Campanhas educativas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/03/2007 16:53
Mesmo com a modernização dos equipamentos para o combate a incêndios, a melhor maneira de evitar acidentes com fogo ainda é a prevenção, principalmente em residências unifamiliares, que não são obrigadas, por lei, a manter equipamentos de proteção, como extintores. Para o coronel Teixeira, o ideal é que toda casa tenha um extintor de pó químico. Como isso não é viável para a maioria da população, principalmente pela falta de conhecimento de uso, o Corpo de Bombeiros dá palestras, cursos e campanhas educativas para a população.

Entre as dicas estão os cuidados a serem tomados com a rede elétrica, um dos principais causadores de curto-circuito e incêndios em residências. Para evitar esse tipo de problema, convém não fazer gambiarras com a fiação nem deixar aparelhos elétricos ligados na tomada, sem necessidade. Muitos incêndios são causados por ferros elétricos.

Outro cuidado essencial é não sobrecarregar uma mesma tomada com vários equipamentos elétricos, pois normalmente cada tomada é capaz de suportar uma quantidade exata de corrente elétrica e, conseqüentemente, de calor, podendo gerar um alto aquecimento e derretimento da fiação. Assim, o sistema elétrico fica a um passo do curto-circuito. “Muitas pessoas gostam de usar o benjamim, mais conhecido como T, para ligar vários aparelhos numa só tomada. O ideal é chamar um eletricista e fazer uma redefinição da rede elétrica da casa”, ensina o coronel Teixeira.

O gás de cozinha também pode ser outro vilão, quando não são respeitadas algumas normas de segurança. As mangueiras e válvulas do bujão devem ser trocadas no prazo de validade estabelecido pelos fabricantes. Além disso, o registro deve ser desligado sempre que o fogão estiver desligado. “Caso seja detectado algum vazamento, deixe a casa o mais arejada possível e não acenda a luz nem fósforos. Tente fechar o gás o mais rápido possível”, explica o oficial bombeiro.

Famílias com crianças devem ter os cuidados redobrados. Nunca as deixe sozinhas em casa e nem perto de substâncias inflamáveis ou fósforos. As panelas no fogo devem ficar com os cabos virado para dentro do fogão, para que as crianças não mexam. O principal é usar sempre o bom senso e, na emergência, chamar os bombeiros pelo 193.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de dezembro de 2015
04 de setembro de 2015