Mercado promissor

Setor imobiliário em Belo Horizonte volta a vislumbrar boas oportunidades

A retomada econômica e o aumento gradativo no número de vendas de imóveis melhoram o cenário no segmento. Empresa aposta no atendimento personalizado para conquistar o cliente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

O mercado imobiliário está sempre se readaptando a diversos condicionantes políticos e econômicos no decorrer dos períodos históricos no país. Para um resultado efetivo e a permanência nesse mercado cíclico, os negócios buscam cada vez mais se consolidar nesse setor competitivo e arriscado. Um serviço pautado na ética, no profissionalismo e no atendimento personalizado para cada cliente é fator que garante uma identidade ao negócio.

O diretor da RB Imóveis, Reinaldo Altimiras Nogueira Branco, enxerga este mercado muito promissor, já que Belo Horizonte tem uma grande demanda reprimida. “O mercado na cidade tem muito o que crescer e já é possível perceber o primeiro sinal de melhora. Ainda se apresenta tímido, mas crescente”, comenta.

A instabilidade da economia adiou, para muitas pessoas, o sonho da compra de seu imóvel. Em Belo Horizonte, a situação não foi diferente. Porém, com a redução das taxas de juros, a cidade tem reaproximado investidores do setor imobiliário. “Essa demanda reprimida está começando a aquecer com ofertas de créditos e a queda dos juros. É possível perceber, embora ainda lentamente, os investidores se movimentando e voltando a migrar para o mercado mineiro”, conta Reinaldo Branco. “Nós percebemos neste início de ano, principalmente, uma busca maior pelas locações residenciais. É nítido que esse foi o perfil que mais fechamos”, afirma.

Com a retomada econômica e o aumento significativo no número de vendas de imóveis, as atividades do mercado imobiliário devem ganhar um impulso nos próximos meses. “É inegável que todo o mercado brasileiro, em geral, está passando por uma depuração política e econômica muito profunda. Daqui pra frente, as empresas que trabalham com ética vão sair na frente. As pessoas estão passando a valorizar as empresas que trabalham com competência e transparência. E com o andar do mercado, vai haver uma valorização natural desse processo”, analisa o diretor da RB Imóveis.

HISTÓRIA

Com foco no atendimento personalizado em compra, venda, locação e consultoria imobiliária, a RB Imóveis apresenta uma carteira de clientes crescente. “Nossa carteira vem se ampliando, com um sistema de autocaptação. Nossos próprios clientes nos indicam. Há muitos clientes que só compram ou investem em um imóvel com a nossa consultoria. E isso mostra nossa referência no mercado”, comenta.

“São 58 anos de mercado, desde que meu avô, J. Nogueira Branco, fundou o Consórcio Mineiro de Administração (CMA) com o meu pai, Roberto, e meus tios Laércio e Edrise. Desde sempre, eu ia para o escritório com meu pai e fui me envolvendo com os negócios da família. Depois que me formei e concluí dois mestrados nos Estados Unidos, comecei a fazer parte da CMA e adquirindo experiência nesse mercado”, conta Reinaldo Branco.

"As pessoas estão passando a valorizar as empresas que trabalham com competência e transparência. E com o andar do mercado, vai haver uma valorização natural desse processo" - Reinaldo Branco, diretor da RB Imóveis
A RB Imóveis surgiu em 1990, porém, Reinaldo Branco continuou na sociedade familiar. “Duas marcas juntas, pautadas pelo profissionalismo e qualidade.” Com o falecimento dos avós, em 1996, a CMA acabou se incorporando à RB. “Os clientes que vieram do CMA continuam até hoje. E isso traduz o comportamento profissional e ético da empresa, ao longo de todos esses anos. Eles notam esses valores que são intrínsecos nessa construção familiar”, pontua.

O diretor da RB conta que nesses últimos 50 anos o mercado imobiliário em Minas sofreu inúmeras alterações e se lembra de dois marcos muito grandes nessa história “Dois fatores impactaram muito o mercado nos últimos 30 anos. O primeiro foi o plano real, que trouxe uma estabilidade e proporcionou uma percepção mais real dos valores de mercado. Já que na época da inflação o valor da moeda se depreciava a cada dia. Com essa estabilização, os valores de venda e principalmente aluguel passaram a trazer um retorno mais fixo. Um outro impacto foi a expansão do crédito imobiliário entre 2005 e 2006, que propiciou, a nível geral, uma época de muitas construções”, lembra.

EXPECTATIVAS

Para a RB Imóveis, o mercado imobiliário está em um ano, literalmente, decisivo com as eleições. À medida que o ano for avançando, começa o ‘timing’ da elhora com mais rigor. A expectativa é que à medida que a situação política for definida existe uma expectativa de melhora. “É impossível você falar de melhora imobiliária, construção civil ou outro setor sem separar do quadro político atual. Toda a sociedade está com essa expectativa, de que um país do futuro se torne um país do presente e que as mudanças aconteçam.

Naturalmente, o mercado imobiliário se encontra reprimido em meio à situação política e econômica. Porém, evidentemente, estamos um degrau a cima do que o ano passado”, ressalta.

RAIO-X

>> Nome da empresa: RB Imóveis
>> Diretor: Reinaldo Altimiras Nogueira Branco
>> Endereço: Av. do Contorno, 8.000 - loja 3 - Bairro Santo Agostinho
>> Site: www.rbimoveis.com.br
>> Tempo de mercado: 58 anos 
>> Número de funcionários: 20
>> Carteira de clientes: classes A e B
>> Perfil de locação: comercial e residencial
>> Nicho: todas as regiões, principalmente a Centro-Sul

* Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
19 de julho de 2018
15 de julho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura