Versatilidade e elegância

Especialistas ensinam como planejar móveis modernos e ao mesmo tempo funcionais para garantir que os ambientes domésticos sejam sempre bonitos e práticos para os moradores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/04/2011 14:22 / atualizado em 17/04/2011 10:35 Júnia Leticia /Estado de Minas
A arquiteta Flávia Soares mostra modelo de mesa modulada que ajuda a guardar objetos e pode ser usada de várias maneiras - Eduardo Almeida/RA Studio A arquiteta Flávia Soares mostra modelo de mesa modulada que ajuda a guardar objetos e pode ser usada de várias maneiras

As alternativas que aliam conforto, elegância e praticidade à economia de espaço são tão diversificadas que possibilitam que os ambientes fiquem, a um só tempo, organizados e elegantes. Para quem não pensa em fazer grandes mudanças em um imóvel e pretende ficar nele por um bom tempo, há, ainda, os móveis sob medida. A sugestão, dada pela arquiteta Raquel Nogueira, é tida como excelente, por tornar os ambientes mais dinâmicos.

A arquiteta Flávia Soares também aposta nos móveis multifuncionais. Tanto é assim que ela mesma desenha as peças com exclusividade para seus clientes. “Acho mais moderno espaços integrados sem divisões, pois ajudam a ampliar o espaço”, opina.

Nos casos em que a própria planta do apartamento permite, uma boa saída é investir na readequação dos espaços. “Pode haver a possibilidade de quebrar partes das paredes fazendo apoios com prateleiras, dividir ambientes com armários e não com alvenaria, além de integrar a sala com a cozinha, dividindo-as com portas de correr”, exemplifica.

A arquiteta e urbanista Marina Dubal aponta a cortina de vidro como facilitadora da integração da varanda ao apartamento ou à casa. A vantagem de sua utilização está em ter a abertura total do vão, que amplia a área de ventilação. “Painéis de correr em vidro ou marcenaria combinam importante função estética e funcional à medida que permitem a escolha do usuário por integrar ou separar.”

Outros recursos também podem ser usados com a mesma função e surtem o mesmo efeito do vidro. “Estantes para livros ou cobogós (elementos vazados de concreto ou cerâmica) podem ser excelentes divisórias de espaço e ainda adicionar um fator decisivo na estética do espaço”, diz Marina.

Para escolher os itens que melhor se adaptam ao espaço e às necessidades dos moradores, móveis, acabamento, divisórias, entre outros, é preciso avaliar vários fatores, como explica a arquiteta. “Primeiramente, deve-se analisar o perfil do cliente: casal jovem recém-casado? Solteiro? Família? O orçamento e prazo disponíveis para a execução também são fatores cruciais”, comenta Marina.

No caso de obras rápidas, ela aconselha evitar acabamentos e peças muito específicas ou sob encomenda. “No mercado, temos disponíveis inúmeros materiais e móveis de pronta-entrega que podem agilizar a maior parte do projeto para os clientes mais práticos ou sem muito tempo”, indica.

É preciso cuidado redobrado ao selecionar os acabamentos, que devem ser, preferencialmente, em tons neutros e com design mais clean. Isso vale para peças como sofás, conjunto de jantar, entre outros. “É uma dica para quem não quer cair nas armadilhas das tendências. Cores vibrantes são necessárias, porém prefira adicioná-las em adornos e detalhes, que podem ser facilmente modificados depois de alguns anos de uso”, sugere Marina.

Tags: decoração

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
22 de setembro de 2018
18 de setembro de 2018