Hora de inovar

Subway tiles, ou azulejos de metrô, deixam as estações e invadem a decoração

Agora, são badalados por um público descolado, que gosta de um ar retrô, com cara de antigo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/08/2017 13:35 / atualizado em 09/08/2017 13:52 Lilian Monteiro /Estado de Minas
O revestimento em estilo metrô deixa o home theater muito mais moderno  - Henrique Queiroga/Divulgação O revestimento em estilo metrô deixa o home theater muito mais moderno

Eles são a marca das estações de metrô de Nova York no início do século 20. Também estão espalhados pelas estações mais antigas da Europa. Mas o subway tiles ou azulejos de metrô invadiram o desing de interiores mundo afora. No Brasil, ganham cada vez mais adeptos, principalmente pela galera descolada, que gosta de inovar, é criativa e foge do comum ou tradicional.

Assim, os azulejos de metrô viraram febre ao se pensar em revestimento, principalmente para banheiro e cozinha. Eles são garantia de um ar cool e visual retrô para as paredes, e levam o ambiente para outro nível. De forma retangular e cantos bisotados, eles retratam uma atmosfera contemporânea. Os mais comuns são as peças na cor branca, mas há os coloridos.

Ao mesmo tempo em que dão impacto, os azulejos de metrô asseguram simplicidade e praticidade. Eles combinam tanto com mármores brancos e louças quanto com peças clássicas de decoração e mobiliário. Por isso, é possível ousar, usando-os também em áreas que não são molhadas. Basta criatividade. Eles têm tudo a ver com um visual industrial, cimentado e de ladrilho hidráulico. Fica a dica.

O arquiteto Júnior Piacesi conta que os azulejos de metrô foram criados por Hector Guimard, um dos pais da art nouveau, e usados nas primeiras estações de metrô de grandes cidades, como Londres e Nova York. “Eles são conhecidos pela simplicidade, durabilidade e facilidade para limpar.” Ele afirma que, por ser um revestimento brilhante, ele reflete mais a luz natural ou artificial, o que proporciona luminosidade ao espaço. “Por isso, foi amplamente usado em metrôs, em locais fechados e escuros.”

O preto do azulejo de metrô deu personalidade ao ambiente e um ar contemporâneo  - Gustavo Xavier/Divulgação O preto do azulejo de metrô deu personalidade ao ambiente e um ar contemporâneo
Júnior Piacesi lembra que, embora geralmente usado na cor branca, aumentando assim o seu valor como um potenciador de luz, o azulejo de metrô pode ser encontrado em outras cores, como amarelo, azul ou preto mesmo. Tudo vai depender do tipo de ambiente que a pessoa vai querer e da fonte de luz natural com que vai contar.

Esse tipo de azulejo tem formato de 10cmx20cm, mas pode ser encontrado em outros tamanhos. Júnior Piacesi enfatiza que é possível criar diversas combinações. “A horizontal é a mais usual, mas, se quiser, há opção de colocá-lo na vertical, diagonal, parede inteira ou meia-parede. Pode ser usado com rejunte escuro ou claro. Quando se usa rejunte escuro, cria-se uma atmosfera industrial. Já o rejunte claro proporciona leveza e minimalismo às composições.”

Para o arquiteto, combinar materiais cai muito bem com esse elemento. “Em um projeto de cozinha executado pelo escritório, nós revestimos a parede com azulejo de metrô preto (algo meio vintage), na bancada usamos supernanoprime branco e marcenaria gofratto cinza/branco com portas em vidro acidato branco (aquele que passa por um processo de banho de ácido que o deixa com aspecto parecido com o jateado, só que não mancha ao toque de mãos. É um processo italiano) que são materiais supercontemporâneos. A mistura de materiais deu um destaque maior à cozinha.”

ESTILO INDUSTRIAL

Com estilo despretensioso, a arquiteta Carmen Calixto afirma que o azulejo de metrô é uma tendência mundial. “O estilo industrial está muito em alta e esse revestimento vem nessa onda. Já o vi sendo utilizado em projetos de interiores em várias cidades do mundo. Inclusive, em lojas de grandes marcas.”

Em relação aos projetos residenciais, Carmen Calixto diz que o subway tile pode invadir vários espaços. “Ele deixa o ambiente mais cool e moderno. Fica muito legal em uma cozinha ou banheiro, mas pode ser usado em um quarto ou home theater.”

Dois projetos bem distintos: branco clássico no banheiro e preto para a cozinha - Edson Ferreira/Divulgação Dois projetos bem distintos: branco clássico no banheiro e preto para a cozinha

A designer Laura Santos destaca um projeto com azulejo de metrô em banheiro. “Como o apartamento era antigo, mantive as louças originais e o revestimento de metrô fez o contraste entre o vintage e o moderno”, conta. Ela também chama a atenção para o destaque que o subway tile sempre vai alcançar: “Ele tem bordas abauladas e isso faz com que seu brilho seja ressaltado, dando destaque à peça”.

Carmen Calixto e Laura Santos revelam que, pela demanda, o mercado passou a oferecer mais alternativas. “Existem várias opções de cores e marcas. Com relação ao tamanho, não varia muito para não descaracterizar o estilo”, explica Carmen.

Aliás, quem optar por dar ainda mais destaque para o azulejo de metrô, a dica profissional é investir em rejuntes escuros, para evidenciar o material. Mas se não quiser ser tão ousada, vale lembrar que um rejunte de cor próxima, parecida, assegura uma composição poderosa e harmônica. “Ainda existe a opção de instalar peças com as bordas desencontradas ou alinhadas. O resultado será sempre muito interessante”, afirma Carmen Calixto.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Outros artigos

ver todas
18 de setembro de 2017
13 de setembro de 2017
12 de setembro de 2017
05 de setembro de 2017
29 de agosto de 2017