Aposta nas boas práticas

Décor Solidário 2019 irá revitalizar dois espaços no Morro das Pedras, em BH

Em sua sexta edição, projeto vai reformular uma associação cultural e um local de cultivo de ervas e hortaliças

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/07/2019 16:35 / atualizado em 01/07/2019 16:46 Joana Cardoso
Perspectiva da Galeria de Arte, projeto desenvolvido pela arquiteta Cláudia Aragão - Décor Solidário/Divulgação Perspectiva da Galeria de Arte, projeto desenvolvido pela arquiteta Cláudia Aragão

A aflição latente sobre o contexto mundial incerto e turbulento de hoje, que vê a tensão não apenas na realidade prática, e também parece um sentimento interno coletivo, não frustra muita gente que quer praticar o bem, independentemente de dificuldades. Pensar na necessidade urgente de uma mudança global, porém, beira o risco de perceber uma certa impotência e bloquear a ação, mas, trazendo para algo concreto, começa a crescer em cada alma generosa uma certeza que a diferença nasce mesmo das pequenas atitudes diárias. Afinal, às vezes, é simples fazer alguém feliz.

É esta a crença do Décor Solidário, iniciativa que chega em 2019 à sexta edição para revitalizar dois espaços no Morro das Pedras, comunidade carente em Belo Horizonte, com uma proposta mais atuante e uma marca de ineditismo. Apostando nas boas práticas, o projeto acredita que um trabalho bem executado, que deixe os cômodos funcionais e bem arrumados, melhora o dia a dia, assim desfrutado com mais prazer.

Desde 2014, o Décor Solidário reúne arquitetos, designers, paisagistas, engenheiros e empresas, marcas e prestadores de serviço parceiros para renovar, de forma gratuita, instituições que estejam precisando de apoio. Com um time de peso, já modificou um lar de idosas, um abrigo para crianças em condição de risco, uma entidade que recebe mulheres em situação de violência doméstica, um centro cultural para senhoras e uma entidade voltada para o acolhimento de crianças com Síndrome de Down.

Em 2019, o projeto, que se destaca pela capacidade de reinvenção e por conseguir atender necessidades de segmentos distintos, chega às sedes da História Em Construção e do Morro Verde, que passarão por uma repaginada completa. A História Em Construção é uma associação cultural e artística na Vila das Antenas, e encabeça uma série de atividades culturais e profissionalizantes. O Morro Verde, por sua vez, é um espaço concebido e mantido pelos moradores da região, com foco no cultivo de ervas e hortaliças, que tem até uma criação com 300 tilápias. Tudo é vendido para os residentes da comunidade a valores simbólicos - uma ideia incrível que encheu de admiração os profissionais do Décor Solidário.

Projeto da designer de interiores Fabiana Visacro para o banheiro: perspectiva transformadora - Décor Solidário/Divulgação Projeto da designer de interiores Fabiana Visacro para o banheiro: perspectiva transformadora
Entre os ambientes contemplados, estão propostas diferenciadas para recriar fachada, escadaria, galeria, banheiro, loja, sala de costura, sala de serigrafia, alpendre, cozinha, biblioteca, espaço para atendimento psicológico, varanda, terraço e horta. No time, 17 profissionais se dispõem voluntariamente para realizar a revitalização.

Para a designer de interiores Fabiana Visacro, coordenadora do Décor Solidário, o cenário onde se decorrem as experiências diárias é invariavelmente responsável para que as mudanças aconteçam de dentro para fora, mas também no caminho contrário, pela percepção do que está em volta e que adentra pela alma. "Nossa intenção é fazer com que esses espaços sejam uma maneira das pessoas se sentirem valorizadas, olhadas, cuidadas, dignas e merecedoras, ocupando um lugar que foi concebido com todo carinho para elas. A premissa é proporcionar uma visão diferente para um lugar que já conhecem, só que agora com uma perspectiva transformadora até na própria maneira de encarar a vida", comemora a designer.

DOAÇÃO DE MATERIAIS

A reforma é realizada com o trabalho solidário de voluntários e, para ser viabilizada, precisa muito da doação de materiais. Nessa fase que antecede as obras, a equipe do projeto convoca empresas do ramo para participar com a disponibilização de itens necessários para começar a intervenção. Por enquanto, uma demanda central é conseguir 15 sacos de cimento, 2 metros cúbicos de areia e 1 metro cúbico de brita tipo 1. Quem se dispuser a ajudar, pode entrar em contato com o grupo do Décor Solidário. A obra terá início ainda nesse mês e a entrega de tudo novinho está prevista para o fim de julho.

Neste ano, o objetivo vai além de simplesmente reorganizar os ambientes. "Ao longo dos anos, com o Décor Solidário, fomos percebendo que poderíamos dar às pessoas contempladas muito mais que uma reforma. Entendemos que era preciso se envolver ainda mais e levar conhecimento, de modo que os espaços revitalizados por nós sejam ainda mais bem utilizados", explica Fabiana Visacro.

Desde abril, acontece uma série de oficinas que antecedem a reformulação dos espaços propriamente dita. "Estamos promovendo na comunidade oficinas com temas diversos, para ampliar as possibilidades profissionais dos jovens que frequentam a História em Construção e o Morro Verde. São oficinas de temas variados, tais como horta em casa, pintura de louça, pintura profissionalizante, economia criativa, marketing digital, entre outras", cita Fabiana.

Loja que vai comercializar produtos confeccionados por moradores da região é o projeto da designer de interiores Deusicléia Horta - Décor Solidário/Divulgação Loja que vai comercializar produtos confeccionados por moradores da região é o projeto da designer de interiores Deusicléia Horta

Outro diferencial desta edição é a conexão entre comunidade e entorno. "Queremos que as pessoas que vivem perto da comunidade olhem para ela. Por isso, iremos nos dedicar a buscar doações em lojas localizadas na região, na Raja Gabaglia e na Barão Homem de Melo, por exemplo", adianta a designer de interiores.

Na opinião de Fabiana Visacro, a importância maior do Décor Solidário é, através da decoração, mostrar o cuidado e o compromisso de cada profissional com o projeto e com quem vai usufruir o ambiente. "É um grande poder transformador. Um planejamento bem feito, bonito, pensado para os usuários, resulta em um espaço digno e que atende a diversas necessidades, melhorando a logística do dia a dia e possibilitando até a introdução de novas atividades. As pessoas acabam se descobrindo capazes de fazer coisas antes impensáveis", finaliza.

Entre para esse time solidário! Ajude a transformar vidas! Quem deseja colaborar com o Décor Solidário pode entrar em contato com Fabiana Visacro pelo telefone (31) 9.8315-2797. Participe!

Veja a listas de ambientes e profissionais do Décor Solidário 2019 

1) Fachada e escadaria: Marco Anthony, CidaTeles e Fátima Gomes
2) Galeria - Claudia Aragão
3) Banheiro - Érika Medeiros
4) Loja: Deusicléia Horta
5) Sala de Costura: Claudia Zocoli
6) Sala Serigrafia: Fabiana Visacro
7) Alpendre com banheiro: Fabiana Visacro
8) Cozinha: Everaldo Amorim e Wesley Santos 
9) Biblioteca: Nina Abadjieff e Jansey Valdez de Lima
10) Atendimento Psicológico: Silvana Mendes
11) Varanda e banheiro: Rosinha Houri e Anna de Matos
12) Terraço: Rômulo Morais e seu grupo
13) Horta: Andreia Campolina
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura