em centros culturais, visitas a galerias, lançamento de produtos e objetos de design, entre outros. Diversos estabelecimentos comerciais, museus e galerias apresentam eventos de diferentes formatos.

Exposição da designer e fotógrafa Geo Victor: composições que exploram a sobreposição de cores e formas - Ana Paula Horta/Divulgação Exposição da designer e fotógrafa Geo Victor: composições que exploram a sobreposição de cores e formas

A designer gráfica e fotógrafa belo-horizontina Geo Victor integra o circuito criativo do festival com a exposição Osmose, que acontece na Livraria da Rua. No conjunto, 13 composições que exploram a sobreposição de cores e formas, partindo da interseção entre lâminas que constroem figuras geométricas e grafismos. As obras estão distribuídas em três momentos, variando materiais e técnicas, para criar dimensões diferentes, entre PS, papelão paraná, madeira maciça, policarbonato e papel fotográfico. "É a própria acepção do termo. A osmose é a troca entre meios, o mais forte alimenta o mais fraco. Por isso a sobreposição de cores. Os tons frios recebem a informação dos tons quentes, e criam-se outras cores e formatos. Com duas cores iniciais em diálogo, aparecem a terceira, a quarta e às vezes a quinta cor", explica Geo Victor, que tem todo seu percurso profissional ligado à imagem. Ela participa do evento pela primeira vez e diz que estava esperando por isso.

Com muito tempo dedicada à fotografia, conta que com essa oportunidade retorna ao berço, o design gráfico. "Esse foi o momento em que escolhi para voltar com o design gráfico na minha vida. E o circuito vai ganhar corpo esse ano, pela própria expansão da intenção do projeto. Estava ansiosa para fazer parte do festival. Minha expectativa é ótima". Em algumas das obras, Geo aplica uma foto de fundo de uma persiana que dá a impressão de que, ao mesmo tempo em que o espectador percebe a arte, também a arte fica à espreita das pessoas, capturando o olhar observador. Geo tem muitos trabalhos em conjunto com designers de interiores e arquitetos, produzindo obras sob pedidos.

DUPLA DE ESTILO

A galeria que molda o espaço da loja A. De Arte transformou-se em um pavilhão especialmente montado para o BH Design Festival, concebido pelo artista plástico Felipe Volponi, o Fivo. Com a dobradinha que representa uma tendência que nunca sai de moda, o espaço recebe a exposição Black and White, uma seleção de luminárias em preto e branco. Como explica a diretora, Adriana Vasconcelos, estão reunidas 16 peças entre os lançamentos da última mostra de Milão, na Itália, que exploram as duas cores, entre assinaturas de ícones do design consagrados nacional e internacionalmente, provando que as cores neutras não perdem seu lugar. "Participo do festival desde o primeiro DMAIS Design e levanto a bandeira! É uma iniciativa muito importante, seguindo o que já se vê em outros estados brasileiros e mundo afora", enfatiza Adriana sobre esse que é um encontro fecundo entre o design, a moda e a gastronomia, e diversas outras maneiras de expressão.

Luminárias que exaltam o preto e o branco provam que as cores neutras não perdem seu lugar. Na mostra Black and White, uma seleção especial enriquece a galeria da A. De Arte - A De Arte/Divulgação Luminárias que exaltam o preto e o branco provam que as cores neutras não perdem seu lugar. Na mostra Black and White, uma seleção especial enriquece a galeria da A. De Arte

A Donatelli Tecidos é parceira de Renato Tomasi desde a edição inaugural do DMAIS Design. A marca é especializada em tecidos para decoração, entre itens para adornar almofadas, colchas, sofás e cortinas. Para este ano, a loja preparou para o BHDF uma instalação que também ressalta o mood black and white. Uma mesa com pipocas montada na entrada do showroom no Lourdes convida o público para a apreciação de tecidos recém-lançados, seguindo tendências internacionais que apostam na harmonia P&B. "O preto e branco é chique. Damos importância a tecidos de designers famosos, assinados. Queremos que as pessoas entrem aqui e se sintam em casa", chama a diretora, Eveline Porto.

A dobradinha P&B também é protagonista da montagem de tecidos que adorna o showroom da Donatelli - Jair Amaral/EM/D.A Press A dobradinha P&B também é protagonista da montagem de tecidos que adorna o showroom da Donatelli

Entre os principais espaços e agentes promotores das diversificadas ações que compõem a grade de programação, estão: A Central, A. De Arte, Arca Conceito, Arte Fasam, Casa Cor, Casoca Ophicina de Arquitetura, Design Store America, Donatelli Tecidos, DTI Digital, Galeria Murilo Castro, Grande Hotel Ronaldo Fraga, Guaja, Libertas Coletivo, Lider Interiores - Ponteio e Sion, Livraria da Rua, Mercado Novo, Micheliny Martins, Mooca, Museu da Casa Brasileira (MUC), Ornare, Pátio Savassi, Pé Palito e Rita Lessa. O público interessado pode acompanhar a programação completa e conhecer os participantes convidados pelo canal oficial do evento.

Serviço:
1º BH Design Festival
Até 8 de junho, em diversos locais de Belo Horizonte
Veja a programação no 
www.bhdesignfestival.com.br 
Instagram: 
@bhdesignfestival 
Facebook: 
https://www.facebook.com/BH-Design-Festival-317977795489204/
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
25 de junho de 2019
14 de junho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura