Por dentro do mercado

Fique sabendo o que rola no meio imobiliário em Minas e no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/06/2018 07:00 Estado de Minas
DIRECIONAL
Residencial com 17 torres em Contagem

Direcional Engenharia/Divulgação

Depois do sucesso de vendas da primeira fase do residencial Viva Vida Progresso, a Direcional Engenharia anuncia o lançamento da segunda fase do empreendimento, que será construído em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O Viva Vida Liberdade também se enquadra na Faixa 1,5 do programa Minha casa, minha vida, que atende famílias com renda bruta limitada a R$ 2,6 mil. O empreendimento oferece subsídios do governo federal de até R$ 36.950, sendo R$ 91.055 por meio de financiamento da Caixa Econômica Federal, com a menor taxa de juros do mercado (a partir de 4,5% ao ano). O comprador pode utilizar, ainda, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para reduzir o saldo devedor e diminuir o valor da prestação. “Tantos benefícios permitem aos clientes adquirir o imóvel próprio sem a necessidade de pagar um valor de entrada”, destaca o gerente comercial da Direcional, Júnior Bosco. O residencial será erguido na Rua Baru, 45, no Bairro Conquista Veredas, e ocupará área de 14.464,49 metros quadrados (m²). Terá 17 torres, divididas em quatro pavimentos, e um total de 272 apartamentos (43,70m² cada um) de dois quartos, banho social, circulação, sala de estar/jantar, cozinha e área de serviço, com preços a partir de R$ 128 mil. A previsão de entrega é para maio de 2020. “O projeto Viva Vida inova o mercado do Minha casa, minha vida ao oferecer oportunidade para as famílias de Contagem sair do aluguel e comprarem imóvel próprio, com excelente infraestrutura e lazer, por um preço que cabe no bolso. A primeira fase do residencial foi muito bem recebida, com 100% das unidades comercializadas. O empreendimento superou nossas expectativas e mostrou que o mercado segue aquecido e que as estratégias para a retomada da economia estão dando resultados”, avalia Júnior Bosco. O gerente destaca que as expectativas para o Viva Vida Liberdade são as melhores. “A demanda por bons produtos como esse é latente. Afinal, garante ao cliente compra segura, já que ele pode ter a certeza de adquirir um imóvel de qualidade, com preço justo. Além disso, a faixa 1,5 atende a um público que ainda não se beneficiava do programa do governo. A renda mensal dessas famílias não se enquadrava na faixa 1 (até 3 salários) por ser superior e, ao mesmo tempo, menor que o necessário para a faixa 2. Com o faixa 1,5, criou-se um mercado de oportunidades, que vai facilitar a compra da casa própria para milhares de brasileiros”, pontua.

MRV
Empreendedor do ano

MRV Engenharia/Divulgação

O empresário Rubens Menin, fundador e presidente do Conselho de Administração da MRV Engenharia, construtora da América Latina, foi eleito empreendedor do ano no EY World Entrepreneur Of The Year. O evento ocorreu em Monte Carlo, no Principado de Mônaco, entre os dias 13 e 17 deste mês, e reuniu os 46 empreendedores selecionados nos diferentes países em que a premiação foi realizada. A escolha de Rubens Menin foi feita por um grupo independente de jurados de todo o mundo. Entre os critérios analisados estão o espírito empreendedor, desempenho financeiro, direcionamento estratégico, inovação, impacto global, integridade pessoal e influência. Esses diferenciais sustentam a liderança e o empreendedorismo do empresário vitorioso. Rubens Menin foi o primeiro sul-americano a conquistar esse prêmio desde que ele foi criado. Para Menin, a conquista do prêmio de empreendedor do ano deve ser atribuída a dois fatores: ao time diferenciado que construiu a MRV, com muita dedicação e comprometimento; e ao propósito da empresa de transformar o mundo e a vida das pessoas.

AP PONTO
Condomínio sustentável em Santa Luzia

A construtora AP Ponto entregou, recentemente mais um empreendimento aos moradores. O Ponto Acácia faz parte do programa Minha casa, minha vida e está situado no Bairro Granjas Pousadas Del Rey. O condomínio tem 90 apartamentos de um e dois quartos, com opções para pessoas com deficiência. Os moradores poderão contar ainda com área de lazer completa, com espaço fitness, espaço gourmet com churrasqueira e playground. Com o intuito de incentivar a convivência e a economia sustentável, o Ponto Acácia é o primeiro empreendimento escolhido pela construtora para receber projeto-piloto para a geração de energia fotovoltaica, que consiste na instalação de placas de captação de energia solar para consumo próprio. A expectativa é de registrar resultados favoráveis com a iniciativa e, com isso, replicar o modelo em outros empreendimentos da AP Ponto.

SINDUSCON-MG
Lançamentos e vendas em alta

Lucia Sebe-CeconMG/Divulgação

Os resultados do mercado imobiliário para as cidades de Belo Horizonte e Nova Lima foram mais animadores nos primeiros três meses do ano, de acordo com o Censo Imobiliário, estudo realizado pela Bureau de Inteligência Corporativa (Brain) e divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). No 1º trimestre, foram lançadas 570 unidades residenciais, o maior número dos últimos seis trimestres. Para entender a importância desse dado, basta considerar que os lançamentos ocorridos nos primeiros três meses de 2018 foram superiores ao primeiro e ao segundo semestres do ano passado. As vendas também se destacaram. Foram comercializados 549 apartamentos novos no período de janeiro a março, o maior número dos últimos três trimestres. Deve-se destacar que o ano se iniciou sob a perspectiva de maior crescimento e consolidação do processo de recuperação da economia brasileira, com as projeções sinalizando incremento de 2,9% a 3% no PIB, inflação em patamares abaixo do centro da meta e taxa de juros em queda. Entretanto, o segundo trimestre está sendo mais conturbado, com destaque para a greve dos caminhoneiros e seus reflexos, instabilidades e incertezas no cenário político e no mercado de câmbio, o que contribuiu para reduzir as estimativas de alta do PIB, que atualmente se encontram abaixo de 2%. “O destaque do primeiro trimestre de 2018, em qualquer base de comparação, foi o retorno dos lançamentos imobiliários. Entretanto, com a instabilidade do segundo trimestre no cenário político, no mercado de câmbio e na greve dos caminhoneiros que paralisou o país, aprofundando as incertezas e a instabilidade, ainda é cedo para afirmar que o incremento dos lançamentos se consolidará nos próximos meses”, afirma o vice-presidente da Área Imobiliária do Sinduscon-MG, José Francisco Cançado. O dirigente ainda faz ressalvas sobre a possível aprovação do novo Plano Diretor de Belo Horizonte e o impacto que ele pode causar ao desenvolvimento da construção e à geração de empregos no setor. “Questões como o coeficiente de aproveitamento (CA) dos terrenos, afastamento, altimetria, permeabilidade, cálculo das contrapartidas, custo do potencial adicional de construção e vagas de garagem precisam ser melhor debatidos entre o poder público, o setor privado e a sociedade civil, na busca de propostas que sejam viáveis para todos os envolvidos”, finaliza.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
13 de dezembro de 2018
06 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura