Especial DMAIS Design BH 2015 - Capital é polo nato de economia criativa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/09/2015 00:08 / atualizado em 11/09/2015 14:11 Ludymilla Sá /Estado de Minas
Para Bárbara Meireles, do Estúdio Cultivado em Casa, o festival movimenta setores repletos de gente boa e criativa - Para Bárbara Meireles, do Estúdio Cultivado em Casa, o festival movimenta setores repletos de gente boa e criativa

Da moda à gastronomia, Belo Horizonte é um polo nato de economia criativa. Com o design, não é diferente. As pessoas precisam apenas se conhecer. E nada melhor que um festival como o DMAIS Design para promover esse encontro da criatividade com a produtividade. Pelo menos é o que afirma a designer de produtos Bárbara Meireles, do Estúdio Cultivado em Casa.

Com um estúdio recém-lançado na capital, Bárbara afirma que a cidade nunca viveu uma cena criativa tão importante como nos últimos anos. “Resolvemos abrir um estúdio porque não víamos um mercado de design de produto na cidade e até mesmo no país. Tínhamos uma maneira muito autoral de trabalhar e sentíamos falta de alguma coisa para poder demonstrar isso. As coisas aconteciam muito no eixo Rio-São Paulo. Hoje, a falta é menos latente. O cenário tem mudado com força, há uma aglomeração de pessoas, de ideias e objetivos e um deles está voltado para ter BH como uma cidade que consegue se manter criativamente.”

Segundo Bárbara, nos últimos anos, o Cultivado em Casa tem observado e feito parte de um novo cenário em BH. “É um cenário interessante porque ainda é uma criança, está crescendo de maneira em que há muita gente envolvida querendo as mesmas coisas.”
Para ela, participar do DMAIS Design e tê-lo como plataforma é importante porque o festival movimenta setores repletos de gente boa e criativa. “Ele faz com que as pessoas saiam da toca, que elas façam o que bem querem com suas habilidades. Vem para aproximar o consumidor, o lojista, as grandes empresas e a indústria, mas também é muito forte para o Cultivado em Casa, porque a gente consegue ver quem está no mesmo barco que a gente. BH tem muitas pessoas com boas ideias e bons trabalhos. Elas só precisam se conhecer porque sozinho ninguém anda.”

O designer gráfico Sillas Maciel pensa da mesma forma. “O DMAIS é um evento que tem ganhado força e só agrega por proporcionar o encontro de formas de pensar diferentes. É um ótimo canal de propagação de informação e uma ferramenta para fazer com que o pensamento criativo seja propagado.”

A realização da Feira Rosenbaum reforça a argumentação de Maciel. A proposta da feira é valorizar e incentivar uma relação direta entre criador e consumidor. “São talentos sem lojas próprias e novos artesãos, todos com processos de produção associados à liberdade de criação, tudo muito autoral e especial”, afirma a curadora e fashion designer Cristiane Rosenbaum.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de outubro de 2018
14 de outubro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura