Conheça alguns dos ambientes da Casa Cor São Paulo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/06/2009 18:09
Fotos: Casa Cor/Divulgação
Praça de Boas Vindas - Marcelo Bellotto

Marcelo Bellotto surpreende o visitante com a Praça de Boas Vindas, uma ampla área de 196 m2, com perfume dos jasmins brancos. O tato é estimulado pelos bancos em pedra vulcânica, enquanto os futtons sugerem um descanso à sombra das palmeiras tropicais. Nenhum detalhe é aleatório e a intenção é aliar praticidade, estilo e bom gosto.  "Mais que contemplativo, ele foi pensado como ponto de encontro e lugar para descanso. Procurei contrapor elementos modernos aos rústicos", explica Bellotto. A sustentabilidade é contemplada pelo uso de madeira certificada da Amazônia, originária do manejo florestal sustentável e pelos vasos recicláveis com design exclusivo do próprio paisagista.

Homenagem a Burle Marx - Eco Arte - Gica Mesiara

Com a proposta de chamar a atenção para a importância da consciência ecológica, a artista plástica e paisagista Gica Mesiara projetou o Homenagem a Burle Marx - Eco Arte. Gica emprega o conceito da ecoarte, da qual é precursora, para interagir obras de arte com as cinco mil plantas do ambiente, que traz ainda jardins verticais para relembrar o homenageado. Ela revela que pretende criar uma realidade paralela, mesclando arte e encantamento com muito verde. "Cada instalação tem a clara intenção de despertar a consciência para a realidade que os humanos e o planeta estão enfrentando", afirma. Um dos grandes destaques do espaço é a uma instalação que reproduz o mapa do Brasil recortado em madeira e preenchido por plantas naturais. Na lateral da obra, uma frase de Burle Marx dá o toque final, relembrando a riqueza da flora do Brasil. Para evitar desperdício, todas as plantas recebem água por um sistema de irrigação automática.

Bilheteria e Concierge - Francisco Lopes

Em sua segunda participação na Casa Cor, Francisco Lopes é responsável por um espaço de grande circulação, a Bilheteria. Para compor o local de 140m², que abrange um Concierge avarandado e um living de verão, o arquiteto utiliza materiais sustentáveis como madeira certificada e couro ecológico. Como inspiração e tendência,  o profissional apresenta uma decoração totalmente contemporânea, composta por móveis em fibra natural e esculturas de cerâmica. Cortinas e tendas de gaze de linho e iluminação direcionada criam um clima relaxante logo na entrada do evento. Para Francisco "mesmo sendo um ambiente destinado ao público, terá o aconchego de uma casa". Para contemplar a acessibilidade, o mobiliário é disposto para a livre circulação de todos e o recinto ainda dispõe de um elevador que fornece passagem da área externa para o ambiente.

Sala de Segurança - Luci Rosset

Um espaço funcional, projetado para atender as necessidades de uma Sala de Segurança e, ao mesmo tempo, receber amigos e clientes. Na elaboração, Luci Rosset utiliza, em sua maioria, elementos sustentáveis como fibra natural no mobiliário, couro ecológico e madeira de demolição no piso. Peças clássicas e sofisticadas também podem ser vistas no local, de 40 m², como um tapete indiano feito à mão, um lustre de cristais tcheco quadrados e a tela "travessia do mar vermelho" da galeria tomica's fine art. "A proposta é unir combinações de materiais criando um ambiente claro, sofisticado e aconchegante", define a arquiteta.

Espera do Consultório - Ana Carolina M. Tabach e Ana Paula Naffah Perez

Ana Carolina M. Tabach e Ana Paula Naffah Perez apresentam o ambiente Espera do Consultório. Diante do desafio de elaborar um espaço funcional e de acordo com a legislação específica para área de saúde, a dupla inovou e criou um espaço contemporâneo e aconchegante: uma sala de espera e um consultório médico, destinado ao atendimento de pacientes. O design arrojado dos móveis, com suas formas orgânicas e arredondadas, bem como a escolha de cores neutras - com destaque para uma única cor: o amarelo - imprimem personalidade ao projeto. A iluminação é um elemento arquitetônico essencial, e foi pensada para valorizar o espaço de convivência do médico com o paciente, tornando-o muito acolhedor. O emprego de um novo piso vinílico, que será lançado no mercado após o evento, completa o rol de novidades.

Sala de Imprensa - Maithiá Guedes e Cláudio Solferini

Localizado na margem da praça que  congrega lojas e espaços de apoio do evento a Sala de  Imprensa da Casa Cor, têm como premissa dar suporte aos profissionais que atuam  nos  principais meios de comunicação. O ambiente projetado com cerca de 200m², além de possuir televisores, computadores e pontos para que possam desenvolver seus trabalhos jornalísticos, é subdividido em cinco momentos: Home Office para o diretor do evento; Praça das esculturas, onde uma antiga árvore dá  as  boas  vindas  aos que  sentam - se em  frente  a  nichos  de esculturas  iluminados,  podendo apreciar  um panorama geral do evento; o Lounge voltado para a praça comum; Área de trabalho que contempla na decoração objetos de referência do profissional de jornalismo, radio, televisão  e réplicas de máquinas fotográficas e um WC com iluminação indireta que traz elementos marcantes.

Praça Casa Cor - Alexandre Furcolin

Presente pela terceira vez no evento, o paisagista Alexandre Furcolin desenvolveu, nesta edição, a Praça Casa Cor. Contraste de forrações e de pisos, linhas curvas e sinuosas e esculturas compõem o projeto, inspirado nas técnicas utilizadas por Burle Marx, para ser um espaço de convivência e interação com detalhes que o tornam mais intimista e aconchegante. O ambiente abriga curiosos bancos desenhados por Furcolin e um espelho dágua que utiliza como fonte uma caixa de ferro proveniente de antigas ferrovias do País. Para a sustentação dos bancos e pérgolas foram escolhidas malhas de ferro, utilizadas, geralmente, na construção civil. O piso, semelhante ao doce conhecido como pé de moleque, permite um alto índice de drenagem da água, o que pode contribuir para a minimização das enchentes das grandes metrópoles.

Loft Sustentável - Helena Viscomi

A arquiteta Helena Viscomi criou o Loft Sustentável com base no tripé da sustentabilidade: escolha dos materiais ecologicamente corretos, reaproveitamento de água e otimização do uso de energia. Ou seja, um ambiente exclusivamente pautado para propor soluções de decoração e arquitetura que possam minimizar as agressões ao meio ambiente. Em um espaço de 240m², a preocupação com a natureza é contemplada desde a base estrutural de aço galvanizado, fabricado por meio de um processo que garante um produto de excelente desempenho contra corrosão, até o fechamento de paredes internas, externas e telhas, feitos com placas de material reciclado. A iluminação, toda feita com LED, garante redução do consumo de energia. No revestimento de piso, paredes e móveis foram usados madeira de demolição recuperada de casarões antigos e que, após receber o devido tratamento, transforma-se em material capaz de dar charme ao ambiente, tornando-o ainda mais aconchegante. A inovação fica por conta da instalação de um sistema de aspiração de pó central que, além de limpar o loft, ainda melhora o ar do local. Em relação ao reuso da água, a arquiteta optou pela energia solar e instalou um reservatório, receptor de águas pluviais de pias e de drenagem de jardim, para que todo o volume recebido seja tratado e reutilizado para jardinagem e vasos sanitários.

Restaurante Japonês - Ana Bartira Brancante e Daniela Mattos

Com o objetivo de criar um espaço alegre e ao mesmo tempo aconchegante, as arquitetas Ana Bartira Brancante e Daniela Mattos desenvolveram para o Restaurante Japonês um projeto arrojado e com forte tendência tropical. Utilizando cores cítricas como o verde limão e imagens orientais marcantes com toques florais, as profissionais inspiraram-se nos jardins de Burle Marx para decorar o ambiente. Através de um estudo das tradições brasileiras e orientais, a dupla traz como ponto forte da decoração a mistura destes dois elementos e a intenção de libertar o formalismo e rigidez tradicional japonesa, oferecendo uma nova interpretação ao estilo. "Nossa proposta é dar uma roupagem mais descontraída e adequada ao brasileiro, tudo com muito equilíbrio", afirmam as idealizadoras. Paredes revestidas com painéis frisados pintados em laca, cadeiras em tecido floral, porta e balcões em madeira do tipo bambu, contemplando a sustentabilidade, além de um painel de seis metros retratando as gueixas, composto por elementos em acrílico espelhado em diversas profundidades, destacam o local de 100 m². Para a acessibilidade, o espaço permite a livre locomoção sem a presença de desníveis, além de possuir um sofá com mesas baixas para maior conforto e praticidade.

Antiquário - Ricardo Caminada e Luciana Pastore

Luciana Pastore e Ricardo Caminada criaram um conceito inovador e contemporâneo para o Antiquário da Casa Cor. "Usamos recursos antigos com soluções modernas e acabamentos atuais. Essa mistura resultou em um ambiente sofisticado, onde o clássico se encontra com o que há de mais inovador em tecnologia e materiais", diz Caminada. O carro-chefe do projeto é a mesa de trabalho em jacarandá-da-bahia que pertenceu ao Barão de Mauá, grande político brasileiro do século XIX. Há também um aparador em estilo neo-rococó brasileiro da mesma época, um par de ânforas em porcelana e a coleção de espelhos venezianos , ambos do século XVIII. Criada pela designer de interiores Luciana Pastore, a cristaleira recebeu iluminação especial para destacar a exposição de objetos antigos. O toque final fica por conta do piano de cauda da década de 50, em laca preta brilhante. Algumas paredes são revestidas de seda pura na cor prata. Uma delas, localizada próximo a escada de acesso ao pavimento superior, recebeu espelhos com revestimento típico dos séculos XVII e XVIII e ganhou ares modernos com os adornos em verniz preto.

Átrio-Apartamento - Carol Farah e Vivi Cirello

Pela terceira vez na Casa Cor, a dupla Carol Farah e Vivi Cirello apresentam o Átrio-apartamento, espaço interno destinado à convivência. Dentro do contexto do ano da França no Brasil, as profissionais trazem alguns  dos elementos mais usados na arquitetura francesa, como adornos em gesso e iluminação diferenciada. As cores protagonistas são o lilás e cinza chumbo. Uma foto sensual sobre uma parede revestida em tijolos coloridos, um lustre belga de 1,60m de diâmetro, feito com galhos de natureza morta retirados de beira de rios, e uma escada revestida com jornal francês enaltecem o ambiente.  Além disso, ao elaborarem o espaço, a intenção das arquitetas foi estimular os cinco sentidos do público que visitar o local. O tato, por meio de materiais com diferentes texturas,  é sentido no piso em madeira de demolição, sofás de linho e poltronas em palha com design arrojado. A área é envolvida por um perfume único e marcante que desperta o olfato. A audição é marcada por uma trilha sonora, especialmente desenvolvida para a mostra, com músicas francesas. E a visão pela decoração das paredes nas quais foram criadas boiseries, revestimento típico dos séculos XVII e XVIII, que proporcionam um recinto mais acolhedor.

Sala de jantar - apartamento / Francisco Cálio

Para criar a Sala de Jantar, o arquiteto Francisco Cálio buscou inspiração no estilo de vida característico de um jovem executivo de São Paulo, antenado a tendências e aberto a novidades. Com esta referência, o profissional criou um projeto bastante conceitual, onde funcionalidade e praticidade são quesitos fundamentais para o dia a dia. A marcenaria suspensa em resina branca, com nichos para abrigar livros, foi projetada para equilibrar a volumetria do espaço, que está alocado em uma área com cinco metros de pé direito e 40m2. Já o lambri de espelhos, que percorre toda a extensão da parede, propicia a sensação de amplitude. O luxo do ambiente foi garantido pelo preto e branco e complementado pelo design do mobiliário escolhido para a decoração. Um dos highlights do espaço, que promete surpreender os visitantes da Casa Cor, é a luminária com formas e dimensões reais de um cavalo, nomeada Horse Lamp. Por sua vez, a geladeira no estilo vintage, customizada por uma fashion designer, reforça a pluralidade do projeto na medida em que proporciona o diálogo entre o moderno e o retrô.

Living - Apartamento - Antônio Ferreira Junior e Mário Celso Bernardes

Os arquitetos Antonio Ferreira Junior e Mario Celso Bernardes prepararam o Living do Apartamento do Casal. Com 70m², o espaço conta com uma combinação harmoniosa e audaciosa de tons de verde, azul turquesa e bege. Um dos destaques é a prateleira com estrutura de madeira de carvalho reaproveitada, de autoria da dupla. Ela foi criada com a composição de vários módulos aleatórios. "Pensamos em uma homenagem real e conceitual para criar um móvel baseado em traços que caracterizavam Roberto Burle Marx", afirmam os profissionais. O ambiente tem quatro metros de pé direito e a proposta de respeitar a linha art déco do prédio, com a utilização de guarnições, molduras de teto e rodapés. O piso em taco de madeira reaproveitada foi assentado em espinha de peixe, o que reforça o intuito de transmitir um lugar antigo com intervenções contemporâneas. A área ainda é ocupada por um sofá em L revestido de tecido de poliéster com aspecto de couro natural envelhecido, além de um banco de jacarandá dos anos 60, acompanhado por uma mesinha de canto e outra de centro com estruturas de aço. Em uma das paredes, um painel de madeira de pau-ferro e laca azul turquesa trazem de cada lado uma lareira que ganha destaque com a iluminação de duas arandelas de cristal em estilo retrô.

Cozinha - Apartamento - Myrna Porcaro e Renata Florenzano

Inspiradas no convívio familiar, Myrna Porcaro e Renata Florenzano trazem para a Casa Cor uma cozinha moderna e funcional. Armários na cor chocolate, desenvolvidos especialmente para o evento, um lustre que tem embutido um depurador e uma horta vertical com temperos para culinária, destacam-se no espaço. O depurador é italiano e as madeiras utilizadas são todas certificadas. No local de 20m² a circulação é adequada e acessível à todos os visitantes. Bom gosto, praticidade e sofisticação marcam o ambiente.

Lavanderia - Ana Cristina Barbosa e José Queijo Felix

Materiais como vidro, acrílico e pastilhas são muito utilizados por Ana Cristina e José Queijo para destacar a Lavanderia da Casa Cor. Em 18,5m², os arquitetos apostam na transparência como tendência. Organização, funcionalidade e muita tecnologia, com o uso de imagens e equipamentos modernos, mostram como uma área de serviço pode se tornar um local totalmente agradável. Os acabamentos, a decoração e uma cadeira especial em forma de bolha proporcionam uma sensação diferente ao público: a de estar submerso e envolto por diversas bolhas de sabão.

Banheiros Públicos - Solange Cálio

Solange Cálio e sua equipe assinam o ambiente Banheiros Públicos. O espaço de 60m² foi concebido pensando na sustentabilidade e revestimentos que fogem do padrão. O local é dividido internamente em masculino e feminino apenas pelos tons de sua iluminação, toda feita em leds imprimem um efeito de sofisticação e aconchego. Seu conceito de modernidade propõe aos visitantes diferentes sensações ao trazer cores dentro dos boxes que mudam conforme o som, além de luz colorida na parte interna das cubas, iluminação indireta e vídeos. No teto, feito em gesso, a homenagem a Burle Marx fica por conta de um adesivo que retrata um dos desenhos de calçamento feitos pelo paisagista. O local ainda utiliza uma estação de tratamento de esgoto doméstico e uma maquete para mostrar como o sistema de reutilização de água funciona. O destaque do projeto está no uso de chapas de aço cosar como revestimento principal das paredes e no piso, mármore nacional com textura transmitindo o aspecto antigo. Atrás de cada vaso sanitário foi adesivado fotos dos quadros pintados por Burle Marx. Um pedacinho da Floresta Amazônica também está no ambiente de Solange Cálio: dois bancos de design arrojado e exclusivo asisnados por Pedro Petry. Os bancos foram confeccionados com material certificado.

Apartamento do Solteiro - Fernando Piva

Qualidade, conforto e bem-estar foram as características priorizadas pelo decorador Fernando Piva na concepção do ambiente Apartamento do solteiro. Composto por hall de entrada, living, bar, escritório, closet, quarto, banheiro e cozinha, o espaço pretende ser prático e adequado ao uso de um homem contemporâneo que  se preocupa em estar infomado com o que acontece no mundo, com o novo e o inusitado, ainda preserva tradições. Por esta razão, a automação está presente no espaço de maneira cuidadosa, sem exageros. Entre os materiais utilizados está a madeira, o couro, pastilha de vidro, papel de parede, tecidos naturais, persiana de madeira e espelhos. Uma luminária feita especialmente para a mostra está instalada na cozinha, complementando a decoração e a exclusividade do espaço. Profissional veterano na CASA COR, Piva chega a sua 12ª participação com uma bagagem extensa e know how diferenciado. "Procuro traduzir nos meus projetos as necessidades que observo nos meus clientes, no cotidiano, no mundo. Tudo isso, refletindo a experiência que trago de 18 anos atuando na área", revela.

Sala Conceito - Bya Barros

Envolvida com o conceito sustentável desta edição da CASA COR, Bya Barros retorna à mostra com a Sala Conceito, cujo tema evoca a elegância de viver através do tema luxo revisitado, com alta tecnologia em nova linguagem e, ainda, com tudo integrado a produtos ecologicamente corretos. Seu espaço, de 80m2, é dividido em quatro ambientes: sala central, sala íntima superior, banheira romana e bar sensual. Entre as peças escolhidas para compor cada um deles, Bya destaca a arte como protagonista, acompanhada de tapete feito de retalho, cerâmicas sustentáveis, mesa central com estilo simples e puro, esculturas gigantes de madeira em branco e dourado, carpetes em tom de rubi e abajures com bases agigantadas em madeira de demolição com cúpulas naturais. A profissional consegue conectar com perfeição o despojado ao puro design, com peças de antiquários, TV embutida e som, Ônix , pedra semi-preciosa utilizada no balcão, na banheira e no piso da sala de banho, com incrustações de cristais, além de banqueta de oncinha, lustre gigante com cristais e bronze e quadros assinados por renomados artistas nacionais e internacionais. Tudo pensado para criar um espaço para a família moderna, que não abre mão do conforto e da qualidade de vida, com inovações e tendências atuais.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
09 de novembro de 2018
24 de outubro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura