Por dentro do mercado

Fique sabendo o que rola no meio imobiliário em Minas e no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/10/2018 15:22 Estado de Minas
CONARTES ENGENHARIA
Quase quatro décadas de atuação

Conartes/Divulgação
A Conartes Engenharia está comemorando os 38 anos de atuação e, ao longo desse período, sempre investiu em entregar o que há de mais moderno e tecnológico nos mais de 100 empreendimentos bem-sucedidos na Grande BH e em São Paulo. A empresa já anuncia o próximo lançamento, no Bairro Funcionários, o Neo (foto), ainda neste segundo semestre, demonstrando confiança no aquecimento do setor. O Neo se destaca por diferenciais ímpares, como acabamento interno e revestimento de fachada em mármore e granito, fechadura dos apartamentos com reconhecimento facial, guarita com vidros blindados, sensores perimetrais, circuito fechado de TV, lavanderia compartilhada, além de área de lazer para todas as idades, com piscina de raia aquecida, com cascata e solarium, sauna integrada à piscina, amplo espaço fitness, playground, espaço kids, churrasqueira, sala de massagem, salão de festas e home office. As unidades terão aproximadamente 75 metros quadrados (m²), com opções de duas suítes ou dois quartos, sendo uma suíte, sala para dois ambientes; amplas janelas que privilegiam a iluminação natural e ventilação, com venezianas comandadas por controle remoto, uma ou duas vagas de garagem e muito mais. O empreendimento residencial fica na Rua Timbiras, próximo das melhores vias de acesso da cidade e uma gama de comércio e serviços em seu entorno.

NATUREZA
Projeto bem aconchegante


Rafael Gap/Divulgação

Assinado pela designer de interiores Patrícia Hagobian, o apartamento localizado na Riviera de São Lourenço foi pensado para uma família que vive em grandes centros urbanos e busca refúgio próximo à natureza. “A ideia era criar uma atmosfera relaxante e aconchegante para que toda a família pudesse se reunir”, comenta a profissional. O conceito do projeto, de 230m², baseou-se na localização e na vista incrível e panorâmica da varanda de frente para o mar (foto). Um dos pontos altos do projeto é o uso equilibrado de revestimentos ambientados com a decoração em cores terrosas, como o laranja, marrom, bege e o contraste do tom azul nos quadros, fotos de paisagens naturais, inserindo a natureza para o interior da residência. A escolha de elementos naturais, como plantas e conchas, mantém a harmonia com a vista do litoral.

NETIMÓVEIS
Expansão internacional

Netimóveis/Divulgação
A Netimóveis, umas das pioneiras no Brasil no desenvolvimento do modelo de negócios em rede, anunciou sua primeira unidade internacional na Europa, a Alphalanna Netimóveis, na região de Algarve, em Portugal. Um dos motivos foi o crescimento exponencial do mercado imobiliário português – segundo que mais cresceu na Europa no terceiro trimestre de 2017 –, de acordo com dados da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (Apemip). De acordo com o diretor e fundador da Alphalanna Netimóveis em Portugal, Márcio Lanna (foto), a economia estável, a segurança e a qualidade de vida que o país oferece são diferenciais que têm atraído cada vez mais brasileiros interessados em investir ou morar naquele país. “Nosso interesse em abrir uma imobiliária em Portugal começou há dois anos, quando percebemos a crescente demanda de brasileiros interessados em investir para alugar ou morar. A partir daí fizemos oito viagens para o país, mapeamos as regiões e estudamos profundamente o mercado. O resultado foi muito positivo: antes mesmo de inaugurar o escritório já havíamos concluído 10 vendas”, comemora.

CMI/SECOVI-MG
Conciliação no setor imobiliário


Com o objetivo de acelerar a resolução de processos judiciais e evitar grandes desgastes, a CMI/Secovi-MG inaugurou, no dia 9, o Posto de Atendimento Pré-Processual (Papre) Imobiliário, em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A proposta é de que o serviço contribua para a celeridade dos processos judiciais e represente uma alternativa na possibilidade de conciliação em ações envolvendo empresas do mercado imobiliário. As atividades do espaço estão em andamento desde 24 de setembro e já apresentam resultados satisfatórios. A iniciativa do Papre Imobiliário surgiu a partir de um termo de cooperação técnica entre a CMI/Secovi-MG e o TJMG, com o apoio do Colégio Arnaldo, que cederá efetivo de conciliadores da área de direito. O serviço é oferecido em unidade especializada vinculada ao Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), localizada na Avenida Bernardo Monteiro, 1.152, Bairro Funcionários. Os associados da CMI/Secovi-MG poderão solicitar o agendamento de suas demandas no site secovimg.com.br. Segundo Leonardo Mota (foto), vice-presidente das Administradoras de Condomínio da CMI/Secovi-MG e um dos idealizadores do projeto, a implantação do Papre Imobiliário já tem agilizado os processos na Justiça. “Na primeira semana de atividades, fizemos cerca de 20 atendimentos por dia. A expectativa é reduzir em 60% as demandas, antes levadas para o Cejusc comum”, afirma.

STARTUP
Modernização de processos na construção


Com o objetivo de acompanhar e entender o avanço das construtechs, startups que desenvolvem tecnologias para o mercado da construção civil, 13 organizações do setor foram ao principal polo de inovação do mundo, o Vale do Silício, localizado nos Estados Unidos, para estudar como modernizar processos no cenário brasileiro. Participaram da ação as empresas AutoDoc, BKO Incorporadora, BN Engenharia, CTE, Direcional Engenharia, GAAZ Arquitetura, MRV Engenharia, Rocontec Construções, R. Yazbek Desenvolvimento Imobiliário, Saint-Gobain, Sinco Engenharia, Tarjab Incorporadora e Tegra Incorporadora. Para o presidente do CTE, Roberto de Souza, o cenário de inovação e empreendedorismo do Vale do Silício é muito sofisticado e envolve corporações, grandes empresas, empreendedores, startups, investidores e usuários de novas tecnologias. Das lições aprendidas, Souza destaca a transformação digital, que está ocorrendo em todos os setores e vai impactar a construção civil também, considerada a menos digitalizada no mundo inteiro. “O setor precisa se modernizar a partir de dois focos: primeiro por meio do produto (smart building ou smart cities) e depois por meio de processos, passando por todo o negócio. As empresas precisam identificar o que vem ocorrendo no mundo, qual o impacto no Brasil e como se apropriar disso”, conclui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de novembro de 2018
13 de novembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura