Cada desenho conta uma história

Arquiteta resgata memória familiar e cultural por meio de estampas étnicas, expostas neste fim de semana em BH

Produzidas em tecidos nobres como linho e tafetá, as estampas transformadas em capas para almofadas são confeccionadas de maneira artesanal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/12/2016 17:37 Redação Lugar Certo /Estado de Minas
Corativa/Divulgação
Mesclando experiência de vida e o trabalho dos pais com a cultura indígena brasileira, a arquiteta Angélica Santana desenvolve  estampas exclusivas, nas quais cada desenho conta uma história. A estampa Costumes Peixes&Folhas, uma homenagem à mãe, Lourdes, representa a floresta como o grande cenário da vida. Os peixes são o fluxo da natureza e as cores fazem referência ao urucum, ao sol e ao equilíbrio da vida. Já a estampa Costumes Flechas&Dança representa o movimento das danças indígenas em formato circular, além de uma leitura geométrica da flecha, artefato muito representativo dessa identidade cultural.

Produzidas em tecidos nobres como linho e tafetá, as estampas transformadas em capas para almofadas são confeccionadas de maneira artesanal. As poucas unidades reforçam o caráter de exclusividade do produto.

Angélica Santana é fundadora da Corativa Arquitetura&Cor, com atuação na área de designer de interiores, estampas e consultoria em cores. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela PUC-MG, pós-graduada pelo Senac, em Ribeirão Preto, ela se especializou nos fundamentos da cor e na influência dos estilos no comportamento humano. Filha de um respeitado indigenista brasileiro com uma auxiliar de enfermagem da Funai, conviveu com a cultura indígena desde cedo, agregando um vocabulário étnico para a própria vida e as atividades profissionais.

Corativa/Divulgação
A Corativa estará na Arq. Ofícios, promovida pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-MG),confira:

SERVIÇO
Arq. Ofícios

Quando: de 16 a 18 de dezembro
Onde: Sede do IAB-MG - Rua Mestre Lucas, 70, Cruzeiro, Belo Horizonte
Horários:
Sexta-feira (16 de dezembro), das 18h às 22h
Sábado (17), das 10h às 18h
Domingo (18), das 10h às 16h

Corativa/Divulgação
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
22 de agosto de 2017
21 de agosto de 2017
14 de agosto de 2017
09 de agosto de 2017
01 de agosto de 2017