Beleza ecológica

Cervejaria explora a sustentabilidade, feita completamente com material reaproveitado

Obra no Japão leva os princípios da reciclagem a sério, sem esquecer o design, para chegar a um efeito super interessante

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/04/2018 14:19 / atualizado em 11/04/2018 14:23 Joana Gontijo /Lugar Certo
Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação

Quando o assunto é tratamento de lixo, o Japão é o melhor modelo para o mundo. No país, a questão não é uma preocupação da prefeitura ou do estado. Muito antes, um problema de cada cidadão. São inúmeros exemplos de cidades que se destacam pelo trabalho inteligente em relação ao que é descartado. Neste contexto, Kamikatsu, em Tokushima, já é considerada referência internacional em reutilização de resíduos. O município recicla ou composta 80% do lixo gerado, e o objetivo é acabar completamente com os detritos nos próximos dois anos. É daí, como não poderia ser diferente, que surgiu a inovadora ideia de um pub/cervejaria sustentável.

Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação

Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação

Multifuncional e espaço para encontro, a Kamikatz Public House integra as vestes de um bar com venda de suprimentos para o lar e alimentos. Buscando a sugestão de ser uma "casa pública" (como demonstra o significado do termo "pub"), os autores do projeto procuram seguir, através da arquitetura, os princípios da comunidade com a experiência com a qual encara o tema do desperdício.

Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação

A construção foi inteiramente erguida com materiais e móveis reaproveitados. Garrafas de vidro são aplicadas como um belo lustre personalizado, janelas antigas foram recicladas e as paredes revestidas com jornal velho reformulado para ser como papel de parede. Utilizados como pavimentos, os azulejos especificados vieram de uma fábrica abandonada. Na parte externa, o prédio recebeu resíduos de cedro e foi pintado com tinta natural à base de tanino.

Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação

Logo ao adentrar o lugar, a criatividade salta aos olhos. Os elementos presentes (a maioria oriunda de centro de reciclagem) foram trabalhados de forma completamente inventiva, dando asas à imaginação para alcançar um efeito para lá de interessante. "Na premissa de que uma mudança de paradigma de produção e venda é essencial para conseguir zero desperdício, um setor privado inspirado nos princípios desta cidade lançou este projeto", afirma o escritório de arquitetura Hiroshi Hakamura & NAP, responsável pela obra.

Hiroshi Hakamura & NAP/Divulgação
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
20 de novembro de 2018
19 de novembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura