Renovação que cabe no bolso

É possível se planejar para mudar o visual da casa, mesmo sem gastar grandes quantias. Profissionais dão dicas do que pode ser feito levando em consideração quatro orçamentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/05/2012 23:25 / atualizado em 21/05/2012 12:20

Caso seu estimado sofá esteja muito velho, você pode optar por uma troca de tecido e um reforço na estrutura e na espuma com um bom estofador - Luciana Cardoso, arquiteta - Eduardo de Almeida/RA Studio
Caso seu estimado sofá esteja muito velho, você pode optar por uma troca de tecido e um reforço na estrutura e na espuma com um bom estofador - Luciana Cardoso, arquiteta

Renovar o visual da casa é uma tarefa que pode ser ao mesmo tempo incitante e estressante. Isso porque não dá para não se preocupar com os custos da mudança e o transtorno das quebradeiras. Mas não é sempre assim. Há como alterar os ambientes com soluções que surtem grandes efeitos sem pesar muito no bolso.

Para provar como isso é possível, vamos começar pela sala, tendo como base um orçamento de R$ 2 mil. Com esse valor, a arquiteta Viviane Mascarenhas diz que pode-se começar investindo em almofadas coloridas, “sem se preocupar com as diferenças das peças e dos tecidos. Formatos diferentes são bem-vindos, mas é importante que o seu estofado seja neutro. As mantas também são bem aceitas, pois, além de decorar, podem esconder algumas imperfeições de um velho sofá”, conta.


A arquiteta Vanessa Mascarenhas acrescenta que não se pode esquecer de usar tapetes e cortinas neutras. Para colocar a TV, a sugestão é investir em um painel. “Veja o que é ideal para o tamanho da sua e o acabamento que melhor combina com os seus móveis. Além disso, toda sala deve ter uma plantinha. As de hastes verticais costumam ser as mais interessantes, pois são mais visíveis e ocupam pouco espaço. Fique à vontade para escolher um belo cachepô.”

Com R$ 5 mil é possível investir em complementos para a sala - Eduardo de Almeida/RA Studio
Com R$ 5 mil é possível investir em complementos para a sala
É possível fazer mudanças até mesmo sem gastar nada, como diz a arquiteta Luciana Cardoso. Para isso, basta mudar alguns adornos de lugar. Mas com R$ 2 mil já dá para fazer algumas aquisições que surtem bons resultados na decoração. “Compre adornos novos. Já faz uma boa diferença”, conta.

Com um orçamento maior, de R$ 5 mil, aumentam as possibilidades, como aponta Viviane Mascarenhas. Aí, é possível investir mais em complementos para a sala, como quadros, cortinas, tapetes e adornos, que podem ser coloridos e diversificados. “Numa mesa de centro, por exemplo, você pode expor suvenires de viagens ou mesmo seus livros e revistas favoritos. Caso seu estimado sofá esteja muito velho, você pode optar por uma troca de tecido e um reforço na estrutura e na espuma com um bom estofador”, sugere a arquiteta.

Trocar a cor das paredes, comprar uma manta nova para o sofá e renovar o visual das poltronas, trocando o tecido, também são ótimas soluções para quem vai investir R$ 5 mil para mudar o visual da sala, segundo Luciana Cardoso. “Mas se tiver R$ 10 mil, compre um sofá novo, com linhas retas e tecido neutro. Há modelos maravilhosos, de custo muito baixo e confortáveis. Invista também em uma nova mesa de centro e almofadas novas.”
    
APROVEITAMENTO

Uma verba maior permite o uso de plantas decorativas - Eduardo de Almeida/RA Studio
Uma verba maior permite o uso de plantas decorativas
Mas Vanessa Mascarenhas ressalta que, antes de gastar os R$ 10 mil, é importante avaliar se a sala está com um bom aproveitamento de espaços e com uma boa circulação. “Senão, troque seu estofado, verificando a dimensão correta que ele deve ter. Existem várias modulações e designs no mercado”, aponta.

Na hora de escolher o modelo ideal, Vanessa diz que é melhor preferir os tons neutros e lisos, “para não enjoar da peça e para que possa compor melhor com o tapete, as cortinas e as almofadas. Você pode abusar das opções para mesa de centro e/ou de canto e, ainda, compor com uma cadeira ou poltrona estampada ou colorida.”

Já com R$ 15 mil, além de compor a sala com os móveis ideais para a característica do cômodo, é possível usar peças de design, como conta Viviane Mascarenhas. Ela diz também que pode-se apostar em peças decorativas, como bancos, pufes, chaises ou poltronas. “Não esqueça, também, que existem infinitas possibilidades de modular a sua estante para TV, com gavetas, nichos abertos e/ou fechados, painéis e diversos acabamentos. Outra boa sugestão são os aparadores de estofado. Eles são fundamentais quando o sofá precisa ser usado para dividir um ambiente conjugado.”

Luciana Cardoso aposta na troca da cor das paredes e do tecido do sofá e no investimento em mesas de centro e lateral novas. “Compre também poltronas e almofadas novas. Existe uma enorme gama de cores e modelos”, completa a arquiteta.

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura