Saiba optar

Especialista destaca vantagens de alugar um imóvel

Locação reúne pontos positivos principalmente para jovens, pessoas que precisam de uma mobilidade maior em função do trabalho ou mesmo para um investimento futuro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/07/2018 13:00 / atualizado em 14/07/2018 13:20 Augusto Pio /Estado de Minas
Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

É possível economizar pagando aluguel? Para Luiz Carlos Henrique, superintendente de Riscos Financeiros e Capitalização da Porto Seguro Fiança, sim. O executivo garante que é possível ter vantagens financeiras locando uma residência e guardando recurso para um investimento maior no futuro. “É necessário desmistificar que o aluguel é jogar dinheiro fora, já que a locação mensal pode custar menos da metade de uma parcela de financiamento e pode ser benéfico para muitas pessoas. Essa opção vem ganhando espaço nos últimos anos. Embora seja visto como um vilão, optar pelo aluguel pode ser mais vantajoso em muitos casos”, afirma o executivo.

Luiz Carlos Henrique, superintendente de Riscos Financeiros e Capitalização da Porto Seguro Fiança, diz que opção por locação vem ganhando espaço nos últimos anos  - Fernando Martinho/Divulgação Luiz Carlos Henrique, superintendente de Riscos Financeiros e Capitalização da Porto Seguro Fiança, diz que opção por locação vem ganhando espaço nos últimos anos

Segundo Luiz Carlos, o aluguel é a opção ideal para quem busca um imóvel a curto prazo e quer ter flexibilidade de mudar de endereço por conta de emprego ou escola de filhos.

Ele lista abaixo alguns dos pontos que se acredita ser importantes para economizar dinheiro pagando aluguel:

» Limite de até 30% da renda para gastar com aluguel:

“Antes de se tornar um inquilino, é necessário fazer alguns cálculos. O ideal é que o locador gaste no máximo 30% do orçamento com aluguel. Nesse gasto deve estar contemplado condomínio e IPTU.”

» Menos entraves e possibilidade de aplicar o dinheiro:

“O aluguel é uma boa opção para quem busca evitar alguns entraves na hora de adquirir um imóvel. Diferente de quem vai comprar uma residência, que são necessários o valor da entrada para um financiamento, calcular taxas de juros e um longo prazo de financiamento, o aluguel evita essa dor de cabeça e proporciona, inclusive, a possibilidade de o inquilino aplicar o dinheiro da compra do imóvel para obter rentabilização e liquidez.”

» Imóveis mais antigos:

“Imóveis recém-lançados, normalmente, são mais caros. O ideal para quem procura economizar é procurar por construções mais antigas.”

» Dividir aluguel:

“Se o inquilino mora sozinho em um imóvel e não vê problemas de dividir o espaço com outra pessoa, o custo do aluguel pode cair pela metade e influenciar diretamente na economia da renda.”

» Adequar o tamanho do imóvel ao momento da vida:

“É necessário entender o momento de sua vida e adequar o tamanho do seu imóvel a ele. O aluguel é o ideal para quem busca um imóvel a curto prazo, mais barato e flexível. Jovens solteiros, por exemplo, geralmente procuram por imóveis menores. Futuramente, se tiverem uma família, é provável que procurem por uma casa maior, com mais espaço. O aluguel garante essa possibilidade e se adapta de acordo com a necessidade de cada pessoa e em diferentes momentos de sua vida.”

FLEXIBILIDADE

Luiz Henrique ressalta que se o inquilino colocar em prática as dicas acima e se planejar com as contas adicionais, poderá conseguir, no fim do mês, aplicar o dinheiro em uma poupança ou investir da melhor maneira que preferir. “Outro ponto é a flexibilidade de mudança em caso de troca de emprego, evitando gastos elevados de transporte, além do tempo de locomoção”, diz.

“Às vezes, na ansiedade de adquirir o imóvel próprio, o cliente acaba financiando e pagando três, quatro vezes o valor deste. Uma alternativa seria alugar um apartamento por um valor mais em conta e investir parte do dinheiro em uma poupança. Após conseguir juntar boa parte do dinheiro do imóvel, o sonho da casa própria se torna mais próximo e não gera tantas dívidas. Atualmente, para muitos, principalmente os mais jovens, o sonho da casa própria não existe e vale mais a pena alugar, não só pelo retorno financeiro, mas também pela flexibilidade e mobilidade que um imóvel alugado oferece, pois hoje é comum transitar por vários empregos e endereços durante a vida profissional”, explica Luiz Henrique.

Ele ressalta que muitas pessoas utilizam o aluguel para poupar dinheiro para comprar a casa própria. No entanto, isso pode variar de acordo com o objetivo de cada pessoa. “Essa é uma das formas de utilizar o aluguel de forma benéfica. Geralmente, o valor do aluguel é inferior a uma prestação de uma casa. Em alguns casos, quando o inquilino gasta no máximo 30% do orçamento com aluguel - contemplando condomínio e IPTU - a locação pode ser benéfica.”

O executivo reforça que a ideia de que, além do ganho financeiro, existe o ganho qualitativo na locação, pois o aluguel possibilita a adequação do tamanho do imóvel de acordo com o tamanho da família e a localização adequada, permitindo redução de custos com transporte, em casos de troca de trabalho.”
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
16 de agosto de 2018
14 de agosto de 2018