Reforma on-line

Plataforma de arquitetura oferece multisserviços on-line para reformar o imóvel

Sistema inclui diversas funcionalidades para quem planeja mudar a casa sem gastar muito

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/10/2017 17:59 Jessica Almeida /Estado de Minas
Reprodução/Internet/madamarcenaria

Nos últimos cinco anos, houve crescimento de 47% no total de trabalhos realizados por arquitetos e urbanistas de acordo com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU). Outro dado levantado aponta que projetos de arquitetura de interiores correspondem a apenas 5,35% dos 53% referente a projetos. Ou seja, apenas 5,35% do público utiliza o profissional da forma correta, com a emissão do RRT (Registro de Responsabilidade Técnica). O CAU comprovou a prática da solução doméstica não como uma exceção, mas como regra, já que 85% dos brasileiros ainda reformam sem suporte de projeto técnico.

Se um projeto de interiores for bem planejado é possível abater os custos de execução da obra, impedindo ainda problemas com fornecedores ou retrabalhos. Mas casos de pessoas que não contrataram mão de obra profissional e se arrependeram são inúmeros. Muitos vão por esse caminho geralmente em razão dos valores praticados no mercado.

Com alternativas atualmente disponíveis, o cenário pode mudar. A ArkDek, por exemplo, é uma plataforma de arquitetura que oferece multisserviços on-line para quem planeja reformar o imóvel.

NOVO OLHAR

Os arquitetos Fernanda Castilho, Ivan Cassola e Rafael Haiashida, idealizadores da ArkDek, aproveitaram o poder da tecnologia em ampliar as possibilidades de negócios e desenvolveram a conexão entre interessados em reformar e designers e arquitetos. O primeiro passo é identificar e escolher qual é o estilo de decoração preferido para o projeto e, para isso, o site tem um teste e guia de estilo.

“A plataforma veio para tornar os serviços arquitetônicos mais econômicos para os brasileiros, com um valor mais acessível, mas com projetos técnicos customizados, rápidos e de qualidade. A proposta é auxiliar e evitar problemas como não ter as medidas corretas, erros de cálculo de materiais ou gastar o dobro do planejado por falta de suporte técnico” esclarece um dos sócios, Ivan Cassola.

Ilustração/EM
A plataforma possibilita adquirir projetos técnicos on-line no valor de R$ 400 por ambiente, além do ganho de descontos entre 5% e 15% ao escolher mais ambientes. Basta definir o número de ambientes e automaticamente será definido o custo do projeto. O arquiteto nesse caso não vai ao local da obra, nem acompanha diretamente a execução, porque tudo é feito on-line. “Um projeto que exigiria pelo menos uns 45 dias de trabalho na técnica tradicional, na verdade leva 25 dias no sistema ArkDek”, promete.

Após a compra do projeto, o cliente receberá um formulário detalhado para preencher com o máximo de informações possível. Poderá anexar fotos dos ambientes, imagens de referências, e demais arquivos que achar necessários. Quanto mais informações conseguir passar melhor ficará o seu projeto. Posteriormente, o cliente tem a chance de falar sobre seu projeto diretamente com o arquiteto de sua escolha, realizando uma reunião on-line. Na sequência, receberá uma planta-conceito com imagens de referências para verificar se o conceito do projeto está de acordo com os seus desejos e necessidades. Apenas com a sua aprovação o arquiteto avançará para os desenhos técnicos do seu projeto.

No final do processo, é entregue um guia completo para execução da obra. Nele constam informações como a lista com a quantidade e tipos de materiais, imagens de referência, indicações de localização e medida dos mobiliários, tipos de pisos e revestimentos, planta de demolição, pontos de hidráulica e elétrica, entre vários outros detalhes técnicos fundamentais para o resultado da reforma ser bem-sucedido.

“Ninguém quer desperdiçar tempo e dinheiro, e para atender à demanda de um mercado cada vez mais dinâmico, precisávamos criar uma solução que aliasse modernidade no atendimento, velocidade, informação e preço”, ressalta Cassola.

* Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
17 de junho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura