Responsabilidade social

Construção civil adota práticas para melhorar as condições de trabalho dos funcionários

Empresas também realizam ações voltadas para a prevenção de acidentes e a promoção de saúde extensiva aos familiares

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Kleber Sales/CB/D.A Press

A promoção de benefícios e ações de saúde e segurança contribuem para a melhoria na qualidade de vida dos trabalhadores e seus familiares e devem fazer parte do diferencial de qualquer empresa. Práticas sociais direcionadas aos funcionários podem transformar sua vida por meio de melhorias em suas condições de trabalho, na prevenção de acidentes e na promoção da saúde. Atento a essa necessidade e importância, o setor da construção civil tem investido cada vez mais em ações para promover o bem-estar dos profissionais que atuam no setor.

O Serviço Social da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Seconci-MG) é uma referência no exercício da responsabilidade social empresarial e promove ações sociais, de saúde e segurança do trabalho para colaboradores e seus familiares. “Praticar e exercer a responsabilidade social é uma ação que busca valorizar a mão de obra. É uma prática que ajuda no desenvolvimento e no aperfeiçoamento do potencial dos funcionários, já que ações de promoção de saúde, bem-estar e segurança de trabalho impactam diretamente a vida dos empregados. A construção civil avança nas questões sociais”, destaca Sylvia Helena Costa, supervisora do Departamento de Serviço Social do Seconci-MG.

Ao tratar da saúde e bem-estar do operário e dos dependentes, o empresário favorece o aumento da produtividade e da qualidade nos serviços de sua empresa. Porém, a supervisora do Departamento de Serviço Social aponta que mais que produtividade, essas ações fortalecem a cidadania. “Essas ações têm um desempenho importante na produtividade e evolução, mas, antes de tudo, a cidadania é valorizada e reconhecida. E está presente e se envolve nas ações e atividades realizadas dentro do ambiente de trabalho”, aponta.

Sylvia Helena Costa afirma que a família tem um papel fundamental nessa relação mútua entre funcionários e empresa na construção. “É importante que a família seja contemplada nessas ações. Com a família amparada, o funcionário trabalha mais tranquilo”, comenta.

As ações oferecidas pelo Seconci-MG são direcionadas para cada necessidade. A entidade oferece palestras de temas variados, como prevenção de doenças e dicas de segurança no trabalho. As palestras são feitas nos próprios canteiros de obras ou em salas e auditórios. “Esse trabalho de sensibilização faz a diferença nas empresas e é um tratamento importante”, afirma Sylvia Helena.

GESTÃO

A Construtora Patrimar é uma das empresas que incentivam ações que visam melhorar o ambiente de trabalho dos seus funcionários para que sejam transmitidos assuntos de maior relevância e atividades que possam ajudar a eliminar ou minimizar acidentes ou doenças acometidas no trabalho. “Promovemos diversos programas, como ginástica laboral em todos os canteiros de obras, duas vezes por semana, a partir do horário de trabalho. Na área da educação, é feito um questionário para ver o nível de alfabetização e, a partir daí, encaminhamos o empregado para projetos de ensino e se ele precisar de passagem, alimentação ou sair mais cedo, a Patrimar auxilia o funcionário”, como conta Darci Viera, engenheiro de segurança da construtora.

Além de ações como palestras e oficinas, muitas empresas optam por um atendimento ocupacional. “Quando um empregado apresenta algum problema no exame admissional, fazemos um acompanhamento com ele com o médico ocupacional. Além de palestras, fazemos acompanhamento de vacinação e promovemos, durante o ano, ações de conscientização. Caso o funcionário informe que alguém da família precisa de um atendimento médico e não está conseguindo, procuramos os nossos parceiros para que possam auxiliá-lo e à sua família”, ressalta Darci Vieira.

RESULTADOS

O engenheiro responsável pela segurança do Grupo EPO, Leandro Campos, analisa que funcionários motivados e inspirados são importantes para uma equipe produtiva e eficiente. Esse tipo de incentivo e ações de responsabilidade social podem ser simples e, ainda assim, promover resultados de extrema eficiência.“Realizamos treinamentos antes de tudo e fazemos também treinamentos de reciclagem, quando é necessário. E percebemos resultados efetivos nessa capacitação. O resultado é nítido”, comenta.

Uma prática adotada pelo Grupo EPO são diálogos diários como ferramenta de socialização. “Nós nos preocupamos em saber o que está acontecendo com nossos funcionários. Nós nos reunimos e conversamos sobre propostas de trabalhos, sugestões, reclamações. É um importante instrumento de socialização que adotamos”, destaca Leandro Campos.

Em parceria com o Seconci-MG, o Grupo EPO realiza diversas ações em benefício de seus colaboradores. Um exemplo é a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, na qual a construtora aborda temas que vão além da segurança do trabalho. Há orientações sobre temas como doenças sexualmente transmissíveis (DST/Aids) e a saúde da próstata. Por meio de apresentações visuais, mostra aos trabalhadores as diversas formas de contágio das DSTs e como se prevenir.

Ações e oficinas artísticas também têm seu espaço e se estendem para os familiares. “Há funcionários que nunca tiveram a oportunidade de assistir ao circo ou a uma peça de teatro, e com essas ações essas pessoas puderam desfrutar de um lazer que nunca tiveram”, finaliza o engenheiro.

* Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram

Tags: trabalho saúde responsabilidade construção

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
17 de junho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura