Artista cria inusitado escorregador para ser meio de transporte na Inglaterra

Toboágua promete encurtar o caminho e fazer o percurso pura diversão na principal rua de Bristol

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/04/2014 08:59 / atualizado em 02/04/2014 12:03 Joana Gontijo /Lugar Certo
Luke Jerram/Divulgação
Já pensou em andar pela cidade deslizando por aí? A ideia parece maluca, mas na Inglaterra um artista propõe que um toboágua seja o novo meio de locomoção em uma movimentada rua. A mirabolante invenção saiu da mente criativa de Luke Jerram, que incluiu o projeto em um site de financiamento coletivo, e com a campanha quer arrecadar mais de R$ 20 mil para colocar, ladeira abaixo na Park Street, em Bristol, este escorregador gigante.

Íngreme, a principal via da cidade parece perfeita para a intervenção arquitetônica que Luke pretende inaugurar no dia 4 de maio. Ali está um centro comercial e de lazer, com diferentes tipos de empreendimentos pelo percurso. A intenção é, fazendo o caminho mais curto e divertido, pensar sobre a conexão das pessoas com o local onde vivem, principalmente quando o assunto é como o melhor aproveitamento do espaço público pode transformar os ambientes urbanos.

Batizado de Park and Slide, o escorregador de 90 metros já foi testado em outubro de 2013, e tem apoio da Câmara Municipal de Bristol. Aproveitando a iniciativa da prefeitura de impedir o tráfego de carros em alguns locais do Centro aos domingos, nos meses de verão, o artista quer que o toboágua tome conta da rua nestes dias, modificando a paisagem corriqueira. "O conceito surgiu meio que inspirado pela onda de calor no último verão. Eu tenho um escritório na Park Street, e isso me fez pensar no ano passado", declarou à reportagem do Bristol Post.

Jerram precisa que as doações alcancem R$ 21.116 (£ 5.621) - a pouco mais de quatro semanas para a data estipulada, o montante obtido até agora está em cerca de 90% do total. Todo dinheiro será usado para a construção da estrutura, que contará inclusive com barreiras de segurança - o autor garante que não terá nenhum lucro com o projeto. "Meu único interesse é pensar sobre a nossa cidade de uma maneira diferente, experimentá-la de forma completamente nova. Se você pensar bem, podemos colocar escorregadores por toda Bristol conectando os bairros. Esta é uma ideia sobre a transformação dos espaços urbanos. Trata-se de recuperar a cidade e considerá-la uma tela em branco, pronta para ser usada para um pouco de diversão", disse ao jornal local.

Em 2009, Luke, de 39 anos, chegou a espalhar pianos pela cidade em um trabalho de arte interativa que rodou várias regiões pelo mundo, já demonstrando sua preocupação acerca da interseção homem/espaço. Feito de revestimento plástico com água corrente com sabão, o inusitado escorregador promete ser um sucesso entre os moradores de Bristol. "Aqui é um bom lugar para testar essas coisas. Para fazer algo assim em Londres, por exemplo, seria impossível. Bristol tem senso de humor e, como um lugar criativo, é perfeito", declarou o artista. Quem quiser colaborar com o trabalho, deve acessar o canal Spacehive, destinado para recolher as contribuições. Já são quase R$ 17 mil (£ 4.423) recebidos.

Tags: inglaterra

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Andrea - 02 de Abril às 13:36
Gente vamos trazer essa ideia aqui para BH, melhor que esse BRT engana bobo.

Últimas Notícias

ver todas
16 de agosto de 2018
14 de agosto de 2018