"Qual a melhor época para poda e quais as espécies mais adaptáveis ao inverno?"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/08/2010 10:29 Redação /Lugar Certo
Reprodução Internet - http://www.floresblog.com.br/
Marta Samapio - por e-mail

30 de agosto de 2010 - Embora as temperaturas durante o inverno brasileiro não sejam tão amenas, podas, regas e controle de pragas no período do frio são determinantes para a saúde e o vigor da planta nas estações seguintes. Nas estações que antecedem o inverno, o metabolismo das plantas é mais acelerado, sendo a época fria um período importante para as plantas recobrarem as forças para depois brotarem, florescerem e frutificarem. No frio, no entanto, apesar do repouso vegetativo, a perda de seiva é intensa, o que exige cuidados para que a planta resista a pragas, doenças em geral e à maior umidade de algumas regiões, em virtude das chuvas.

A estação é ideal para podas que permitam maior aeração e entrada de luz entre os galhos de árvores e roseiras. Galhos secos ou malformados também podem ser retirados na limpeza, sem prejuízo ao espécime. Para a execução do trabalho, é indispensável uma tesoura apropriada de poda, bem afiada, para não mascar os galhos e prejudicar a planta.

Outro cuidado se refere à parte que fica exposta após a poda. Os cortes dos galhos devem ser feitos na diagonal para evitar a umidade em excesso. As plantas ficam mais suscetíveis ao contato com bactérias e fungos nesse período, principalmente se a umidade do ar for alta. Por isso, recomenda-se que os galhos sejam protegidos por algum tipo de selante, comercializado em lojas especializadas.

Quanto às regas, é melhor fazê-las na parte da manhã. Isso porque, se for à tarde, pode fazer com que a planta retenha muita água, favorecendo o apodrecimento das raízes ou, dependendo da intensidade do frio, o congelamento. O sol alto, contrariamente, poderá queimar folhas e flores, o que vai requerer nova poda de limpeza. Invernos úmidos propiciam o aparecimento de fungos, bactérias e ácaros, o que pode ser combatido com inseticidas orgânicos. Por outro lado, para manter a umidade no caso de invernos secos, pode-se forrar a base da planta com cascas de árvore.

A melhor maneira de mediar a umidade do solo é sujar as mãos. Coloque os dedos na terra e sinta se o solo está úmido. Com a diminuição do tempo de sol diariamente, a necessidade de água nas regas diminui.

Entre as espécies mais adaptáveis ao inverno, que rendem flores ainda no clima frio, estão amor-perfeito, amarílis, begônia, orquídea, azaleia, petúnia e caliandra. Nesses casos, como a planta está em atividade, a poda não é recomendada. Bulbos plantados no inverno florescerão na primavera com vitalidade. Caso a intenção seja recolher as sementes das flores, espere que elas murchem para retirá-las.

O uso de fertilizantes orgânicos após a poda pode e deve ser continuado. E, no caso de haver aumento de caracóis e lesmas andando pelo jardim, uma dica é embeber pedaços de pano com cerveja e espalhá-los pelo jardim, para no outro dia descartá-los juntamente com os moluscos que se prenderam a eles.

Léo Mendes, especialista em arranjos florais, Giulliano Chinchio, gerente de Marketing da Bellota, empresa de ferramentas industriais

- Quer dicas de decoração ou reforma?
Este espaço é seu. Participe! Envie suas dúvidas para o e-mail
imoveis.em@uai.com.br ou continue visitando o Lugar Certo!
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de dezembro de 2015
04 de setembro de 2015

No Lugar Certo você encontra o que procura