Comentários
600

Proteção contra raios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/05/2009 20:34
Pial Legrand/Divulgação
Segundo levantamento da Rede Integrada de Detecção de Descargas Atmosféricas (Rindat), cerca de 100 milhões de raios caem todos os anos no Brasil. Como esse fenômeno produz um campo eletromagnético que se irradia por todo o ambiente como uma descarga indireta de energia, a proteção de uma residência não está garantida apenas com a instalação de para-raios.

Para evitar acidentes e amenizar os prejuízos causados pela queda de raios, a Pial Legrand lançou o dispositivo protetor de surto (DPS), da linha Unic. O produto garante maior segurança ao limitar e descarregar para a terra as sobretensões transitórias de origem atmosférica. Desenvolvido para proteger as instalações elétricas de baixa tensão (residências, escritórios e comércio), o DPS Unic é um produto que está de acordo com as recomendações da norma NBR 5410.

Como tem aproximadamente as mesmas dimensões e características de instalação de um disjuntor, pode ser facilmente colocado no quadro de energia elétrica. Os protetores de surto DPS Unic devem ser instalados em cada polo vivo (fases e neutro) da rede elétrica.

A Pial Legrand oferece quatro modelos de protetores. O DPS 20 kA é recomendado para zonas de baixa incidência de raios e o DPS 30 kA, para redes de distribuição de baixa tensão situadas em áreas urbanas e densamente edificadas, expostas aos raios e classificadas como indiretas. Para redes de distribuição de baixa tensão, situadas em áreas rurais ou urbanas com poucas edificações, há o DPS 45 kA. Já para áreas rurais ou urbanas com poucas edificações, em zonas expostas a raios classificadas como diretas e com histórico de frequência elevada de sobretensões, o mais indicado é o DPS 90 kA.

Últimas Notícias

ver todas
16 de março de 2018
13 de dezembro de 2016