Atenção aos detalhes

Projetos de decoração para idosos devem unir beleza estética e segurança

Para melhor atender os clientes mais velhos também é necessário seguir algumas regras; veja quais são

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/04/2017 14:17 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Ambientes devem ser livres de obstáculos para facilitar a circulação. Se o tapete for necessário, recomenda-se prendê-lo debaixo de móveis - Hamilton Penna/Divulgação Ambientes devem ser livres de obstáculos para facilitar a circulação. Se o tapete for necessário, recomenda-se prendê-lo debaixo de móveis

O Brasil envelhece. Por isso, cada vez mais cresce a necessidade de planejar e pensar na concepção de ambientes adequados para os idosos, principalmente em casa. Um projeto arquitetônico e a decoração de cada espaço onde vivem moradores da terceira idade devem seguir especificações para que a beleza estética e a segurança caminhem juntas.

A arquiteta paulistana Ana Yoshida, à frente do escritório Ana Yoshida Arquitetura e Interiores desde 2008, destaca visões importantes que o profissional deve ter ao desenvolver um projeto para clientes idosos. Ao pensar em decoração, a maioria imagina beleza, estética e conforto. A segurança nem sempre é a primeira preocupação. Mas a profissional afirma que é possível, sim, aliar tudo isso. “Claro! Se tivermos um olhar cuidadoso aos detalhes, podemos melhorar muito a segurança com pequenos toques e escolhas sem perder o charme e aconchego.”

Para isso, Ana Yoshida explica que há regras que precisam ser seguidas. “Aconselho evitar desníveis. Se houver, sinalizá-los para evidenciá-los. Opte por revestimentos de piso que não escorreguem. No caso dos tapetes, o recomendado é não ter, pois podem provocar quedas. Outra dica é fazer uma paginação de piso interessante, ou seja, explorar mais detalhes como uma tabeira ou um criar “tapete” por meio de outros revestimentos. Dê preferência para materiais práticos e de fácil manutenção, como cortinas mais fáceis de limpar.”

O corredor com iluminação balizadora é importante em projetos para esses clientes mais velhos - Evelyn Müller/Divulgação O corredor com iluminação balizadora é importante em projetos para esses clientes mais velhos
Para a arquiteta, é importante que o profissional crie um projeto com a disposição adequada, com o mobiliário certo e que não se esqueça da ergonomia. “Os assentos não devem ser nem muito baixos nem muito altos, devem-se buscar sempre os modelos mais ergonômicos para facilitar o ato de levantar e sentar. Os braços das cadeiras oferecem um apoio importante nesse sentido. Cadeiras ou banquetas de plástico são comuns, especialmente em áreas externas, mas são muito perigosas.”

Ela chama a atenção também para que seja prevista na obra ou reforma a inclusão de “passagens e circulações mais amplas, pensando na movimentação de uma cadeira de rodas, pois, mesmo que os idosos não a usem atualmente, podem vir a usar em algum momento e, assim, evita-se uma modificação futura no projeto”.

Preocupação fundamental é quanto à iluminação, que, de acordo com Ana Yoshida, é importante investir em um projeto luminotécnico. “Pelo menos um circuito e cena bem iluminados em cada cômodo. Como os idosos costumam ir ao banheiro ou cozinha com frequência durante a noite, a dica é instalar uma iluminação suave (com pequenos spots em sequência, fixados um pouco acima do rodapé), para balizar o caminho até esses cômodos.”

Ana Yoshida lembra, ainda, das maçanetas das portas, uma particularidade que merece atenção. “De fato, o modelo redondo das maçanetas em portas e janelas é mais difícil de pegar e executar o movimento do que o de alavanca, cujo encaixe com as mãos é mais prático. O esforço com maçanetas redondas pode provocar a perda de equilíbrio e provocar uma queda.”

BANHEIRO


A arquiteta enfatiza que em residencial de idosos, “aconselhamos a não mudar muito a cor de revestimentos, ao menos a do piso”. Ana Yoshida também destaca que as portas dos banheiros devem ser mais largas que o padrão e abertas para fora do banheiro. De preferência, o projeto deve contemplar um banheiro mais próximo da entrada do quarto.

O banheiro, ambiente com risco de quedas, precisa ser todo adaptado para aumentar a segurança - Duravit/Divulgação O banheiro, ambiente com risco de quedas, precisa ser todo adaptado para aumentar a segurança

Aliás, o banheiro é um ambiente que merece maior investimento, já que pode se tornar um ambiente perigoso quanto a quedas. No entanto, Fábio Camurri, gerente comercial da Duravit do Brasil, enfatiza que, por se tratar de uma casa para idosos, todo ambiente requer atenção especial, “pois não devemos subestimar riscos, mas de fato, o contato frequente com água torna os banheiros mais escorregadios, portanto mais perigosos, não só para idosos. A queda é o acidente doméstico mais comum entre os mais velhos. Nessa faixa etária, se gasta muito mais energia para manter o equilíbrio, andar, sentar ou levantar. Adaptar o banheiro é o caminho mais seguro. Procure instalar barras para fornecer apoio ao lado de bacias sanitárias; no chuveiro, um piso antiderrapante na área do box e até um assento para banho. O modelo mais indicado para bacia sanitária é o suspenso, pois a instalação na parede permite regular a altura e oferecer um conforto ainda maior no ato de levantar e sentar”.

Em tempos em que os idosos conquistam mais vigor e qualidade de vida, é imprescindível levar em conta sua segurança e conforto, porque a limitação física é uma realidade. Mas um projeto de arquitetura benfeito é uma das ferramentas para tornar a vida mais tranquila, com menos riscos, como o da mobilidade.\

No quarto, é seguro se preocupar em não ter uma cama tão alta, para deixar mais fácil a ação de levantar-se e deitar-se - Inês Antich/Divulgação No quarto, é seguro se preocupar em não ter uma cama tão alta, para deixar mais fácil a ação de levantar-se e deitar-se
Algumas regras importantes

1) Prefira pisos antiderrapantes
2) Evite tapetes e/ou elementos que criem desníveis no piso. Se o tapete for um item indispensável, o ideal é que esteja preso aos móveis do ambiente, e nas pontas livres, não esqueça de prendê-las com fitas
3) Maçanetas devem ser do tipo alavanca e os trincos deslizantes
4) Ambientes claros e bem iluminados
5) Caso haja escada, pinte os beirais dos degraus com cores fortes, o que facilita a identificação da distância entre os degraus
6) Privilegie uma decoração clean e básica, já que muitos móveis podem dificultar a circulação
7) Atenção com os fios de telefone, TV, computador e de outros eletrodomésticos. Não podem ficar no caminho
8) Tenha telefone perto da cama
9) A cama deve ter altura entre 45cm e 50cm, e cabeceira com bordas arredondas
10) Tenha apoio pelo quarto (bancos) para ajudar o idoso na hora de se vestir, calçar sapatos
11) No banheiro, instale barras de segurança no box, lavatório e vaso sanitário
12) Coloque um banco ou outro tipo de assento dentro do box
13) Prefira o sabonete líquido, assim se evita que o sabonete caia e que o idoso precise se abaixar para apanhá-lo
14) Prefira torneiras mono comando ou meia volta, alavanca ou célula fotoelétrica.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
18 de setembro de 2017
13 de setembro de 2017
12 de setembro de 2017
05 de setembro de 2017
29 de agosto de 2017