Casa de roupa nova

Revestimentos e acabamentos assumem novos materiais, texturas e desenhos para vestir o lar

Revestimentos de piso e acabamentos feitos com peças em grandes formatos ou que tenham texturas especiais são tendência. Saiba explorar vantagens de cada um sem cair no modismo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/12/2012 10:48 / atualizado em 23/12/2012 11:31 Júnia Leticia /Estado de Minas
Indústrias têm investido em tecnologia de impressão em alta qualidade para criar produtos com textura e aparência que imitam com perfeição madeira, vidro e pinturas  - Eduardo de Almeida/RA Studio Indústrias têm investido em tecnologia de impressão em alta qualidade para criar produtos com textura e aparência que imitam com perfeição madeira, vidro e pinturas

Seguindo o mercado da moda, o segmento de arquitetura e decoração se reinventa a cada estação, lançando acabamentos e revestimentos com novos materiais, texturas e desenhos. Assim, surgem tendências, que têm o poder de transformar os ambientes, conferindo a eles mais estilo e personalidade. Atualmente, peças semelhantes a madeira ou em grande formato estão no gosto de especialistas em todo o mundo. No Cersaie – Salão Internacional da Cerâmica, em Bolonha (Itália), um dos eventos que são referência no setor essas duas características se propagaram pelos estandes.


Diretor da Bel Lar, Daniel Miranda acompanhou de perto as novidades na feira e percebeu grande tendência no mercado de revestimentos pelas peças de grande formato e acabamentos que parecem madeira. De acordo com ele, os modelos no salão chegaram a ter 1,50m x 3,40m, embora os de 60cm x 60cm e 80cm x 80cm continuem sendo os formatos predominantes. “A impressão digital dando aspecto de madeiras aos porcelanatos continua em alta, assim como os formatos de régua, que estavam presentes em praticamente todos os expositores”, destaca Miranda.

Combinação de peças que imitam madeira e pedras com outras de design e cores arrojadas depende do projeto e do estilo dos moradores - Eduardo de Almeida/RA Studio Combinação de peças que imitam madeira e pedras com outras de design e cores arrojadas depende do projeto e do estilo dos moradores
A designer de interiores Daniela Lauar diz que as peças grandes são as preferidas para aplicar em pisos. “Porcelanatos com tamanhos entre 1m x 1m e 120cm x 0,60cm ou 80cm x 80cm são os mais procurados. Eles proporcionam leveza visual, pois têm menos juntas e menor probabilidade de manutenção. A cartela de cores preferida para esses porcelanatos fica com os tons de cinza e bege”, comenta. As cores saíram um pouco de cena e deram espaço para texturas e relevos, segundo Daniel Miranda. “Os revestimentos estão vindo cada vez mais com desenhos e grafias, deixando as cores em segundo plano. No entanto, elas resistem, como os tons violeta, prata, ouro e chocolate.”

Segundo ele, as grandes produtoras de cerâmicas estão apostando nas linhas das pedras. “Os porcelanatos com aparência de acabamento em cimento estão cada vez mais reais. E os marmorizados, mais difíceis de distinguir em relação aos originais, pois são reproduzidos com inúmeras variações de estampagem, em alta definição”, explica Daniel.

A arquiteta Flaviane Pereira aponta materiais quentes, confortáveis e luxuosos acabamentos como as mais modernas tendências de design para 2013. “Pisos em porcelanato ganham novas cores, texturas e formatos diversificados e imprimem novo design para um ambiente luxuoso, convidativo e confortável. As paredes recebem pedras em relevo, matéria bruta, revestimentos cimentícios, ladrilhos hidráulicos, vidro laqueado, pastilhas de mármore, revestimentos rústicos e em formato tridimensional.”

LANÇAMENTOS

Daniel Miranda acredita que, entre as novidades apresentadas no Salão Internacional da Cerâmica, o que chegará em breve para o público brasileiro é o porcelanato deque 50cm x 50cm com relevo, revestimentos com efeitos florais, porcelanatos com réplica dos mais famosos mármores italianos no tamanho de 60cm x 120cm. Além desses, revestimento com relevo da porcelanosa, com mistura do brilho e do acetinado entre outras novidades.
Uso de revestimentos e pisos mais rústicos são muito recomendados para áreas externas, como varandas e sacadas abertas  - Eduardo de Almeida/RA Studio Uso de revestimentos e pisos mais rústicos são muito recomendados para áreas externas, como varandas e sacadas abertas

Surpreendentes, os novos porcelanatos apresentam como diferencial desenhos que reproduzem a qualidade e a beleza dos papéis de parede, segundo Flaviane Pereira. “Outro diferencial desses produtos é que eles foram desenvolvidos para ser aplicados em paredes sem a necessidade de descascá-las ou retirar azulejos, pois o próprio porcelanato já vem com a massa porcelânica aplicada. Sendo assim, é só retirar a película de proteção e colocar na parede com o mínimo de sujeira e muita economia”, comenta. Além dos porcelanatos, Daniela Lauar conta que uma série de texturas e pinturas especiais foram lançadas, com várias opções de efeitos. “Elas são práticas de aplicar, duráveis e de fácil manutenção.”

Inspirados na natureza
Apelo sustentável ganha destaque nas decorações de imóveis residenciais. Além de ecologicamente corretas, peças têm beleza e alta durabilidade

Novas linhas de revestimento e acabamento reproduzem com perfeição os veios e a textura suave das madeiras mais nobres. Criações seguem tendências de preservação do meio ambiente e têm a vantagem da alta durabilidade e fácil instalação. O conceito natureza e sustentabilidade nos revestimentos, segundo a designer de interiores Daniela Lauar, inspiram referências na madeira e nas pedras. “Aliados aos avanços na tecnologia digital, as cerâmicas e porcelanatos conseguem reproduzir com perfeição esses materiais. Com vantagem de não sofrer a ação do tempo”, explica.

A arquiteta Flaviane Pereira diz que texturas diversificadas levam estilo ao ambiente  - Eduardo de Almeida/RA studio A arquiteta Flaviane Pereira diz que texturas diversificadas levam estilo ao ambiente
Ela destaca também como vantagem o fato de que esses materiais não precisam ser extraídos da natureza. “Decorar sem agredir o meio ambiente continua sendo uma forte tendência. A aposta neste tipo de revestimento vem pela praticidade de aplicação, qualidade, durabilidade e baixo custo de manutenção em relação à madeira ou à pedra”, justifica Daniela.

A consultora em acabamentos Adilma Quaresma destaca o foco nos ecologicamente corretos. “Pastilhas que são produzidas a partir de resíduos sólidos dos próprios fabricantes também estão sendo muito procuradas. Elas unem responsabilidade social, durabilidade e beleza estética.” Nessa mesma linha, Daniela Lauar aponta o piso vinílico ou de PVC como um dos hits da decoração. Com designs variados, imitam diversos tipos de madeira, pedras e até o cimento. “De fácil e rápida instalação (podem ser aplicados sobre outros pisos), têm excelente durabilidade, manutenção e limpeza fáceis e proporcionam bom conforto térmico.”

Sustentável

Além de todas essas vantagens, Daniela diz que os pisos vinílicos ou de PVC estão alinhados com conceitos atuais de sustentabilidade. “Porque são 100% recicláveis, a instalação é feita com adesivos à base de água e a fácil aplicação gera economia não só na hora da troca, como também na geração e remoção de entulho”, explica. Apesar de verificar que muitas empresas vêm aderindo ao conceito de sustentabilidade, empregando em seus produtos materiais reciclados, Daniela Lauar
A consultora Adilma Quaresma diz que o acabamento é a roupa da casa - Eduardo de Almeida/RA Studio A consultora Adilma Quaresma diz que o acabamento é a roupa da casa
reconhece que esta prática pode aumentar o custo do produto. “Mas também agrega um valor diferenciado que vem se transformando em decisão de compra por muitas pessoas. As pedras industrializadas que imitam mármores e granitos são feitas com, aproximadamente, 95% de resíduos de rochas, sedimentos e areias. Há outras feitas com garrafas PET misturadas com pó de pedra”, informa.

A consultora em acabamentos Adilma Quaresma diz que lançamentos visam não apenas soluções técnicas na construção civil, “mas também estéticas, como se fosse a moda do vestuário, por exemplo.” Por isso, ela considera o acabamento “a roupa da casa”. Ela ressalta que é preciso um certo cuidado ao vesti-la, já que a casa não pode se dar ao luxo de mudar de roupagem conforme a estação. “Existe uma infinidade de materiais com soluções inovadoras para a ‘vestimenta’ da casa e a tendência são soluções práticas, atemporais e ecologicamente corretas”, aponta.

Com relação à praticidade, Adilma diz que as sobreposições de pisos em reformas, com o uso de argamassas especiais, é a solução ideal para quem busca agilidade na obra. “Os porcelanatos slins, que são mais fininhos para usar em reformas, são os ideais, já que dispensam a necessidade de cortar nas portas ou até mesmo arrancar marcos ou trocar soleiras.” Para que esses e outros aspectos sejam levados em consideração antes de o consumidor se decidir pela melhor opção, é necessário contar com a ajuda de um profissional especializado.

Tendência das passarelas


O conceito natureza e sustentabilidade nos revestimentos está em alta, segundo a designer de interiores Daniela Lauar - Eduardo de Almeida/RA Studio O conceito natureza e sustentabilidade nos revestimentos está em alta, segundo a designer de interiores Daniela Lauar
O estilo retrô faz a cabeça de muitos estilistas e é o queridinho de quem tem uma personalidade marcante. Ele faz também sucesso na decoração e os ladrilhos hidráulicos estão aí para comprovar isso. “São muitos lançamentos de revestimentos cerâmicos e porcelanatos seguindo essa tendência, com vários tipos de desenhos e cores e muito uso do patchwork”, comenta a designer de interiores Daniela Lauar.

O color block, outra tendência que veio da moda, também continua em alta. “Essa onda colorida invadiu os revestimentos para paredes e mobiliário. As cores amarelo-limão, laranja, azul-turquesa e rosa forte fazem parte da cartela. Esse movimento veio para quebrar a monocromia dos espaços, utilizando algum elemento que tenha uma cor bem vibrante.”

O emprego de estampas e relevos é o outro destaque, segundo a arquiteta Flaviane Pereira. “Uma tendência em revestimento que está em alta são os painéis cerâmicos com estampas. Dentro desse segmento, os produtos coloridos merecem destaque, pois são a escolha certa para quem quer paredes com personalidade e bom gosto.”

A arquiteta explica que esses designs são encontrados em painéis cerâmicos com detalhes marcantes, que podem ser usados em banhos, cozinha ou espaço gourmet. “Eles têm acabamento diferenciado, brilho extra e tonalidades vibrantes que trazem as belezas do Brasil para dentro de casa por meio de temas variados, como listras, relevos, florais, tons metálicos e cores vibrantes”, explica Flaviane.

Visando explorar uma nova vertente, as empresas do ramo passaram a se unir a designers para aumentar o leque de possibilidades nas grifes de azulejos. “Eles propõem uma técnica de decalques feitos com pigmentos de estampas que quebram a monotonia em qualquer espaço. Os azulejos surgem com novas padronagens, designs exclusivos e contemporâneos. Algumas coleções são temáticas: barroco, geométrico e básico”, diz Flaviane.

Tanta variedade significa grande variação de preço nos produtos, conforme o acabamento e a marca. “Encontramos porcelanatos de qualidade entre R$ 35 e R$ 300 o metro quadrado. A linha de porcelanatos que imita madeira com uma boa reprodução sai na faixa de R$ 150. Pastilhas cerâmicas de R$ 50 a R$ 180, dependendo da cor. Os revestimentos em relevo são as opções mais caras, pois são vendidos por unidade, que varia de R$ 45 a R$ 200.”

Tons que lembram madeira são bastante aconchegantes e garantem beleza e requinte  - (Eduardo de Almeida/RA Studio Tons que lembram madeira são bastante aconchegantes e garantem beleza e requinte
DICAS ÚTEIS
Saiba como garantir o efeito esperado nos acabamentos e revestimentos

» Deixe o assentamento dos pisos sempre para o fim da obra, para evitar que fiquem danificados ou manchados. Se não for possível, isole com uma camada de plástico bolha, papelão e lona preta

» Sempre que o revestimento tiver contato com alguma substância pigmentada, como vinho, refrigerantes e café, o ideal é secar o mais rápido possível e finalizar a limpeza com sabão neutro e pano úmido

» Em hipótese alguma use produtos abrasivos – ácidos, sabão em pó, alvejantes e removedores. São seguros apenas detergentes neutros, orgânicos ou alcalinos, sem ácidos na composição

» Siga sempre as recomendações de instalação, respeitando o espaçamento mínimo para juntas e a especificação das argamassas de assentamento, pois para cada material e formato há uma específica

» Use rejunte à base de epóxi, uma substância plastificadora que evita o acúmulo de sujeira entre os pisos e azulejos

Tags: tendência

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura