Para cada ambiente, um tipo de lixeira; veja como escolher o modelo adequado

Por conta dos inúmeros resíduos descartados durante o dia em uma residência, cada cômodo requer uma lixeira própria

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Reprodução/Internet/amarelautilidades
Para cada tipo de lixo há uma imensa diversidade de lixeiras e, assim, uma infinidade de designs adequados a cada ambiente. Por conta dos inúmeros resíduos descartados durante o dia em uma residência, cada cômodo requer uma lixeira própria. Para banheiros e escritórios, por exemplo, são recomendadas lixeiras menores, evitando o acúmulo de sujeira e mau cheiro na parte interna da casa, ao passo que para cozinhas, o costume é utilizar lixeiras maiores.

Não somente o tamanho é importante, como também detalhes tais quais abertura por pedal ou tampa retrátil e acessórios como alça e balde removível.

Para manter a higiene, evitando contato direto com o objeto que, na maioria das vezes contém germes e bactérias, já existem lixeiras que detectam o movimento e abrem a tampa de forma automática, com diversos materiais e formatos.

Tipos de lixeira para cada ambiente

Nos banheiros, o mais adequado é utilizar a lixeira com pedal, pois evita o contato manual. Para pias de cozinhas, os modelos tipo "capacete", com tampas vai-e-vem e basculante, são indicados.

Para determinar a capacidade da lixeira ideal, deve-se verificar a relação com a quantidade de lixo gerado. Para escritórios, por exemplo, a lixeira deve ser esvaziada, no máximo, uma vez ao dia. Para quartos e outros cômodos, deve-se esvaziar a lixeira uma vez a cada dois dias.

Materiais

As lixeiras de plástico são as mais comuns e com preços mais acessíveis. Ao passo que as em inox são mais sofisticadas e com custos mais altos.

Existem também as fabricadas em fibra, porcelana, polietileno, ferro, etc. As de polietileno estão em alta por sua maior durabilidade, flexibilidade, por permitirem serem deixadas ao sol e por sua limpeza simples.

Limpeza

É importante jamais deixar a lixeira molhada, pois isso poderá ocasionar mau cheiro. Para realizar a limpeza, bastam água quente, álcool e sabão. Para os modelos em inox, é recomendado utilizar removedor a cada dez dias para deixá-la mais brilhante e bonita.

Para manter um padrão de beleza, é interessante que a lixeira esteja em harmonia com os outros móveis, no que diz respeito a formato, cor e material.

Fonte: Leroy Merlin

Tags: ambiente

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de dezembro de 2015
04 de setembro de 2015

No Lugar Certo você encontra o que procura