Morar bem é... uma questão de escolha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/07/2007 13:50
Sérgio Viana*

Morar bem é ter um espaço que seja o espelho de sua personalidade, que reflita o seu repertório de referências e experiências vivenciadas ao longo de sua vida. O papel do arquiteto é fundamental na interpretação dos sonhos e necessidades de seu cliente, pois ele deve ter a sensibilidade e a habilidade para materializar tudo aquilo que foi imaginado e traduzir em uma boa arquitetura.

Morar bem não é habitar uma casa cheia de cômodos, de espaços inabitáveis, sem função. Morar bem é morar numa casa em que cada canto e cada espaço possam ser usados, desfrutados, confraternizados entre família e amigos. Nada mais aconchegante do que poder apreciar um vinho enquanto um belo jantar é preparado ao som de jazz. Um churrasco aos domingos, com muito verde à nossa volta. Cada espaço deve ser idealizado assim, tendo em mente seu uso para o bem-viver e o compartilhar da presença dos amigos e da família.

Além da definição da forma de ocupação do espaço disponível, para morar bem não se pode prescindir de torná-lo acolhedor, agregando-se elementos que possam resultar no melhor aproveitamento da luz e ventilação natural, do saudável contraste entre as cores ou na incorporação do verde das plantas aos cômodos da residência.

A propósito do verde, a conscientização ecológica, alinhada aos sonhos e desejos de bem-estar das pessoas, tem levado à procura pela harmonia entre a funcionalidade dos espaços de habitação e o respeito à natureza. Morar bem, nessa nova conjuntura, é trazer à sua residência o contato, sempre prazeroso, com o natural. Podemos, e devemos, aproveitar as belezas da natureza em nossos espaços, sem agredi-la. No cumprimento desse objetivo, tenho procurado agregar, nos projetos que tenho realizado, materiais e elementos cuja matéria-prima provém da natureza e nos remete diretamente a ela.

Todos esses elementos não devem, contudo, ser agregados sem observância ao estilo de cada um. É preciso ser inteligente e racional para conseguir harmonizar os espaços com o estilo de vida, os sonhos e as aspirações das pessoas que os ocupam, de modo a fazê-las sentirem-se parte integrante dos ambientes em que vivem e nos quais possam desfrutar dos melhores momentos de descanso e lazer.

* Arquiteto e empresário
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de dezembro de 2015
04 de setembro de 2015

No Lugar Certo você encontra o que procura