Consumo racional de água

Entre as vantagens de instalar medidores individuais está a economia de 30% a 50% e a cobrança justa de cada morador

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/08/2008 06:00
Hidrômetros individuais em condomínios: é possível adaptar o sistema em qualquer tipo de edificação - Hidrômetros individuais em condomínios: é possível adaptar o sistema em qualquer tipo de edificaçãoHidrômetros individuais em condomínios: é possível Hidrômetros individuais em condomínios: é possível adaptar o sistema em qualquer tipo de edificação
A adoção da medição individualizada do consumo de água, a exemplo do que ocorre em outras capitais, como São Paulo e Recife, começa a ganhar força em condomínios de Belo Horizonte. Os benefícios da medida são evidentes: cobrança justa, com cada condômino pagando apenas pela água consumida em seu apartamento, e maior racionalidade no uso do recurso, já que a conta do consumo irresponsável deixa de ser rateada pelo conjunto dos moradores e pesa exatamente no bolso do esbanjador, que, assim, se vê forçado a economizar. Estudos feitos por fabricantes dos equipamentos de medição individualizada apontam que a redução no consumo de água em condomínios que implantaram o sistema varia entre 30% e 50%.

Outro efeito da implantação da medição individual pode ser a redução da inadimplência nos condomínios, diz o advogado Jader Nassif, diretor do Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (Secovi-MG). Ele explica que com hidrômetros individuais é possível cortar o fornecimento ao apartamento do morador inadimplente com a taxa de condomínio, que tem como um de seus componentes justamente a despesa de água. O que inibe a inadimplência, ressalta.

Mas o advogado alerta que a adoção do sistema deve ser antecedida de uma análise aprofundada, que leve em consideração a taxa de inadimplência registrada no condomínio, a economia de consumo que pode ser gerada e os custos para a adaptação do edifício ao sistema. A tendência é que apenas os grandes condomínios, onde é maior a taxa de inadimplência, adotem os hidrômetros individuais, avalia, ao salientar que em edifícios menores, com pouca ou nenhuma inadimplência, os custos da reforma para a adaptação do sistema inviabilizam a medida.

Já o vice-presidente das Administradoras de Condomínios do Secovi-MG, Leonardo da Mota Costa, defende que a medição individual do consumo de água é uma medida boa e necessária para promover o uso racional dos recursos hídricos e a justiça na cobrança, mas pode ser inócua no combate à inadimplência nos condomínios. De acordo com ele, a autoridade do condomínio de cortar o fornecimento de água do condômino inadimplente pode ser questionada na justiça e, embora o Tribunal de Justiça de Minas Gerais venha dando ganho de causa aos condomínios, o processo é tão moroso e desgastante quanto a cobrança judicial de taxas de condomínio em atraso.

O vice-presidente do Secovi-MG observa ainda que os efeitos da medição individual do consumo de água sobre a inadimplência serão mais questionáveis nos condomínios que optarem pela leitura de consumo e cobrança individuais feitas pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que começa a oferecer os serviços até o fim de novembro, em cumprimento às determinações da Lei Estadual 17.506. Nesse caso, a inadimplência pode ser até maior, porque o condômino vai pagar a conta da Copasa para não ficar sem água, mas pode ficar em débito com a taxa de condomínio, pondera.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
lindaura - 29 de Fevereiro às 18:19
o que faz onerar mais ainda as taxas são os valores cobrados pela cia de abastecimento, se fosse cobrado realmente pelo consumo o valor seria menor, pois o percentual pago sobre 10m³ é bem menor que o cobrado por 100m³. Em um prédio com 12 moradores já se cobra 120m³,mesmo com consumo inferior.

Últimas Notícias

ver todas
16 de dezembro de 2016
21 de outubro de 2016

No Lugar Certo você encontra o que procura