Acabamento

Piso de PVC oferece praticidade a seus pés

Tipo de piso sintético é um dos mais procurados da atualidade, por facilidade de instalação e limpeza. Além disso, PVC oferece conforto acústico

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/01/2016 16:00 / atualizado em 04/01/2016 17:33 Augusto Pio /Estado de Minas


Luiz Noronha, da Centerpiso, explica que o piso de PVC tem con­for­to acús­ti­co é an­tia­lér­gi­co e re­sis­ten­te à quei­ma de ci­gar­ros e fós­fo­ros - Cristina Horta/EM/D.A Press Luiz Noronha, da Centerpiso, explica que o piso de PVC tem con­for­to acús­ti­co é an­tia­lér­gi­co e re­sis­ten­te à quei­ma de ci­gar­ros e fós­fo­ros
Além de em­be­le­zar o am­bien­te, o pi­so é de su­ma im­por­tân­cia e de­ve ser mui­to bem con­ser­va­do pa­ra que du­re mui­tos anos. Ho­je, exis­tem di­ver­sos ti­pos de pi­sos la­mi­na­dos e a op­ção por es­se ti­po de ma­te­rial vem cres­cen­do a ca­da dia. Is­so por­que eles são de fá­cil lim­pe­za, têm boa du­ra­bi­li­da­de e pre­ços em con­ta. Ca­so vo­cê es­te­ja pen­san­do em tro­car o pi­so do seu imó­vel, uma boa op­ção é o de PVC. Luiz No­ro­nha, só­cio-di­re­tor da Cen­ter­pi­so Re­ves­ti­men­tos, em­pre­sa fun­da­da em 1991, ex­pli­ca que a deman­da vem cres­cen­do bas­tan­te pe­lo pi­so vi­ní­li­co ou de PVC. “É um pi­so sin­té­ti­co, com­pos­to por ca­ma­das de PVC (po­li­clo­re­to de vi­ni­la). É eco­ló­gi­co, fa­bri­ca­do a par­tir da re­ci­cla­gem de plás­ti­cos e tem enor­me acei­ta­ção por par­te do pú­bli­co.

 

”Com es­pes­su­ra va­ria­da e di­ver­sos for­ma­tos (pla­cas ou ré­guas), o pi­so de PVC apre­sen­ta-se em uma va­rie­da­de enor­me de padrões, ou se­ja, li­sos, co­lo­ri­dos, que imi­tam ma­dei­ra e pe­dras. “A apli­ca­ção po­de ser fei­ta so­bre a maio­ria dos pi­sos, com exce­ção de car­pe­tes, pi­sos de ma­dei­ra e la­mi­na­dos. Há duas op­ções de ins­ta­la­ção: co­la­da ou no sis­te­ma “cli­ck”, tam­bém conhe­ci­do co­mo flu­tuan­te, quan­do as ré­guas são en­cai­xa­das. Es­se pro­du­to já é bas­tan­te co­nhe­ci­do no ex­te­rior, mui­to usa­do nos Es­ta­dos Uni­dos, paí­ses asiá­ti­cos e eu­ro­peus”, es­cla­re­ce Luiz.

 

Ele sa­lien­ta que o pi­so de PVC é um ma­te­rial mui­to prá­ti­co pa­ra a vi­da mo­der­na. “Ele tem con­for­to acús­ti­co e, di­fe­ren­te­men­te dos pi­sos de ma­dei­ra e la­mi­na­dos, não faz ba­ru­lho quan­do al­guém an­da de sal­to so­bre ele. É an­tia­lér­gi­co, re­sis­ten­te à quei­ma de ci­gar­ros e fós­fo­ros. Mui­to prá­ti­co pa­ra quem tem ani­mais de es­ti­ma­ção”, ga­ran­te Luiz, que es­tá nes­te ra­mo há 31 anos.

 

MA­NU­TEN­ÇÃO Pa­ra lim­par o pi­so vi­ní­li­co, bas­ta pa­no úmi­do e de­ter­gen­te. “Ele é re­sis­ten­te à água, po­den­do ser la­va­do. Tam­bém é fá­cil de lim­par. Es­tá aí uma das maio­res van­ta­gens em re­la­ção aos la­mi­na­dos. O pi­so é mais re­sis­ten­te à água e não se defor­ma ca­so o pa­no es­te­ja en­char­ca­do. Além dis­so, não man­cha, des­de que a lim­pe­za se­ja fei­ta ra­pi­da­men­te. Sua re­sis­tên­cia é bem su­pe­rior à do do pi­so la­mi­na­do, por exem­plo. Mas, co­mo se tra­ta de um pro­du­to mui­to no­vo no mer­ca­do, ain­da não é pos­sí­vel pre­ci­sar ao cer­to a sua du­ra­bi­li­da­de. Os fa­bri­can­tes dão ga­ran­tia de pe­lo me­nos 10 anos. É mais re­sis­ten­te e, in­clu­si­ve, in­di­ca­do pa­ra áreas co­mer­ciais e mo­lha­das, co­mo co­zi­nha e ba­nhei­ro”, es­cla­re­ce Luiz.

 

O em­pre­sá­rio ex­pli­ca que há duas ma­nei­ras de ins­ta­lar o pi­so de PVC. “No sis­te­ma cli­ck, no qual uma ré­gua é en­cai­xa­da na outra, é pos­sí­vel ins­ta­lar até 40 me­tros qua­dra­dos (m2) por dia. Já no pi­so co­la­do, es­sa mé­dia cai pa­ra 30m2/dia, de­pois que a su­per­fí­cie foi pre­pa­ra­da. Re­co­men­do que a com­pra do pi­so de PVC se­ja nu­ma lo­ja que ven­da e ins­ta­le o pro­du­to, pois há mui­tos pro­ble­mas quan­do a mão de obra é ter­cei­ri­za­da”, aler­ta.

 

“Em­bo­ra se­ja mais ca­ro que o pi­so la­mi­na­do, o vi­ní­li­co ofe­re­ce ex­ce­len­te re­la­ção cus­to/be­ne­fí­cio por sua re­sis­tên­cia à umi­da­de e fa­ci­li­da­de de lim­pe­za". Pa­ra o co­la­do, o pre­ço é R$ 85/m2. No ca­so do pi­so vi­ní­li­co flu­tuan­te, que o usa o sis­te­ma cli­ck em sua ins­ta­la­ção, o pre­ço é de R$ 110/m2. Nos dois ca­sos, a ins­ta­la­ção é co­bra­da à par­te e de­pen­de das con­di­ções do lo­cal da obra.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
16 de dezembro de 2016
21 de outubro de 2016

No Lugar Certo você encontra o que procura