Para impedir ação dos ladrões

Antes de viajar, é importante tomar algumas medidas de segurança para evitar que a casa ou apartamento sejam arrombados. Vale contar com colaboração de vizinhos ou parentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/12/2008 09:48
Capitão PM Gedir Rocha aconselha deixar telefones de contato com empregados, parentes e pessoas próximas - Emmanuel Pinheiro/EM/D.A Press Capitão PM Gedir Rocha aconselha deixar telefones de contato com empregados, parentes e pessoas próximas

Ao sair de férias, as pessoas que pretendem viajar devem ter alguns cuidados, que não se restringem somente a uma atenção redobrada ao fazer as malas ou a revisão preventiva do veículo. Quem não deseja encontrar a residência arrombada quando voltar, pode adotar algumas medidas de segurança. Isso ajuda a reduzir a estatística de 920 mil crimes violentos contra o patrimônio ao ano.

Se você tem um sistema de segurança, teste todos os equipamentos para verificar se estão em pleno funcionamento. Mas não esqueça de seguir os passos indicados pela empresa de monitoramento, para evitar alarmes falsos. Se detectar alguma falha no sistema ou tiver dúvidas, solicite um profissional da empresa responsável para checar ou realizar alguma manutenção.

Alías, segundo o diretor de comunicação da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, Oswaldo Oggiam, é fundamental informar à empresa de monitoramento por quanto tempo a casa estará vazia. "Muitas empresas ligam para o local quando o alarme toca. Se ela está informada de que não vai ter ninguém, já dispensa essa medida e parte para outras, como chamar a polícia", explica.

Entretanto, se empregados forem freqüentar a casa, devem ser orientados sobre o funcionamento do sistema de segurança (ativar e desativar alarmes) e ainda sobre eventuais atitudes que devem tomar em caso de ocorrência. É recomendável fazer um teste em conjunto, seguindo os procedimentos acordados com a empresa de monitoramento. Contate a central de monitoramento 24 horas para checar se sua ficha de providências está atualizada.

Outras providências podem ser postas em prática mesmo por quem não tem alarmes ou monitoramento. Peça a algum vizinho ou empregado para recolher as correspondências, jornais e revistas. O acúmulo indica que a casa está vazia. Caso tenha cachorro solto ao redor da casa, solicite a limpeza das fezes. O excesso é outro indicativo para os ladrões. Bem como a grama excessivamente alta. A falta de limpeza e manutenção é sinal de abandono. Se próximo a casa existem árvores e folhas amontoadas, a sujeira sugere ao ladrão que o imóvel está vazio.

Segundo o assessor de imprensa da Polícia Militar, capitão Gedir Rocha, deve-se fechar a entrada principal de água, já que existem casos de problemas na instalação elétrica que inundaram a casa e até apartamento, bem como não deixar restos de alimentos expostos, para não atrair bichos. É sempre bom deixar telefones de contato com empregados, parentes e pessoas próximas para ser avisado em caso de qualquer ocorrência. Caso more em condomínio (vertical ou horizontal), não deixe as chaves na portaria.

É importante tirar da tomada equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos, como forno de microondas, DVD e televisores. Além de evitar problemas como curto-circuito e descargas elétricas, economiza energia. Desligue o gás do fogão e aquecedores. Reforce a segurança com cadeados em janelas ou mesmo com pedaços de madeira no trilho por onde ela corre, evitando que possa ser aberta. Ao contrário do que muitos imaginam, não se deve deixar uma luz acesa ininterruptamente (noite e dia), pois isso indica que o imóvel está vazio.

Para Gedir, a integração entre a comunidade é uma excelente ferramenta de prevenção. "Quando existe cooperação entre os vizinhos, em que um cuida e zela pelo que é do outro, os resultados são evidentes. O número de assaltos e arrombamentos é menor. É um elo de autoproteção", afirma. Os interessados em montar essa rede devem procurar a Companhia da Polícia Militar mais próxima.

Ainda segundo ele, vale desconfiar de mudança de vizinho que não mencionou nada ou de pessoa desconhecida circulando na região. Com relação ao imóvel, ele orienta para não deixar na parte externa ferramentas, escada ou objetos que facilitem o arrombamento ou o acesso a determinados locais. Aconselha ainda dificultar a visibilidade interna da residência. "Muitas vezes, o arrombamento se dá por motivação momentânea, quando algo atrai o ladrão. Em caso de suspeita, basta ligar no 0800-300190".

COMO SE PREVENIR

Crie com os vizinhos o hábito de verificar se está tudo bem, por meio de contatos telefônicos ou outro procedimento similar.

Comunique sua ausência a vizinhos de confiança. Telefone para eles, periodicamente, para saber se está tudo bem.

Não deixe jóias ou dinheiro dentro de casa, mesmo que seja em cofre. Use o cofre de bancos.

Não deixe luzes acesas durante o dia; Só deixe a chave da residência com pessoas de confiança.

Evite pôr cadeados do lado externo do portão, o que poderá denunciar a saída dos moradores. Feche as portas e janelas com trincos e trancas. No caso de pessoas ou carros suspeitos nas imediações de sua residência ou vizinhança, acione imediatamente a PM.

Suspenda a entrega de jornais e peça para um vizinho recolher as correspondências.

Desligue a campainha.

Feche as portas e janelas com trincos e trancas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de dezembro de 2015
04 de setembro de 2015

No Lugar Certo você encontra o que procura